28 C
Papeete
domingo, 19 maio, 2024
28 C
Papeete
domingo, 19 maio, 2024

Sol Aguirre comanda o show em Saquarema

Após a inspirada performance de Samuel Igo na terça-feira, dessa vez foi a peruana Sol Aguirre quem estabeleceu os recordes históricos do Circuito Banco do Brasil de Surfe, na sua estreia no Saquarema Surf Festival em memória a Leo Neves. Ela deu um show nas esquerdas da Praia de Itaúna, atingindo 18,56 pontos com notas 9,83 e 8,73. Sol enfrentou a também surfista olímpica Tainá Hinckel, campeã do QS 5000 no ano passado, com as duas avançando juntas na bateria. Na quarta-feira, também foi iniciada a competição de Longboard e na quinta-feira começa a categoria Pro Junior Sub-20.

“Eu não sabia que fiz história no Circuito Banco do Brasil e isso é muito bom”, disse Sol Aguirre, ao saber dos recordes. “No ano passado eu não consegui competir aqui e fiquei triste, porque Saquarema me encanta. O Brasil é como a minha casa, então estou bem feliz por estar de volta e as ondas estão muito boas hoje. Competir com minha amiga (Tainá Hinckel) da Guarda do Embaú, que vai para as Olímpiadas também, é incrível. A gente se enfrenta desde muito pequenas e é muito bom poder desfrutar de mais um bom momento junto com ela”.

As duas surfistas que vão disputar os Jogos Olímpicos de Paris 2024 no Taiti, dominaram a categoria Pro Junior da WSL South America desde 2016, quando Tainá Hinckel conquistou seu primeiro título sul-americano Sub-20 com apenas 13 anos de idade. Sol Aguirre depois foi bicampeã em 2017 e 2018, Tainá ganhou seu segundo em 2019 e a peruana venceu mais dois consecutivos, em 2021 e 2022. A hegemonia só foi quebrada no ano passado, por outra catarinense, Isabelle Nalu.

As duas conseguiram se classificar para as Olimpíadas no último ISA Surfing Games em Porto Rico. Na semana seguinte, Tainá Hinckel conquistou o principal título sul-americano da World Surf League vencendo a última etapa, em Florianópolis. Na sequência, foi vice-campeã na abertura do Circuito Banco do Brasil de Surfe 2024 em Torres, perdendo a final catarinense no Rio Grande do Sul para Laura Raupp, que largou na frente na temporada 2024/2025 da WSL South America.

MELHOR DA HISTÓRIA – Tainá Hinckel era a recordista absoluta da história do Circuito Banco do Brasil de Surfe, com a nota 9,50 e os 17,00 pontos que conseguiu na final do QS 5000 em Saquarema no ano passado. Agora, nas mesmas ondas da Praia de Itaúna, Sol Aguirre bateu suas marcas com um ataque de backside fantástico nas esquerdas perfeitas que entraram na bateria delas na quarta-feira. Ela começou bem com nota 6,50 e foi melhorando a cada onda. Ganhou 7,50 na segunda, 8,50 na terceira e a quarta foi a melhor, combinando duas manobras muito fortes abrindo grandes leques de água.

Três dos cinco juízes deram nota 10 e a média ficou 9,83. É simplesmente a maior nota da história de todas as nove etapas do Circuito Banco do Brasil de Surfe disputadas desde 2022. Sol Aguirre ainda deu outro espetáculo na última onda, para somar 8,73 no incrível placar de 18,56 pontos. Além de bater o 9,50 e os 17,00 pontos da Tainá Hinckel, a peruana também ultrapassou os 18,40 pontos que o Samuel Igo conseguiu na terça-feira em Saquarema e a maior nota masculina também, 9,77 do Mateus Herdy na etapa circuito, na Bahia, no ano passado em Salvador.

“Eu tinha visto que tinha mais direitas na bateria anterior, mas o mar muda muito aqui. Não fiz nenhum plano, só segui meu instinto e deu muitas esquerdas na bateria, então só peguei as ondas e me diverti”, disse Sol Aguirre. “Estou muito grata e feliz de estar aqui. Saquarema tem um lugar muito importante no meu coração, eu venho pra cá desde muito pequena competir nos Pro Junior e é uma praia onde aprendo bastante. Em junho vou para as Olimpíadas junto com a minha amiga, a Tainá, então foi bom que passamos juntas essa bateria”.

