28 C
Papeete
domingo, 26 maio, 2024
28 C
Papeete
domingo, 26 maio, 2024

Top 10 do ranking brasileiro, Juliana dos Santos vive no limite da pobreza

Uma reportagem feita pela jornalista Patrícia Calderón denunciando a precariedade com que vive a surfista profissional cearense Juliana do Santos está gerando uma onda de comoção nas redes sociais.

Aos 21 anos, Juliana é campeã cearense e ocupa a oitava colocação no ranking profissional brasileiro mas, no entanto, sobrevive em meio a uma rotina de pobreza e sacrifício.

A atleta divide um cômodo com menos de cinco metros quadrados, no bairro Serviluz, um dos mais pobres de Fortaleza, com mais três familiares e dorme todos os dias no chão.

+ Moana Jones conquistando seu espaço em Pipeline

+ Tyler Wright é escolhida a atleta do ano de 2020

+ Red Bull Magnitude, uma competição de ondas grandes exclusiva para mulheres

Ela revelou à jornalista que durante alguns dias da semana, deixa de se alimentar antes de surfar para garantir que seus avós tenham um pouco de comida.

Ainda assim, Juliana luta para manter uma rotina de atleta enfrentando adversidades colossais.

Essa dura realidade, escancarada pela reportagem de Calderón, fez com que a web se mobilizasse para a criação de uma vaquinha virtual.

O objetivo é levantar fundos para que a atleta possa construir uma casa para viver com sua família e assim ter um mínimo de conforto.

Para contribuir com a vaquinha virtual acesse: vaquinha/ajuda-para-juju-surfista

Para seguir Juliana no Instagram: @julianasantossoficial

Receba nossas Notícias no seu Email

Últimas Notícias