27 C
Papeete
sábado, 13 julho, 2024
27 C
Papeete
sábado, 13 julho, 2024

Surf faz refugiados ucranianos voltarem a sorrir

Sol, praia, pé na areia, mar, surf. Foi através dessa combinação perfeita que um grupo de refugiados ucranianos vivenciou, ao longo de dois dias, na Praia da Enseada, em Guarujá, o Surf Experience Ucrânia. A ação realizada pelo Projeto Ondas, MoveOn e Global Inspire Action, tinha um único objetivo: oferecer uma experiência positiva e vibrante, através do esporte, como uma marca de amor em meio a dores inimagináveis que uma guerra causa.

Não era preciso muito esforço para perceber que deu certo. O brilho no olhar de cada uma daquelas 26 pessoas e o entusiasmo mostravam toda alegria e como estavam se sentindo acolhidos. O professor Denis Eleutério, da MoveOn e idealizador do Surf Experience Ucrânia descobriu esse grupo em uma visita a São José dos Campos e vislumbrou estes dois dias, estava emocionado. Ainda mais sabendo o período de grande dor e muitas perdas que essas pessoas estão vivendo, deixar essa marca no coração deles é uma sensação única.

Não há palavras para descrever. É muita alegria poder observar e ver o quanto eles se divertiram. A gente pode ver estampada em cada rosto a satisfação e a sensação incrível que é poder desfrutar de algo que eles jamais esperavam que pudesse acontecer”.

Quem também se emocionou com a ação foi Jojó de Olivença, idealizador do Projeto Ondas. Ele falou sobre a importância de fazer o bem após tudo que esse grupo viveu em sua terra natal. “É muita alegria estar vivenciando esse momento. É emocionante porque tenho certeza que é uma experiência que vai ficar pra toda vida. Muitas vezes a gente recebe mais do que dá e poder oferecer esse momento para esses ucranianos é um gesto de solidariedade, de amor e carinho e acolhimento”.

+ Floripa 2023: O melhor verão das últimas décadas?

Denis conheceu essas pessoas por intermédio de Gilmar Tadeu, um brasileiro radicado na Ucrânia há 15 anos, que é técnico de futebol profissional por lá e ajuda essas pessoas no interior de São Paulo. Inclusive, na comunicação.

Esse momento é um presente de Deus. Junto com o pessoal aqui do Guarujá, Prefeitura, o Denis, o Jojó, enfim, as ONGs que disponibilizaram esse tempo para proporcionar um pouco de alegria num período tão difícil. Com certeza são memórias que vamos levar pra Ucrânia agora em nossa volta, no dia 22 de março”.

Ele lembra que as notícias que chegam não são boas as notícias e por isso fez questão de ajudar no projeto. “Quando a gente se ocupa e é cercado de cuidado assim, de amor e de diversão é como se a gente se desligasse um pouquinho de tudo que está acontecendo. Daqui a pouco vamos ter que enfrentar a realidade e isso aqui vai nos sustentar nesse período difícil por lá.

Amor, alegria e gratidão

Refugiados ucranianos
A ação tinha um único objetivo: oferecer uma experiência positiva e vibrante, através do esporte. Foto: Santos Press

A emoção estava no ar. Como disse Irina Shevchenko, de 46 anos: “Estou muito feliz por ter a oportunidade de visitar uma cidade maravilhosa e conhecer pessoas maravilhosas. Esse projeto é algo inusitado para mim, pois nunca me envolvi nesse esporte. É emocionante”. Svitlana Nekhaeva, de 61 anos, também se disse encantada com o projeto e grata pela oportunidade de participar dele.

Já Alla Hrechana, de 52 anos, deixou a cidade natal com 2 filhas e 2 netas por conta da ameaça de foguetes e não tem palavras para descrever tudo o que está vivendo por aqui. “Estamos muito felizes em ter a oportunidade de estar em Guarujá e fazer parte deste projeto de surf. Está sendo inesquecível e agradeço a todos os organizadores. Que o Senhor abençoe abundantemente a todos que nos proporcionaram este tempo maravilhoso no Brasil”.

+ Cinegrafista registra ataque de tubarão a tartaruga em Fernando de Noronha

O Projeto Surfe Experience Ucrânia tem a Igreja da Cidade de São José dos Campos, Cidade Sports e Cidade Social como instituições parceiras e apoio da Prefeitura Municipal de Guarujá e do Delphin Beach Hotel na hospedagem.

Refugiados ucranianos
Foto: Santos Press

Outros apoiadores são o Planeta Gourmet, Restaurante Dalmo Bárbaro, Aquário Guarujá, City Transportes, Hortifruti Guarujá, Padaria Rei do Trigo, Academia Cristal Guarujá, Cacau Show Guarujá, Bolo Du bom, Buffet Oceano Mágico, Li Art e Locart.

Como escolas parceiras, o projeto contou com a Dream Challenger, Neno Matos Escola de Surf, Boanerges Surf School, Família Surf, JP Surf , Local Brother ‘s Escola de Surf , D. Beach Club, Futvôlei VIP, Gustavo Futvôlei e Grêmio de Guarujá.

Sobre o Projeto Ondas

Com 15 anos de existência, o Projeto Ondas atende cerca de 90 crianças e adolescentes, sendo que já beneficiou mais de 700, além de influenciar indiretamente na vida de mais de 5 mil pessoas. Muitas deram continuidade a seus estudos em universidades, estão empregadas ou realizando atividades sociais que beneficiam e ajudam a transformar a realidade e o meio onde residem.

As atividades do projeto são realizadas no contraturno escolar e servem para, além de incentivar a prática do surfe, complementar o ensino dado nas salas de aula, com reforço em português, matemática, informática, educação ambiental, palestras sobre valores, além de assistência psicossocial e jurídica para os alunos e suas famílias.

O Projeto Ondas conta com o apoio da Prefeitura de Guarujá, FUMCAD, Brasil Terminal Portuário, Banco Daycoval, Santos Brasil, Banco Pan, Wilson Sons e Instituto ACP, além de outros colaboradores, como Overboard, Ibis Style Guarujá, Delphin Hotel, Dona Eva, Anasol e Layr.

Receba nossas Notícias no seu Email

Últimas Notícias