Sol Aguirre Saquarema Surf Festival
Tainá Hinckel segue defendendo o título do QS 5000 em Saquarema. Foto: Daniel Smorigo / 213 Sports

BICAMPEONATO INÉDITO – Tainá Hinckel segue defendendo o título da competição, tentando ser a primeira a escrever seu nome duas vezes no Troféu Leo Neves, que registra os campeões e campeãs das etapas do QS 5000. A catarinense só conseguiu achar uma onda boa para mostrar o seu surfe e a nota 7,60 recebida, decidiu sua classificação em segundo lugar. Os 12,67 pontos que totalizou, foram suficientes para superar a peruana Catalina Zariquiey e a surfista local de Saquarema, Kayane Reis.

“Estou feliz de ter passado essa primeira bateria e realmente parecia que as ondas não estavam vindo pra mim, então fui buscar elas no final e tive que fazer acontecer”, contou Tainá Hinckel. “Parecia que toda onda boa vinha para a Sol (Aguirre). Tanto que a onda do 9, eu estava mais bem posicionada, mas tive que parar de remar, porque a prioridade (de surfar) era dela, então não tinha o que fazer. Mas, foi uma grande bateria, tem altas ondas, água bem gelada e estou feliz de ter passado”.

Na próxima fase, Sol Aguirre vai disputar as duas primeiras vagas para as quartas de final com a campeã do primeiro Circuito Banco do Brasil de Surfe em 2022, Silvana Lima, além de mais duas peruanas, Melanie Giunta e a campeã do QS 5000 na Praia de Itaúna em 2022 e tricampeã sul-americana, Daniella Rosas. Tainá Hinckel entra na segunda bateria com a carioca Julia Duarte e mais duas peruanas, Arena Rodriguez Vargas e Kalea Gervasi, que venceu o título Pro Junior no ano passado.

Daniella Rosas também tenta um bicampeonato inédito em Saquarema. Foto: Daniel Smorigo / 213 Sports

LÍDER DOS RANKINGS – Na terceira disputa por vagas nas quartas de final, está a líder nos rankings e da temporada 2024/2025 da WSL South America. Laura Raupp estava completando 18 anos de idade na quarta-feira e também estreou com vitória no único confronto 100% brasileiro da segunda fase do QS 5000, contra Alexia Monteiro, Laiz Costa e Kemily Sampaio. Assim como Tainá Hinckel, Laura Raupp e a peruana Daniella Rosas, vão partir direto do Rio de Janeiro para disputar as duas primeiras etapas do Challenger Series 2024 na Austrália.

“Estou superfeliz porque hoje é meu aniversário, então passar a bateria é especial pra mim e eu amo esse evento. Saquarema é um lugar que me sinto sempre muito bem recebida e deu altas ondas todos os dias, então estou feliz de ter passado pro próximo rounde”, disse Laura Raupp, que também falou sobre a expectativa de disputar vagas para a elite do CT. “Eu já estou super ansiosa pra começar a competir no Challenger Series. Daqui vou direto pra Austrália, embarco no domingo à noite daqui do Rio mesmo pra Gold Coast, porque lá começa no dia 27. Está bem justa as datas, mas dá tempo de chegar, fazer uns treinos e entrar no fuso horário também né, que tem bastante diferença”.

Laura Raupp defende a liderança de dois rankings em Saquarema. Foto: Daniel Smorigo / 213 Sports

Laura Raupp vai disputar classificação para as quartas de final desta segunda etapa na terceira bateria da terceira fase do Saquarema Surf Festival. Ela enfrenta a cearense Juliana dos Santos, a baiana Potira Castaman que mora em Florianópolis e a experiente local de Saquarema, Taís Almeida. Já as duas últimas vagas serão disputadas por Isabelle Nalu, a também catarinense Alexia Monteiro, a argentina Vera Jarisz e a equatoriana Genesis Garcia.

