Skate: Japão fica com ouro e prata no park; brasileiras terminam em 7º e 8º

Mais Lidas

Estreante no maior evento esportivo do planeta, o skate demorou para se tornar esporte olímpico, mas veio para ficar e voltou a mostrar alto nível de competição na Olimpíada de Tóquio-2020, desse vez na modalidade park. O Brasil conseguiu colocar duas brasileiras na final, mas não subiu ao pódio. Dora Varella terminou em 7º e Yndiara Asp em 8º.

Leia mais

+ Skate: conheça a história de Yndiara Asp

+ Surf e skate estão entre as maiores audiências das Olimpíadas

+ Pedro Barros e o DNA do skate

O Japão dominou a disputa e fez uma dobradinha. Sakura Yosozumi conquistou a medalha de ouro, e Kokona Hiraki, de apenas 12 anos, foi prata. O bronze ficou a britânica Sky Brown, que superou a campeã mundial Misugu Okamoto na última volta.

O Brasil teve três representantes no skate park feminino na Olimpíada de Tóquio-2020: Dora Varella, Yndiara Asp e Isadora Pacheco, mas apenas as duas primeiras avançaram à final. Na disputa por medalhas, Dora Varella e Yndiara Asp foram as primeiras a se apresentarem.

Experiência de vida

Na primeira volta, Dora conseguiu a nota 40.42 e Yndiara ficou com 37.34. Mas as adversárias superaram as brasileiras. Nas outras duas voltas, as skatistas do Brasil não conseguiram aumentar as notas e ficaram fora do pódio, mas fizeram bonito na Olimpíada de Tóquio-2020.

“Foi a experiência da minha vida. Seis meses atrás eu não conseguia nem colocar o meu pé no chão porque me lesionei. Foi incrível”, disse Yndiara Asp. “A Olimpíada tem muito disso de superação. O skate é bem isso, ensina muito a cair e levantar”, comentou a skatista.

Depois das medalhas de prata no street com Rayssa Leal no feminino e com Kelvin Hoefler no masculino, o Brasil não conquistou pódio no primeiro dia de disputas do park, mas ainda têm chances no masculino, que acontece hoje, a partir das 21h.

Sistema de disputa

Assim como no street, o park conta com 20 skatistas por categoria (feminino e masculino) nas Olimpíadas. As disputas são divididas em preliminares e final (8 melhores), com as duas fases acontecendo no mesmo dia. No total são dois dias de competição (um para o feminino e outro para o masculino).

Nas classificatórias e na final, cada skatista terá direito a 3 voltas de 45 segundos, valendo como pontuação final a volta de maior nota.

A equipe masculina do Brasil no skate park na Olimpíada de Tóquio-2020 conta com Luizinho, vice-campeão mundial em 2019, Pedro Quintas, 3º em 2019, além de Pedro Barros, que possui 12 títulos na categoria, incluindo o Mundial de 2018.

Programação do masculino

Quarta-feira – 4 de agosto

Preliminares/Classificatórias

21h – Bateria 1
21h42 – Bateria 2
22h24 – Bateria 3
23h06 – Bateria 4

Final

00h30 – Bateria única


Últimas Notícias