28 C
Papeete
domingo, 19 maio, 2024
28 C
Papeete
domingo, 19 maio, 2024

Portuguesa envolvida em polêmica no Mundial da ISA pede desculpas

Um dos momentos mais polêmicos do ISA World Junior Surfing Championship 2024 foi, sem dúvida, a interferência cometida pela surfista portuguesa Erica Máximo contra sua adversária da Austrália, Willow Hardy, durante a fase de repescagem no sétimo dia da competição.

Na bateria, estavam presentes as surfistas portuguesas Maria Salgado e Érica Máximo, juntamente com a australiana Willow Hardy e a surfista da Costa Rica Raquel Aguero. A cerca de um minuto do fim da bateria, dominada pela surfista costarriquenha, com Maria Salgado ainda na segunda posição, Érica Máximo passou a marcar fortemente a australiana Willow Hardy para evitar que ela pegasse uma onda que a levasse à segunda posição, desclassificando sua compatriota.

Isso porque Hardy precisava apenas de uma nota um pouco acima dos 2 pontos para conquistar essa posição. Até o momento, marcação em cima da australiana seguia dentro do esperado em termos de estratégia de equipe. No entanto, Érica, sem prioridade sobre a australiana, cometeu uma interferência descarada, ao entrar na onda de sua rival com a clara intensão de lhe atrapalhar, chegando a provocar um choque entre ambas. Veja o vídeo abaixo:

Não adiantou nada e as duas portuguesas foram eliminadas. A surfista da Costa Rica avançou em primeiro lugar, seguida pela surfista australiana.

O incidente levou a equipe australiana, liderada por Peter Duncan, a protestar junto à organização devido à conduta que consideraram antidesportiva por parte da seleção portuguesa, especialmente de sua atleta Érica Máximo.

Como punição, a federação portuguesa a recebeu uma multa de 7.000 dólares, além da desclassificação de Erica, cuja pontuação não foi contabilizada para o ranking final por equipes.

A surfista portuguesa também foi muito hostilizada nas redes sociais e diante da situação, publicou um vídeo para se desculpar do ocorrido. Bastante emocionada, Erica reconheceu seu erro e expressou arrependimento por sua atitude antidesportiva.

Reconheço que foi uma atitude equivocada interferir daquela maneira. Não era minha intenção, meu objetivo era ajudar minha equipe, mas reconheço que foi uma atitude equivocada“, afirmou Erica no vídeo.

Ela prosseguiu pedindo desculpas aos australianos, à organização do evento, à ISA (International Surfing Association) e a toda comunidade do surf, revelando que recebeu mensagens de apoio e críticas de pessoas ao redor do mundo. Além disso, Erica mencionou que sua equipe e federação também a repreenderam pelo ocorrido.

A portuguesa destacou a importância de seu gesto de desculpas servir de exemplo para outros atletas, tanto jovens quanto experientes, ressaltando que tais situações não podem ocorrer, independentemente das boas intenções por trás delas.

Ao finalizar sua mensagem, a surfista expressou profundo arrependimento e assegurou que tal incidente nunca mais se repetirá em sua carreira.

Receba nossas Notícias no seu Email

Últimas Notícias