QS 5000 – O QS 5000 feminino foi iniciado depois das oito baterias restantes da quarta fase do QS 5000 masculino, que abriram mais um dia de ondas excelentes no Maracanã do surfe brasileiro. Dos 120 inscritos na quarta edição do Saquarema Surf Festival, restaram 32 concorrentes ao título desta segunda etapa. Um convidado de Saquarema venceu o primeiro confronto do dia, Daniel Templar, com o surfista do Challenger Series, Lucas Silveira, avançando junto com ele.

Daniel Templar ganhou a primeira bateria da quarta-feira na Praia de Itaúna. Foto: Daniel Smorigo / 213 Sports

Já o destaque da competição masculina na quarta-feira, foi o catarinense Matheus Navarro, que venceu a primeira etapa do Circuito Banco do Brasil de Surfe em Torres (RS) e defende a liderança do ranking regional da WSL South America em Saquarema. Na terça-feira, ele só conseguiu se classificar na onda surfada no último minuto. Agora, já abriu a bateria destruindo uma direita, com suas manobras arrancando nota 9,0, a maior do dia no QS 5000 masculino. Ela só ficou abaixo do 9,67 do paraibano Samuel Igo na terça-feira e Matheus Navarro também fez o maior placar da quarta-feira entre os homens, 15,50 pontos.

“Ontem (terça-feira) eu deixei todo mundo lá em casa com dor de barriga de nervoso, mas hoje acho que a galera ficou um pouco mais aliviada”, disse Matheus Navarro. “Eu consegui abrir a bateria com um high-score, 9,0, então estou muito feliz de ter começado com o pé direito dessa vez. As ondas diminuíram um pouco hoje e acho que ficou melhor pra prancha que eu estava querendo usar. É a mesma que eu usei em Torres (RS), é a mágica e muito obrigado ao meu shaper, o Alexandre, por ter feito essa prancha”.

Matheus Navarro foi o melhor da quarta-feira no QS 5000 masculino. Foto: Thiago Diz / 213 Sports

INÍCIO DO LONGBOARD – Depois destas oito baterias do QS 5000 masculino e das nove do QS 5000 feminino, foi iniciada a categoria Longboard. As ondas estavam perfeitas para os pranchões e já foram definidas as semifinais masculinas e a grande final feminina. O peruano Matias Maturano, campeão do ano passado na Praia de Itaúna, começou a defender o título com vitória na primeira bateria.

Jeferson Silva é o recordista da história do Saquarema Surf Festival. Foto: Daniel Smorigo / 213 Sports

Mas, a melhor apresentação foi do saquaremense Jeferson Silva, que totalizou 14,40 pontos com o 7,57 e 6,83 que recebeu nas suas duas melhores ondas. Ele é o recordista absoluto do Longboard na história do evento, com a nota 9,00 e os 16,50 pontos conseguidos em 2021. Nessa bateria da quarta-feira, Fabio Santos ganhou a maior nota do dia, 7,87, que não foi suficiente para superar Alexandre Escobar, que avançou junto com Jeferson Silva.

Jeferson Silva e Alexandre Escobar vão disputar as duas primeiras vagas para a grande final da quarta edição do Saquarema Surf Festival, com Wenderson Biludo e o defensor do título, Matias Maturano. Na outra semifinal, o líder do ranking sul-americano, campeão da primeira etapa da temporada 2022/2023 da WSL South America no Uruguai em fevereiro, Jefson Silva, enfrenta Anderson Silva, Hideki Duarte e o mexicano Heriberto Torres Martinez.

Na categoria feminina, a vice-campeã no Uruguai, Kate Brandi, se classificou para disputar o título da competição, contra Ayllar Cinti, Rayane Amaral e Evelin Neves. Elas eliminaram as também brasileiras Gabriela Sztamfater, Viviane Skinner e a argentina Evely Gontier, nas duas baterias da primeira fase que fecharam a quarta-feira de altas ondas na Praia de Itaúna. O Longboard vai abrir a quinta-feira e depois será iniciada a categoria Pro Junior Sub-20.

