Publicidade:

Surfista mordido por tubarão sai sozinho do mar e anda por 300 m para buscar ajuda

A seguir você vai ler a extraordinária história da vida real do surfista mordido por tubarão que percorreu um longo caminho até encontrar ajuda.

Os paramédicos elogiaram a história de sobrevivência de um surfista australiano que nadou de volta à costa sozinho e caminhou por 300 metros para obter ajuda após sofrer ferimentos “extraordinários” por conta de uma mordida de tubarão em uma praia remota.

O homem de 29 anos foi mordido por um tubarão no domingo enquanto surfava na Baía D’Estrees, na Ilha Kangaroo.

+ Modelo e ativista nada nua com tubarões e lança manifesto pela família terrestre

+ O encontro entre um nadador e um tubarão branco

+ Foto de cardume rodeado por tubarão em formato de coração leva prêmio 

O paramédico Michael Rushby disse que o homem tinha lacerações “sérias” nas costas e na perna, mas ele conseguiu se manter em segurança.

Ele foi socorrido pela primeira vez por um paramédico de folga que dirigiu até a praia em seu carro pessoal e recebeu tratamento adicional por Rushby e outro paramédico antes de ser levado para o Centro Médico Flinders.

“Nós o estabilizamos ao lado da estrada, tratamos seus ferimentos e controlamos sua dor”, disse Rushby, segundo o The Guardian. O jovem sofreu graves lacerações nas costas e na coxa.

Do hospital, a vítima do ataque de tubarão divulgou uma nota manuscrita de sua experiência, agradecendo aos paramédicos e à equipe médica que o salvou. Leia:

“Era mais um dia normal de surf em Kangaroo Island’s D’Estrees Bay. Eu estava sentado na prancha quando senti uma batida no meu lado esquerdo. Foi como ser atropelado por um caminhão. Ele me mordeu nas costas, nádega e cotovelo, e arrancou um pedaço da minha prancha. Eu tive um vislumbre do tubarão quando ele se soltou e desapareceu.”

Do hospital, o homem disse que era “incrivelmente sortudo” e que estava “otimista; que iria ter uma recuperação completa”.

Receba nossas Notícias no seu Email

+Notícias