Um surfista foi morto na manhã desta terça-feira (08) após um ataque de tubarão enquanto surfava em Coolangatta, na Gold Coast australiana.

O homem tinha aproximadamente 50 anos e foi mordido na perna, ficando gravemente ferido.

De acordo com o noticiário da emissora local 9News, outros surfistas e guarda-vidas foram em seu socorro, mas o homem não resistiu aos ferimentos e morreu poucas horas depois do incidente.

Este foi o primeiro ataque fatal de um tubarão a ocorrer em uma praia da Gold Coast em mais de 60 anos.

O último caso fatal dessa natureza havia ocorrido em 1958, em Surfers Paradise, todavia ataques, de uma maneira geral, são incomuns nessa região.

Surpreendentemente, Rainbow Bay, local do incidente, uma onda que quebra entre Snapper Rocks e Greenmount, é protegida por redes anti-tubarão.

Ataque de tubarão na Gold Coast

Região é famosa por receber os eventos de abertura da WSL. Foto: Arquivo

Contudo, especialistas esclarecem que esse tipo de equipamento não fornece uma barreira impenetrável. Isto é, tubarões podem ultrapassá-las e chegar à zona de arrebentação.

Snapper Rocks, em Coolangatta, é muito popular entre a comunidade do surf por ser a praia de abertura do tour mundial da WSL.

Alguns dos melhores surfistas do mundo moram na região, conhecida pelas excelentes ondas.

2020 tem sido um ano de muitos ataques fatais a surfistas na Austrália. No último 11 de julho, Mani Hart-Deville, 15, foi morto por um tubarão, em Wooli, algumas horas ao sul de Coolangatta e Rob Pedretti, 60, também não resistiu aos ferimentos após um encontro fatal com um tubarão branco em 7 de junho em Kingscliff, a menos de 15 quilômetros ao sul do local do incidente desta terça-feira.