Publicidade:

Três brasileiros na reta final do Pro Bells Beach

Três brasileiros na reta final do Pro Bells Beach. Filipe Toledo, Italo Ferreira e Miguel Pupo avançaram para as quartas de final, em mais um dia de praia lotada e show de surfe nas ondas perfeitas de 4-6 pés no Bowl de Bells, palco da quarta etapa do championship tour (CT) da WSL.

Filipe Toledo já tirou a liderança do ranking de Kanoa Igarashi e vai disputar a lycra amarela na reedição da última final desta etapa em 2019, vencida por John John Florence. Italo Ferreira e Miguel Pupo também seguem na disputa do título e com chances matemáticas nesta briga pela ponta do CT 2022. A primeira chamada para as quartas de final é as 7h00 do sábado na Austrália, 18h00 da sexta-feira no Brasil.

Na sexta-feira também foram definidas as semifinais femininas e a líder do ranking, Brisa Hennessy, da Costa Rica, terá um confronto direto pela lycra amarela com a pentacampeã mundial Carissa Moore. Quem vencer a disputa pela segunda vaga na final do Rip Curl Pro Bells Beach, fica com o primeiro lugar no ranking do World Surf League Championship Tour 2022. Na primeira semifinal, a bicampeã mundial Tyler Wright, que fez os recordes femininos do dia, nota 9,00 e 17,17 pontos, enfrenta a americana Courtney Conlogue.

Três brasileiros na reta final do Pro Bells Beach
Tyler Wright detém todos os recordes femininos do Rip Curl Pro Bells Beach 2022. Foto: @WSL / Ed Sloane

Nas oitavas de final masculinas, o melhor da sexta-feira foi o havaiano John John Florence, que atingiu 17,77 pontos com as notas 9,07 e 8,70 que somou na vitória sobre Morgan Cibilic. Foi logo após Filipe Toledo despachar outro australiano, Connor O´Leary, também com mais uma grande apresentação nas direitas de Bells Beach. Filipe fez uma boa escolha de ondas e aproveitou bem as chances que teve, para mostrar suas manobras inovadoras e progressivas. Nas melhores que surfou, recebeu notas 8,43 e 7,83 para vencer por 16,26 a 13,00 pontos.

Três brasileiros na reta final do Pro Bells Beach e Filipe disputa a lycra amarela

Três brasileiros na reta final do Pro Bells Beach
Miguel Pupo entra na briga direta pelas primeiras posições no ranking. Foto: Aaron Hughes/ World Surf League

Com a classificação para as quartas de final, Filipe Toledo já tirou o japonês Kanoa Igarashi da liderança do ranking, só que três surfistas ainda têm chances matemáticas nesta briga pela ponta. Mas, Italo Ferreira e Miguel Pupo já necessitam da vitória para ultrapassar os 19.185 pontos que ele garantiu no ranking. E o havaiano John John Florence precisa chegar na final. Os dois terão um confronto direto no último dia, reeditando na segunda quarta de final, a decisão do último título do Rip Curl Pro Bells Beach disputado em 2019.

Depois das fantásticas apresentações do Filipe Toledo e do John John Florence, o convidado especial do Rip Curl Pro Bells Beach, Mick Fanning, atraiu as atenções e a vibração da torcida que lotou a praia na sexta-feira. O tricampeão mundial dominou toda a bateria, porém, no último minuto, o novato na elite deste ano e também australiano, Callum Robson, conseguiu virar o placar para 14,50 a 14,27 pontos, com uma nota 7,77.

Veja também:

Tatiana Weston-Webb está fora do Pro Bells Beach

Mulheres viram surfistas e provocam revolução silenciosa no Sri Lanka

Surf e o valor do tempo em ‘Days Within a Day’ [VÍDEO]

É a primeira vez que ele passa para as quartas de final e vai enfrentar o brasileiro Miguel Pupo, que igualmente nunca tinha chegado tão longe nas cinco etapas que disputou em Bells Beach. Miguel usou a verticalidade do seu backside nas batidas executadas nos pontos mais críticos das ondas, para superar o californiano Kolohe Andino pela décima vez nas doze baterias que eles se enfrentaram no CT. Agora, a vitória foi por 14,76 a 10,90 pontos.