Evelin Neves foi uma das classificadas para a final do Longboard. Foto: Daniel Smorigo / 213 Sports

ATIVIDADES EXTRAS – A quarta-feira foi mais um dia de muita diversão promovida pelos patrocinadores do festival na Praia de Itaúna. Tiveram visitas de alunos de escolas municipais organizadas pelo projeto social Blue Birds, com as crianças aproveitando também a degustação e os brindes da roleta Verde Campo, as ativações do Banco do Brasil como a Área Kids, Surfe Elástico, Ioga e Ritmos BB, além do Surfe Mecânico da Monster. Estas atividades extras para o público, acontecem durante todos os dias em Itaúna e no sábado tem skate também na pista construída na praia com arquibancada para a torcida.

Outra novidade do Saquarema Surf Festival esse ano é o “Projeto Praia Para Todos” do Instituto Novo Ser, garantindo acessibilidade ao evento e atividades inclusivas de lazer e esporte para pessoas com mobilidade reduzida. Elas podem entrar no mar com cadeiras especiais e até praticar vôlei na Praia de Itaúna. Está rolando também uma pesquisa acessada por QR Code espalhados em várias áreas do evento. Quem participar da pesquisa de satisfação, concorre a brindes dos patrocinadores e até lycras assinadas pelos competidores. Os sorteios acontecem diariamente na Praia de Itaúna.

O Saquarema Surf Festival pode ser acompanhado ao vivo pelo site worldsurfleague.com e também pelo canal do YouTube da WSL.

RESULTADOS DA QUARTA-FEIRA NA PRAIA DE ITAÚNA:

QUARTA FASE DO QS 5000 – 3.o=33.o lugar (450 pts) e 4.o=49.o lugar (400 pts):
———–as 8 primeiras baterias fecharam a terça-feira
9.a: 1-Daniel Templar (BRA), 2-Lucas Silveira (BRA), 3-Marcos Correa (BRA), 4-Eric Bahia (BRA)
10: 1-Joaquin del Castillo (PER), 2-Alex Ribeiro (BRA), 3-Lukas Camargo (BRA), 4-Kim Matheus (BRA)
11: 1-José Francisco (BRA), 2-Rickson Falcão (BRA), 3-Wiggolly Dantas (BRA), 4-Raul Rios (PER)
12: 1-Wesley Leite (BRA), 2-Thiago Camarão (BRA), 3-Magno Pacheco (BRA), 4-Gabriel Klaussner (BRA)
13: 1-Matheus Navarro (BRA), 2-Lucas Vicente (BRA), 3-Gustavo Henrique (BRA), 4-Pedro Neves (BRA)
14: 1-Rodrigo Saldanha (BRA), 2-Kaue Germano (BRA), 3-Pedro Araujo (BRA), 4-João Artur (BRA)
15: 1-Leo Casal (BRA), 2-Alonso Correa (PER), 3-Maximiliano Saenz (ECU), 4-Martin Ottado (URU)
16: 1-Rafael Teixeira (BRA), 2-Tomas Lopez Moreno (ARG), 3-Cauet Frazão (BRA), 4-Roberto Araki (CHL)

PRIMEIRA FASE DO QS 5000 – 3.a=33.o lugar (450 pts) e 4.a=34.o lugar (448 pts):
1.a: 1-Valeria Ojeda (VEN), 2-Laiz Costa (BRA), 3-Maya Larripa (MEX), 4-Leticia Calleia (BRA)

SEGUNDA FASE – 3.a=17.o lugar (800 pts) e 4.a=25.o lugar (720 pts):
1.a: 1-Sol Aguirre (PER), 2-Tainá Hinckel (BRA), 3-Catalina Zariquiey (PER), 4-Kayane Reis (BRA)
2.a: 1-Melanie Giunta (PER), 2-Kalea Gervasi (PER), 3-Camila Sanday (PER), 4-Rafaella Montesi (CHL)
3.a: 1-Arena R. Vargas (PER), 2-Silvana Lima (BRA), 3-Sophia Gonçalves (BRA), 4-Sofia Artieda (PER)
4.a: 1-Julia Duarte (BRA), 2-Daniella Rosas (PER), 3-Dominic Barona (ECU), 4-Valeria Ojeda (VEN)
5.a: 1-Laura Raupp (BRA), 2-Alexia Monteiro (BRA), 3-Laiz Costa (BRA), 4-Kemily Sampaio (BRA)
6.a: 1-Juliana dos Santos (BRA), 2-Genesis Garcia (ECU), 3-Mariana Areno (BRA), 4-Kiany Hyakutake (BRA)
7.a: 1-Vera Jarisz (ARG), 2-Taís Almeida (BRA), 3-Yanca Costa (BRA), 4-Pamella Mel (BRA)
8.a: 1-Isabelle Nalu (BRA), 2-Potira Castaman (BRA), 3-Brianna Barthelmess (PER), 4-Yasmin Neves (BRA)

