28 C
Papeete
domingo, 26 maio, 2024
28 C
Papeete
domingo, 26 maio, 2024

Rejeitada construção de piscina de ondas Kelly Slater Wave Co na Califórnia

Após dois anos de debate, o controverso projeto de outra onda piscina de ondas artificiais no deserto da Califórnia foi rejeitado.

A cidade de La Quinta, Califórnia, rejeitou esta semana uma proposta para construir uma onda artificial com a tecnologia Kelly Slater Wave Co no deserto do Coachella Valley depois que os moradores levantaram preocupações sobre ruído, iluminação e impacto.

Veja também
Kanoa Igarashi e Kirra Pinkerton vencem em Huntington
+ Mason Ho e Clay Marzo surfam Desert Point. VÍDEO
+ “A gente tem esses adesivos na prancha, mas não dá”, diz surfista cearense

Os cinco membros da Câmara Municipal votaram por unanimidade na noite de quarta-feira, 21/9, contra o rezoneamento do terreno que permitiria ao desenvolvedor construir o resort e o surf park.

A prefeita Linda Evans disse que adora o conceito do surf park e gostaria de ver um construído em outro lugar em La Quinta no futuro.

“Acho que este é um projeto legal”, disse Evans ao Los Angeles Times. “Mas acho que não no lugar certo. E talvez o momento não seja o melhor por causa da seca.”

O terreno do Condado de Riverside já havia sido classificado para uso residencial em conjunto com a construção de um campo de golfe. Em vez disso, a proposta era para o parque de ondas, junto com 600 residências e um hotel com até 150 quartos.

O projeto estimou uma área de 6.500 metros quadrados de lagoa que precisaria de 6.800 metros cúbicos de água para encher.

Durante uma reunião que durou mais de seis horas, opositores disseram que o parque de surf poluiria um bairro tranquilo com barulho e luz, e desperdiçaria água preciosa em um momento em que a Califórnia e o sudoeste dos Estados Unidos sofrem com uma grande seca agravada pelas mudanças climáticas.

“Estamos em um ponto da história em que não podemos desperdiçar água livremente”, disse Laura Dolata, moradora da região. “Quando a crise hídrica chegar ao auge e a água precisar ser drasticamente reduzida, e o racionamento se tornar realidade, um parque de ondas em funcionamento será um problema para todos nós”.

Enquanto a construção da onda artificial é criticada, o Coachella Valley abriga 120 campos de golfe, lagos artificiais e outros empreendimentos cheios de grama.

Como já aconteceu em outros lugares do planeta, a construção de uma onda artificial desperta opiniões diversas.

Os promotores e defensores do projeto afirmam que o complexo impulsionaria a economia de La Quinta, aumentaria o preço da terra e traria prosperidade a esta cidade próxima ao rio Colorado.

No entanto, opositores do projeto contestaram a estimativa do desenvolvedor da quantidade de água que evaporaria da piscina, argumentando que, com as ondas e o calor, a evaporação exigiria um preenchimento significativamente maior.

E é que a água, a sua escassez, parece ter sido uma das chaves para a rejeição deste projeto.

O fluxo do rio Colorado foi drasticamente reduzido durante uma mega-seca de 23 anos que, segundo pesquisas, está sendo agravada pelo aquecimento global. Os distritos hídricos do sul da Califórnia estão sob pressão para fazer cortes substanciais enquanto o governo federal busca soluções para evitar que os maiores reservatórios do rio, Lake Mead e Lake Powell, caiam para níveis perigosamente baixos.

Jay Famiglietti, cientista da água que dirige o Instituto Global de Segurança Hídrica da Universidade de Saskatchewan, enviou uma carta à Câmara Municipal descrevendo a gravidade da situação.

“Minha pesquisa mostrou, em poucas palavras, que a Califórnia e o sudoeste dos EUA estão ficando sem água”, disse Famiglietti na carta, lida durante a reunião. “A bacia do rio Colorado está secando, os lagos Powell e o lago Mead estão em níveis recordes e os cortes nas alocações de água de superfície estão sendo negociados ativamente”.

Receba nossas Notícias no seu Email

Últimas Notícias