Publicidade:

Publicidade:

Publicidade:

Snowboarder é atingido por avalanche e registra tudo em vídeo



No último dia 08 janeiro, o snowboarder Maurice Kervin descia uma trilha conhecida como No Name Peak, na região Summit County, no Colorado, quando foi surpreendido por uma avalanche.

O snowboarder filmava sua descida quando percebeu que havia algo de errado quando imensas “rachaduras” no gelo surgiram logo abaixo de sua prancha. Ao olhar para trás, foi surpreendido pela avalanche:

Fiquei surpreso com o quão grande era a avalanche e muito grato por estar vivo, não ter sido enterrado e nem gravemente ferido” disse Kervin à CNN norte americana.

Alguns segundos depois, o desmoronamento de neve já estava em seu encalço, e tudo registrado em vídeo.

+ Praias de Bali sofrem com o aumento de lixo plástico

+ Seis livros extraordinários para você aproveitar o flat do Verão

+ Jake Davis cria suas ondas em San Clemente

Segundo especialistas ouvidos pela emissora, a magnitude da avalanche era potencialmente letal e poderia ter causado graves lesões e possivelmente a morte do snowboarder.

Kevin, contudo, não apenas sobreviveu como saiu dessa sem ferimentos.

Para ele, sua sobrevivência deve-se principalmente ao de uma mochila com airbag.

Esse dispositivo de segurança infla imediatamente uma bolsa de ar capaz de projetar a pessoa para cima, evitando que ela seja enterrada pela neve.

Snowboarder avalanche
Ilustração de um fabricante mostra como funciona o airbag que salvou a vida do snowboarder. Foto: Reprodução

Meu airbag me ajudou a flutuar sobre a neve, assim, consegui me manter no topo da avalanche, deslizando junto com ela até conseguir para”, disse Kervin.

Praticante de snowboard desde a infância, Kevin disse à CNN que verificou bem as condições climáticas antes de se aventurar nessa descida.

Seu grande erro foi ter feito a descida sozinho. Se algo acontecesse e eu ficasse preso na neve, um tempo precioso seria desperdiçado até notarem por sua falta.

Nunca saia para esquiar sozinho, conheça bem a região onde vai praticar snowboard, faça avaliação de risco e use equipamentos de segurança. Isso foi o que salvou minha vida”, concluiu.

Avalanches são imprevisíveis e perigosas, e nem toda história tem um final feliz como a de Kervin.

Nos últimos 10 invernos, uma média de 27 pessoas morreram em avalanches a cada temporada nos Estados Unidos, de acordo com o Colorado Avalanche Information Center (CAIC).

Houve 23 mortes por avalanche nos Estados Unidos no ano passado.

O CAIC é o principal arquivo de mortes por avalanche nos Estados Unidos.

Assista ao vídeo da avalanche registado pelo snowboarder:

Receba nossas Notícias no seu Email

+Notícias

Russell Bierke, um dos tube...

Depois de se consolidar no topo dos surfistas de ondas grandes que conquistaram a...

Kelly Slater, Kolohe Andino e...

Mesmo com as fronteiras fechadas para o turismo, alguns afortunados, como Kelly Slater, conseguiram...

Alimentos que protegem a pele...

Surfar no verão é sinônimo de altas temperaturas e sol intenso. É, portanto, uma...

WSL lança documentário sobre épica...

O surf em ondas gigantes é certamente um esporte de consequências e nem mesmo...