26 C
Papeete
domingo, 16 junho, 2024
26 C
Papeete
domingo, 16 junho, 2024

Projeto Ondas: 15 anos mudando vidas

Quando Jojó de Olivença, bicampeão brasileiro de surf, começou a colocar em prática o Projeto Ondas não imaginou que, após 15 anos, iria comemorar tantas histórias de sucesso. Afinal, são anos de trabalho dedicados para o atendimento de crianças e adolescentes de famílias em situação de vulnerabilidade do Guarujá, por meio do surf e de três programas integrados que unem o esporte, educação, serviço social, valores e ecologia.

A ONG já mudou a vida de tantas pessoas, que hoje, já na fase adulta, lembram com muito carinho e saudade de tudo que viveram por lá. Um deles é o Daniel Salles. Ele foi da primeira turma do Projeto e aos 29 anos, mora em São Paulo, é casado e tem uma empresa na área de marketing e publicidade, além de uma loja de assistência técnica para celulares.

Surfar era a atividade que todo mundo gostava e a gente chegava na ONG antes do Jojó. Mas não era só isso. Aqui aprendi valores como honestidade, integridade e humildade, através de várias atividades dinâmicas, para poder colocar em prática dentro da minha comunidade e hoje levo para a vida”, lembra Daniel.

Projeto Ondas
A ONG já mudou a vida de tantas pessoas, que hoje, já na fase adulta, lembram com muito carinho e saudade de tudo que viveram por lá. Foto: Santos Press

Foi por meio do Ondas que ele conseguiu seu primeiro emprego formal. Aos 15 anos trabalhava como office boy num escritório de advocacia, e teve que parar de frequentar o Projeto. Assim, a vida seguiu. Mudou de estado para estudar, fez faculdade de Ciências Contábeis, Pós-Graduação em Controladoria, mas nunca perdeu o contato com o Jojó, que procura saber sempre como seus ex-alunos estão, porque quer ter a certeza que ainda seguem no caminho certo.

Sempre fui muito abençoado por Deus, porque Ele me apresentou pessoas que me proporcionaram mudar de vida. Uma delas, foi o Jojó. Através dele conheci outras pessoas que me fizeram ir para o mundo longe de uma favela. Por isso sonho em ajudar de alguma forma outros adolescentes, da mesma maneira que fui ajudado. De alguma forma tenho que retribuir tudo o que fizeram por mim.

+ Brasil faz bonito no Mundial de Para Surf  

+ Ondas clássicas e geladas no Ártico

+ Israel Adesanya recebe aulas de surf de Raimana Van Bastolaer

Assim como Daniel, outra história de sucesso é a do Leandro Sales, de 28 anos. Começou no Projeto Ondas em 2006, onde permaneceu por 3 anos, e também foi por meio dele que conseguiu seu primeiro emprego. Foi registrado pela primeira vez, em uma fábrica de biscoitos.

Casado e prestes a ser pai, hoje trabalha como supervisor operacional em uma empresa de monitoramento de segurança, tem pretensão de fazer carreira política, e sabe que o Ondas foi uma peça chave em sua vida. “Sou o que sou graças ao Ondas. Aqui aprendi não só o surfe, mas a base da valorização. Dar valor para as coisas e valorizar as boas oportunidades que aparecem em nossas vidas”, diz.

Leandro sempre manteve o contato com o Jojó, buscando conselhos tanto para sua vida pessoal, quanto para a profissional. “Sou grato ao Projeto Ondas por não ter seguido o caminho errado e estar onde eu estou”.

Quem também é grata às oportunidades que surgiram por conta do Projeto Ondas, é Melissa Policarpo, de 22 anos. Foi por meio dele que conheceu o surf, ganhou uma bolsa de estudos em uma escola da cidade, onde competiu no esporte, e o pratica até hoje.

Inclusive, participou da série de televisão brasileira Juacas, exibida no Disney Channel Brasil. E tudo começou na praia. Sua mãe tinha um carrinho perto onde o Projeto montava a barraca e, após muita insistência da filha, a escreveu na ONG.

Melissa sonha em trabalhar nos Bombeiros e, começando a ter suas conquistas, reconhece que tudo é fruto do que passou e aprendeu no projeto, onde ficou dos 7 aos 13 anos de idade.

O Ondas é a base que eu tive. Muita coisa que vem acontecendo na minha vida é pelo que aprendi aqui no Projeto e lembro muito da união que a gente tinha. Nunca deixo de dar valor para as coisas simples. A gente aprendeu que não precisa de muito para ser feliz”.

Sobre o Projeto Ondas

Completando 15 anos de existência em 2022, o Projeto Ondas atende cerca de 90 crianças e adolescentes, sendo que já beneficiou mais de 700, além de influenciar indiretamente na vida de mais de 5 mil pessoas. Muitas deram continuidade a seus estudos em universidades, estão empregadas ou realizando atividades sociais que beneficiam e ajudam a transformar a realidade e o meio onde residem.

As atividades do projeto são realizadas no contraturno escolar e servem para, além de incentivar a prática do surfe, complementar o ensino dado nas salas de aula, com reforço em português, matemática, informática, educação ambiental, palestras sobre valores, além de assistência psicossocial e jurídica para os alunos e suas famílias.

O Projeto Ondas conta com o apoio da Prefeitura de Guarujá, FUMCAD, Brasil Terminal Portuário, Banco Daycoval, Santos Brasil, Banco Pan, Wilson Sons e Instituto ACP, além de outros colaboradores, como Overboard, Ibis Style Guarujá, Delphin Hotel, Dona Eva, Anasol e Layr.

Receba nossas Notícias no seu Email

Últimas Notícias