26 C
Papeete
segunda-feira, 15 julho, 2024
26 C
Papeete
segunda-feira, 15 julho, 2024

Surfista havaiano de 15 anos participa do Hang Loose Surf Attack

Kielan Jardini, promessa do surf havaiano, com apenas 15 anos, fará sua primeira participação no Hang Loose Surf Attack, considerado o mais tradicional evento de categorias de base do Brasil. Filho de Luiz Jardini, surfista brasileiro de 49 anos que reside no Havaí há 26 anos, Kielan segue os passos do pai e já demonstra grande potencial no mundo do surf.

O pai, conhecido também no mundo do surf, já competiu em alguns campeonatos na modalidade tow-in, surf em ondas gigantes. Com uma forte herança de surf na família, Kielan já participou de competições renomadas como NSSA e HSA, tendo se qualificado para o Nationals em 2023. Nas competições californianas, competiu em Huntington Beach e Trestles, já mostrando seu talento. “Kielan está muito empolgado e espero que ele tenha um bom resultado”, comentou o pai.

+ Desafios e estratégias da WSL Brasil: Entre ondas e atrações

Para o presidente da SPSurf, Zé Paulo, este intercâmbio com surfistas de outros países é sempre positivo para nossos surfistas. Isso eleva o nível da competição. “Nós já trouxemos para este circuito atletas de Portugal, Espanha e Ilhas Canárias. Das Canárias saiu o primeiro gringo a vencer uma etapa, que foi Conor Donegan, em 2022. E entre as mulheres, a espanhola Janire Etxabarri, foi a primeira estrangeira a conquistar um título de etapa do Hang Loose Surf Attack, em 2023. Agora, temos um havaiano e espero que ele tenha sucesso”, disse Zé Paulo.

Em 2023, Kielan também teve destaque em eventos locais no Havaí, vencendo as etapas de Haleiwa, no North Shore, e Sandy Beach, no lado Leste da ilha. Agora, ele se prepara para enfrentar um novo desafio na etapa de Ilha Comprida do Hang Loose Surf Attack, que ocorrerá entre os dias 5 a 7 de julho.

Sua estreia no Hang Loose Surf Attack promete ser um momento marcante em sua carreira. “Competir no Brasil, onde o nível do surfe está altíssimo, será uma experiência incrível. Estou ansioso para competir contra os melhores surfistas da minha idade”, afirmou Kielan, que conta com os patrocínios da Pranchas J. Kashiwai, IPD, Dragon, Xcel Wetsuits, Guara Army, Açaí Republic, Pasokin, Leus, Creatures Of Leisure, Sunbum, Moku Surfshop, Futures Fins e Fu-Wax.

Premiação – Em todas as três etapas, além dos prêmios, os finalistas de todas as categorias, do 1º ao 4º lugares, receberão premiações em dinheiro no valor de R$ 1.100,00 para os campeões, segundo lugar, R$ 550,00; terceiro, R$ 330,00; quarto, R$ 220,00. Além de blocos de prancha Keahana, protetor solar Suntech e pulseiras Power Balance, parafinas Manga Wax, Kits e troféus de plásticos recolhidos da Praia de Camburi, produzidos pelo Projeto SIRI.

A etapa também reserva R$1.000,00 dividido entre os vencedores do Manga Wax Air Show e Manga Wax Girls Best Trick – melhor Manobra Feminino – (R$500 cada).

Copa São Paulo – Neste ano também acontecerá mais uma edição da Copa São Paulo de Surf. O título de campeã está atualmente com a cidade de Praia Grande, vencedora em 2023.

Após a conclusão desta etapa do Hang Loose Surf Attack, a equipe da SPSurf já inicia os preparativos para a abertura do Circuito Paulista Colegial de Surf 2024, que acontecerá nos dias 8 e 9 de julho, na mesma praia de Ilha Comprida.

Receba nossas Notícias no seu Email

Últimas Notícias