28 C
Papeete
domingo, 19 maio, 2024
28 C
Papeete
domingo, 19 maio, 2024

Shipsterns for the fucking girls

Quando o assunto é desafiar limites no surf, Laura Enever não hesita em ir além. Recentemente, em um vídeo publicado em seu canal do youtube, ela enfrentou a aterrorizante onda de Shipsterns Bluff, na Tasmânia.

Após uma semana intensa como comentadora do Rip Curl Pro Bells Beach, a australiana aproveitou a chegada de um swell e partiu em busca de novas emoções. Em sua companhia estavam o shaper Dylan Longbottom e Summa Longbottom.

Enever não surfava em Shipstern Bluff há cinco anos, e sua reaparição não passou despercebida. Durante a sessão, ela enfrentou uma onda enorme que rendeu em uma das vacas mais impressionantes já vistas nos últimos tempos.

Com muita velocidade, ela estava na linha da onda quando, de repente, um degrau se formou e ela caiu de cara, sendo engolida pela massa d’água.

O fundo de Shipsterns Bluff é conhecido por sua formação rochosa irregular e afiada. A cada wipeout, o surfista corre o risco de se chocar contra essas pedras, o que torna a onda uma das mais perigosas do mundo.

Apesar do susto, a australiana saiu ilesa. “Minha mãe vai odiar tanto essa onda!”, brinca Laura ao voltar em segurança para o barco. “Eu nem sei se posso mostrar a ela”, completa.

Mas isso não a abala – até porque para a detentora do recorde de maior onda surfada na remada por uma mulher, tomar os mais sinistros wipeouts também faz parte do jogo.

Depois de recuperar o fôlego, ela ainda volta para o outside e pega alguns tubos monumentais.

Por fim, Laura e Summa ecoam as palavras marcantes de Caitlin Simmers após a vitória em Pipeline deste ano, proclamando em alto e bom som: “Shipsterns is for the fucking girls!”

+ As incertezas da natureza mostram a fragilidade da WSL

Definitivamente, esse vídeo é mais um lembrete de que não existe onda impossível para as mulheres – e que a revolução já está sendo feita.

Abaixo, assista ao vídeo:

Receba nossas Notícias no seu Email

Últimas Notícias