26 C
Papeete
sexta-feira, 19 julho, 2024
26 C
Papeete
sexta-feira, 19 julho, 2024

Ryan Kainalo é atração na abertura do CBSurf Rip Curl Grom Search

Apontado como um dos grandes fenômenos da nova geração brasileira que está chegando firme, o paulista Ryan Kainalo está confirmado na primeira etapa do Circuito CBSurf Rip Curl Grom Search, apresentado por GoPro, que começa sexta-feira (22) e vai até domingo (24), na praia do Buraco, em Vila Velha no Espírito Santo. O atual vice-campeão brasileiro sub18 chega animado e tem como foco garantir vaga para o ISA World Junior Championship, o mundial das categorias de base.

Com apenas 16 anos, o surfista que nasceu na capital e atualmente mora em Ubatuba, também competirá na sua faixa etária e estreia na praia capixaba. “Nunca competi lá, mas estou bem ansioso para encaixar o meu surf nessa onda”, afirma. “A minha expectativa é muito boa, porque venho de uma sequência de resultados. Nesse ano o meu foco no amador é, com certeza, ir para o ISA”, anuncia.

Veja também:

A indústria do surf matou o futuro das roupas de borracha? Entenda.

Após sumiço de suas 11 pranchas, Slater competiu em J-Bay com prancha de surf shop

Ressaca no Havaí: Kai Lenny surfa onda raríssima. Assista

Apesar da idade, Ryan Kainalo já vem competindo como profissional e se destacando, inclusive no exterior em etapas do Qualifying Series. No ranking da América do Sul, da World Surf League, aparece na quarta posição. Na base, coleciona títulos. No ano passado, também foi campeão mais uma vez no Rip Curl Grom Search, desta vez no inédito campeonato de surf do Brasil em ondas artificiais de alta performance na praia da Grama.

As grandes apresentações também são consequências de mais de dez temporadas havaianas, com o pai e técnico Alex Miranda, hoje surfista master. Desde os três anos, Ryan surfava em ondas no arquipélago, foram muitas outras surf trips para paraísos do surf. “O meu objetivo principal esse ano é conseguir a vaga para o Challenger e estou 100% focado nisso. As viagens esse ano estão sendo para competir”, conta.

O vice-presidente da Confederação Brasileira de Surf, Paulo Moura, destaca o sucesso do Circuito de base, com a participação de competidores de 15 estados em Vila Velha. “É histórico, representantes de 15 federações. Lotação máxima”, vibra Paulo, que já esteve na elite do surf mundial e antes disso, competiu no Brasileiro de base, sendo campeão sub18. “Sei bem da importância dessa fase na carreira de um atleta”, relembra.

Receba nossas Notícias no seu Email

Últimas Notícias