Publicidade:

Stephan Figueiredo encara a Laje do Sheraton

A Laje do Sheraton, localizada em frente à Praia do Vidigal, no Rio de Janeiro, onde está um hotel que dá nome ao pico, é uma das maiores ondas do Brasil.

Para funcionar de verdade, é necessário um forte swell de sul / sudoeste, com períodos altos.

O resultado é uma onda realmente grande e “massuda”, que já fez muito surfista big rider passar perrengue.

A laje fica um pouco afastada da costa e o acesso ideal deve ser feito com a ajuda de um jet ski, ou, pra quem está na disposição da remada, enfrentando além da arrebentação na praia, uma forte correnteza.

Veja mais:

Julgamento da WSL vira piada aberta entre Medina, Toledo e cia

Filipe Toledo é vice-campeão no Surf City El Salvador Pro

Big riders questionam transparência e postura da WSL com o big surf

Além disso, por quebrar longe da praia, se algo der errado, o surfista terá que contar com uma dose de sorte para se safar.

Portanto, é um pico que precisa de muita cautela e respeito para ser acessado.

Recentemente, o free-surfer carioca Stephan Figueiredo foi conferir de perto a chegada de um swell com potencial de fazer a Laje do Sheraton funcionar.

No entanto, o mar estava muito mexido, fazendo as ondas quebrarem mais sinistras ainda.

Ainda assim, Fun na companhia de outros big riders, como Gabriel Sodré, conseguiu encontrar algumas bombas.

Assista ao vídeo:

Receba nossas Notícias no seu Email

+Notícias