Publicidade:

Snowboarder é atingido por avalanche e registra tudo em vídeo

No último dia 08 janeiro, o snowboarder Maurice Kervin descia uma trilha conhecida como No Name Peak, na região Summit County, no Colorado, quando foi surpreendido por uma avalanche.

O snowboarder filmava sua descida quando percebeu que havia algo de errado quando imensas “rachaduras” no gelo surgiram logo abaixo de sua prancha. Ao olhar para trás, foi surpreendido pela avalanche:

Fiquei surpreso com o quão grande era a avalanche e muito grato por estar vivo, não ter sido enterrado e nem gravemente ferido” disse Kervin à CNN norte americana.

Alguns segundos depois, o desmoronamento de neve já estava em seu encalço, e tudo registrado em vídeo.

+ Praias de Bali sofrem com o aumento de lixo plástico

+ Seis livros extraordinários para você aproveitar o flat do Verão

+ Jake Davis cria suas ondas em San Clemente

Segundo especialistas ouvidos pela emissora, a magnitude da avalanche era potencialmente letal e poderia ter causado graves lesões e possivelmente a morte do snowboarder.

Kevin, contudo, não apenas sobreviveu como saiu dessa sem ferimentos.

Para ele, sua sobrevivência deve-se principalmente ao de uma mochila com airbag.

Esse dispositivo de segurança infla imediatamente uma bolsa de ar capaz de projetar a pessoa para cima, evitando que ela seja enterrada pela neve.

Snowboarder avalanche
Ilustração de um fabricante mostra como funciona o airbag que salvou a vida do snowboarder. Foto: Reprodução

Meu airbag me ajudou a flutuar sobre a neve, assim, consegui me manter no topo da avalanche, deslizando junto com ela até conseguir para”, disse Kervin.

Praticante de snowboard desde a infância, Kevin disse à CNN que verificou bem as condições climáticas antes de se aventurar nessa descida.

Seu grande erro foi ter feito a descida sozinho. Se algo acontecesse e eu ficasse preso na neve, um tempo precioso seria desperdiçado até notarem por sua falta.

Nunca saia para esquiar sozinho, conheça bem a região onde vai praticar snowboard, faça avaliação de risco e use equipamentos de segurança. Isso foi o que salvou minha vida”, concluiu.

Avalanches são imprevisíveis e perigosas, e nem toda história tem um final feliz como a de Kervin.

Nos últimos 10 invernos, uma média de 27 pessoas morreram em avalanches a cada temporada nos Estados Unidos, de acordo com o Colorado Avalanche Information Center (CAIC).

Houve 23 mortes por avalanche nos Estados Unidos no ano passado.

O CAIC é o principal arquivo de mortes por avalanche nos Estados Unidos.

Assista ao vídeo da avalanche registado pelo snowboarder:

Receba nossas Notícias no seu Email

+Notícias