Publicidade:

Presidente da ISA fala sobre as mudanças na qualificação olímpica

Em recente entrevista ao site olímpico Inside the Games, o presidente da ISA, Fernando Aguerre, comentou recentemente as mudanças no processo de qualificação do surf para as Olimpíadas de 2024.

Aguerre exaltou o aumento de vagas de 20 para 24 em cada gênero na prova de surf e prometeu lutar por um maior aumento num futuro próximo.

A mudança mais importante foi o aumento de 20 para 24 surfistas tanto na prova masculina como na feminina. Sentimos que o aumento pode ser ainda maior, mas se pensarmos que, desta vez, aumentou em 20 por cento já ficamos felizes por isso”, admitiu o presidente da ISA.

Fernando Aguerre destacou ainda o fato de que, com este novo processo, diferentes nações poderão ter acesso aos Jogos Olímpicos.

Trouxemos a possibilidade de trazer novas e menos tradicionais nações do surf até às Olimpíadas. Tentamos criar um sistema que apresenta benefícios e várias possibilidades diferentes”, frisou.

Veja também:

+ Tainá Hinckel e Mateus Sena vencem 1ª etapa do Brasileiro de surf
+ John John desfalca CT de El Salvador (e talvez o Brasil)
+ Havaí vence Mundial Junior de Surf da ISA; Brasil termina em sétimo

Sobre as desistências em eliminatórias, como ocorreu em 2020, quando nomes de peso do cenário mundial abandonaram a prova de El Salvador após competirem na primeira fase, o presidente da ISA acredita que, com o avanço da vacinação em escala mundial e a redução em casos globais de covid-19, esse problema está superado.

Foi tudo por causa da Covid-19. O Mundo ainda estava aprendendo a lidar com esse problema. Penso que essa questão não se vai manter, porque as coisas mudaram. Agora temos vacinas e sabemos que muitas pessoas serão infectadas, mas que não é uma situação letal”, concluiu Aguerre, antes de reforçar que a presença nos Mundiais ISA de 2023 e 2024 é obrigatória para a participação nos Jogos de Paris.

 

Receba nossas Notícias no seu Email

+Notícias