PRIMEIRA FASE DO LONGBOARD – 1.o e 2.o avançam para as Semifinais:
———3.o=9.o lugar com 350 pontos e 4.o=13.o lugar com 295 pontos
1.a: 1-Matias Maturano (PER), 2-Wenderson Biludo (BRA), 3-Leonardo Esteves Martins (BRA)
2.a: 1-Jeferson Silva (BRA), 2-Alexandre Escobar (BRA), 3-Fabio Santos (BRA)
3.a: 1-Anderson Silva (BRA), 2-Hideki Duarte (BRA), w.o-Julian Schweizer (URU)
4.a: 1-Jefson Silva (BRA), 2-Heriberto Torres Martinez (MEX), 3-Romoaldo Nascimento (BRA)

PRIMEIRA FASE LONGBOARD FEMININO – 1.a e 2.a avançam para a Final:
———3.a=5.o lugar com 500 pontos e 4.a=7.o lugar com 445 pontos
1.a: 1-Rayane Amaral (BRA), 2-Ayllar Cinti (BRA), 3-Evelyn Gontier (ARG)
2.a: 1-Kate Brandi (BRA), 2-Evelin Neves (BRA), 3-Gabriela Sztamfater (BRA), 4-Viviane Skinner (BRA)

PRÓXIMAS BATERIAS DO SAQUAREMA SURF FESTIVAL:

SEMIFINAIS LONGBOARD – 3.o=5.o lugar (500 pts) e 4.o=7.o lugar (445):
1.a: Matias Maturano (PER), Wenderson Biludo (BRA), Jeferson Silva (BRA), Alexandre Escobar (BRA)
2.a: Jefson Silva (BRA), Heriberto Torres Martinez (MEX), Anderson Silva (BRA), Hideki Duarte (BRA)

FINAL DO LONGBOARD FEMININO:
———1.a=1.000 pontos / 2.a=800 pts / 3.a=650 pts / 4.a=600 pts
Kate Brandi (BRA), Ayllar Cinti (BRA), Rayane Amaral (BRA), Evelin Neves (BRA)

BATERIAS DO PRO JUNIOR NO SAQUAREMA SURF FESTIVAL:

PRIMEIRA FASE – 3.o=33.o lugar (66 pts) e 4.o=41.o lugar (63 pts):
1.a: Gabriel Ljubicic (PER), Gabriel Dantas (BRA), Reimundo Berry (CHL)
2.a: João Victor Scharnovski (BRA), Sean Goldszmidt (PER), Caio Okamoto (BRA), Daniel Duarte (BRA)
3.a: Guilherme Fernandes (BRA), Davi Silva (BRA), Benjamin D´Orey (BRA)
4.a: Maximiliano Saenz (EQU), Kai Milan-Thomas (EUA), Lucas Di Giorge (BRA)
5.a: Guilherme Carvalho (BRA), Noah Machado (BRA), Igor Shibata (BRA)
6.a: Eduardo Mulford (BRA), Miguel Ferraz (BRA), David Reina (BRA), Fabricio Jesus (BRA)
7.a: Sunny Pires (BRA), Gabriel Paiva (BRA), Lucas Rosario (BRA)
8.a: Luan Ferreyra (BRA), Kaue Daniel (BRA), Pedro Rian Lima (BRA)

