25 C
Papeete
terça-feira, 21 maio, 2024
25 C
Papeete
terça-feira, 21 maio, 2024

Surfistas húngaros fazem apelo para participar dos Jogos de Surf da ISA

A cena do surf não se limita às praias de altas ondas, e a Hungria, mesmo sem litoral, é prova viva disso. Em um vídeo compartilhado no YouTube da Tracks, a renomada mídia australiana de surf, a comunidade húngara de surfistas está fazendo um apelo único e inusitado para se juntar aos Jogos de Surf da Associação Internacional de Surf (ISA).

O vídeo, intitulado “Surfistas húngaros estão famintos por mudanças”, não é apenas um manifesto comum; é uma carta visual à entidade e ao presidente Fernando Aguerre, recheada de humor e uma dose saudável de rebeldia.

“A Hungria, apesar de ser um dos países mais sem litoral do mundo, é uma nação incrível nos esportes aquáticos”, informa o vídeo. E acredite ou não, eles têm os números para apoiar essa afirmação. Com 66 medalhas de ouro olímpicas em esportes aquáticos, o país agora quer ter oportunidades no cenário do surf.

O vídeo destaca ícones do surf californiano e mundial, como Miki Dora e Brad Gerlach, além do pioneiro do kickflip nas ondas, Zoltan Torkos, que possuem ascendência húngara, ressaltando suas habilidades únicas e contribuições para a cultura do esporte. Revelando a presença do surf na Hungria há mais de 20 anos, a produção expõe um dilema enfrentado pela comunidade: uma federação desatualizada que não representa nem interage com os surfistas.

A ironia não é esquecida quando o vídeo menciona o presidente da federação, Peter Tontja, conhecido mais por sua coleção de colares de conchas do que por seu envolvimento ativo com o esporte. A crítica à inatividade da federação é pontuada com humor e imagens de surfistas locais exibindo suas habilidades, mesmo em meio a desafios.

Determinados a mudar o jogo e participar ativamente dos Jogos de Surf da ISA, os surfistas húngaros uniram forças com a Associação Húngara de Windsurf para estabelecer uma estrutura para suas atividades. Ao mesmo tempo, iniciaram procedimentos legais contra a federação existente.

O vídeo conclui com um apelo à ISA para ouvir suas vozes, rejeitar a federação atual e reconhecer a nova associação como um órgão membro.

Em busca de apoio para realizar o sonho de participar dos eventos da ISA, os húngaros pedem ajuda ao cenário internacional de surf e estão determinados a garantir que suas vozes sejam ouvidas, não importa quão longe estejam das praias.

+ A impressionante nova sede da WSL

Receba nossas Notícias no seu Email

Últimas Notícias