27 C
Papeete
domingo, 21 julho, 2024
27 C
Papeete
domingo, 21 julho, 2024

Shaper “Zero Desperdício” discute sustentabilidade no surf em evento na Califórnia

No universo do surf, a busca por ondas perfeitas muitas vezes contrasta com um problema ambiental significativo: a produção poluente das pranchas convencionais. Tradicionalmente, a produção desses equipamentos gera aproximadamente o dobro do peso final da prancha em materiais descartados, como fibras de vidro, resina, luvas, entre outros.

Em meio a essa realidade, o shaper norte-americano, Ryan Harris, passou a desenvolver não apenas o design de pranchas de alto desempenho, mas também estratégias para minimizar o desperdício e reduzir o impacto ambiental do processo de produção.

A abordagem de Harris envolve a substituição dos blocos de espuma convencionais, por versões fabricadas com materiais reciclados. Apesar dos detalhes exatos dos materiais não serem revelados, o bloco também é combinado com resinas bio-baseadas, reduzindo significativamente o impacto ambiental.

Além disso, a partir da iniciativa de “Zero Waste” [Zero Desperdício] criada por Harris em 2018, o shaper também implementou um procedimento inovador na indústria de pranchas de surf. Esse movimento tem como foco a eliminação efetiva do descarte excessivo durante a fabricação, buscando transformar o conceito de desperdício.

Os recortes de espuma EPS, fundamentais nas pranchas, são enviados para reciclagem, enquanto os demais resíduos são transformados em outros produtos, encerrando o ciclo de produção de forma ecologicamente correta.

Para isso, ele cobre as bandejas de gotejamento com resíduos durante a produção. Além de evitar o desperdício, esse método permite que os resíduos absorvam a resina que cai durante o processo. Uma vez endurecidos, esses materiais são processados por um triturador de plástico de alta densidade, o que possibilita a fabricação de novos produtos, evitando o descarte desnecessário em aterros sanitários e promovendo a economia circular.

Determinado em sua missão, Ryan Harris recentemente uniu forças com o projeto AltaSea em Los Angeles. Localizado no Porto de Los Angeles, o campus AltaSea foi criado para ser um incubador da Economia Azul, acelerando soluções sustentáveis e inspiradas no oceano para os desafios atuais enfrentados pelo planeta, incluindo mudanças climáticas, fornecimento de energia e segurança alimentar. Ao longo do último ano, Ryan tem construído por lá sua fábrica dos sonhos para pranchas de surf sustentáveis, o novo Eco Board Studio.

Agora, indo além da oficina de shapes, Ryan Harris leva seu compromisso com a sustentabilidade para um palco mais amplo. No próximo sábado, 24 de fevereiro, Los Angeles será o cenário do evento “Riding Waves of Change with Leaders in Surf Sustainability” (Surfando nas Ondas da Mudança com Líderes na Sustentabilidade do Surf) hospedado pela AltaSea.

+ Previsão de ondas é um dilema sem volta

Durante o evento, Harris compartilhará detalhes sobre suas inovações em pranchas sustentáveis. Acompanhando-o, estarão Haley Jain Haggerstone, Diretora de Parcerias na Sustainable Surf and SeaTrees, e a jornalista e cineasta Angela Sun, diretora do documentário “Plastic Paradise: The Great Pacific Garbage Patch.” (Paraíso Plástico: O Grande Depósito de Lixo do Pacífico) O evento busca inspirar, além de instigar discussões cruciais sobre o futuro da sustentabilidade na indústria do surf. Um momento para aprender, trocar ideias e fortalecer o movimento em prol de práticas mais conscientes e responsáveis.

Este evento marca não apenas uma celebração do progresso, mas também um marco crucial para iniciar um diálogo mais amplo sobre a sustentabilidade na fabricação de pranchas de surf.

 

 

Receba nossas Notícias no seu Email

Últimas Notícias