SEGUNDA FASE – entrada dos 16 cabeças de chave – 1.o e 2.o=Quartas de Final:
———3.o=17.o lugar com 200 pontos e 4.o=25.o lugar com 150 pontos
1.a: Leo Casal (BRA) e Lukas Camargo (BRA)
2.a: Guilherme Lemos (BRA) e Cauet Frazão (BRA)
3.a: Caio Costa (BRA) e Tomas Goransky (ARG)
4.a: Fabricio Rocha (BRA) e João Artur de Holanda (BRA)
5.a: Ryan Kainalo (BRA) e Noel de la Torre (CHL)
6.a: Gabriel Klaussner (BRA) e Rickson Falcão (BRA)
7.a: Samuel Joca (BRA) e Takeshi Oyama (BRA)
8.a: Rodrigo Saldanha (BRA) e Murillo Coura (BRA)

PRIMEIRA FASE FEMININA – 3.a=17.o lugar (200 pts) e 4.a=21.o lugar (174 pts):
1.a: Brianna Barthelmess (PER), Kemily Sampaio (BRA), Alexia Monteiro (BRA), Luana Paes (BRA)
2.a: Catalina Zariquiey (PER), Genesis Garcia (EQU), Laiz Costa (BRA), Nina Stein (BRA)
3.a: Rafaella Montesi (CHL), Kiany Hyakutake (BRA), Potira Castaman (BRA), Leticia Calleia (BRA)
4.a: Camila Sanday (PER), Yasmin Neves (BRA), Pamella Mel (BRA), Valeria Ojeda (VNZ)

SEGUNDA FASE – entrada dos 8 cabeças de chave – 1.a e 2.a=Semifinais:
———3.a=9.o lugar com 350 pontos e 4.a=13.o lugar com 295 pontos
1.a: Laura Raupp (BRA) e Allany Tuze (BRA)
2.a: Sofia Artieda (PER) e Arena Rodriguez Vargas (PER)
3.a: Isabelle Nalu (BRA) e Sophia Gonçalves (BRA)
4.a: Kalea Gervasi (PER) e Vera Jarisz (ARG)

PRÓXIMAS BATERIAS DO CIRCUITO BANCO DO BRASIL DE SURFE:

QUINTA FASE DO QS 5000 – 3.o=17.o lugar (800 pts) e 4.a=25.o lugar (720 pts):
1.a: Edgard Groggia (BRA), Igor Moraes (BRA), Fernando Junior (BRA), Marco Giorgi (URU)
2.a: Fabricio Rocha (BRA), Felipe Oliveira (BRA), Yage Araujo (BRA), Franco Radziunas (ARG)
3.a: Samuel Igo (BRA), Weslley Dantas (BRA), Peterson Crisanto (BRA), Mateus Herdy (BRA)
4.a: Gabriel André (BRA), Hizunomê Bettero (BRA), Patrick Plachi (BRA), Alejo Muniz (BRA)
5.a: Daniel Templar (BRA), Joaquin del Castillo (PER), Rickson Falcão (BRA), Thiago Camarão (BRA)
6.a: Lucas Silveira (BRA), Alex Ribeiro (BRA), José Francisco (BRA), Wesley Leite (BRA)
7.a: Matheus Navarro (BRA), Rodrigo Saldanha (BRA), Alonso Correa (PER), Tomas Lopez Moreno (ARG)
8.a: Lucas Vicente (BRA), Kaue Germano (BRA), Leo Casal (BRA), Rafael Teixeira (BRA)

TERCEIRA FASE DO QS 5000 FEMININO – 1.a e 2.a avançam para as Quartas de Final:
———3.a=9.o lugar com 1.575 pontos e 4.a=13.o lugar com 1.440 pontos
1.a: Daniella Rosas (PER), Sol Aguirre (PER), Silvana Lima (BRA), Melanie Giunta (PER)
2.a: Tainá Hinckel (BRA), Arena R. Vargas (PER), Kalea Gervasi (PER), Julia Duarte (BRA)
3.a: Laura Raupp (BRA), Juliana dos Santos (BRA), Taís Almeida (BRA), Potira Castaman (BRA)
4.a: Isabelle Nalu (BRA), Vera Jarisz (ARG), Genesis Garcia (ECU), Alexia Monteiro (BRA)

 

Receba nossas Notícias no seu Email

Últimas Notícias