Três brasileiros na reta final do Pro Bells Beach
Filipe Toledo assumindo a liderança do ranking com a passagem para as quartas de final. Foto: Ed Sloane/ World Surf League

DUELO BRASILEIRO – Depois, Miguel ficou torcendo para o seu irmão mais jovem, Samuel Pupo, no duelo brasileiro com o campeão mundial e medalhista de ouro na estreia do surfe nas Olimpíadas de Tóquio, Italo Ferreira. Foi a última bateria das oitavas de final e os dois fizeram uma disputa de altíssimo nível. O potiguar largou na frente com seu ataque agressivo de backside, variando batidas e rasgadas executadas com muita pressão e velocidade. A nota da sua primeira onda foi 7,83.

Samuca respondeu na mesma altura, com grandes manobras e batidas verticais de frontside, que valeram 7,33. Italo depois fez um 5,17 e só surfou mais uma onda, mandando até um tail slide invertendo totalmente a direção da prancha, para somar 7,57 no seu placar de 15,40 pontos. Samuel tentou a vitória até o fim e vibrou bastante ao completar um aéreo na sua melhor onda, mas terminou com 15,13 pontos com a nota 7,80 recebida.

BRASILEIROS NA RETA FINAL DO PRO BELLS BEACH – Com a vitória no primeiro duelo com o estreante na seleção brasileira, Italo Ferreira avançou para enfrentar Jack Robinson na disputa pela última vaga para as semifinais do Rip Curl Pro Bells Beach. Quem passar, pegará o vencedor da bateria de Miguel Pupo contra outro australiano, Callum Robson. Na chave de cima, que vai apontar o primeiro finalista, um confronto 100% australiano abre as quartas de final, entre Owen Wright e Ethan Ewing. Depois, tem a reedição da última final em Bells Beach em 2019, com o defensor do título, John John Florence, agora tentando tirar a liderança do ranking de Filipe Toledo.

Melhores ondas do dia

ÚLTIMO DIA DO RIP CURL PRO BELLS BEACH 2022

QUARTAS DE FINAL – 5.o lugar com US$ 16.000 e 4.745 pontos:
1.a: Ethan Ewing (AUS) x Owen Wright (AUS)
2.a: Filipe Toledo (BRA) x John John Florence (HAV)
3.a: Miguel Pupo (BRA) x Callum Robson (AUS)
4.a: Italo Ferreira (BRA) x Jack Robinson (AUS)

SEMIFINAIS – 3.o lugar com US$ 25.000 e 6.085 pontos:
1.a: Tyler Wright (AUS) x Courtney Conlogue (EUA)
2.a: Carissa Moore (HAV) x Brisa Hennessy (CRI)

RESULTADOS DA SEXTA-FEIRA EM BELLS BEACH

OITAVAS DE FINAL – 9.o lugar com US$ 13.000 e 3.320 pontos:
1.a: Owen Wright (AUS) 16,40 x 15,77 Nat Young (EUA)
2.a: Ethan Ewing (AUS) 14,27 x 9,10 Jackson Baker (AUS)
3.a: Filipe Toledo (BRA) 16,26 x 13,00 Connor O´Leary (AUS)
4.a: John John Florence (HAV) 17,77 x 7,83 Morgan Cibilic (AUS)
5.a: Callum Robson (AUS) 14,50 x 14,27 Mick Fanning (AUS)
6.a: Miguel Pupo (BRA) 14,76 x 10,90 Kolohe Andino (EUA)
7.a: Jack Robinson (AUS) 16,04 x 14,53 Imaikalani Devault (HAV)
8.a: Italo Ferreira (BRA) 15,40 x 15,13 Samuel Pupo (BRA)

QUARTAS DE FINAL – 5.o lugar com US$ 16.000 e 4.745 pontos:
1.a: Courtney Conlogue (EUA) 14,57 x 11,93 Sally Fitzgibbons (AUS)
2.a: Tyler Wright (AUS) 17,17 x 12,07 Bronte Macaulay (AUS)
3.a: Carissa Moore (HAV) 13,67 x 12,53 Stephanie Gilmore (AUS)
4.a: Brisa Hennessy (CRI) 11,60 x 11,57 Johanne Defay (FRA)

Receba nossas Notícias no seu Email

+Notícias