27 C
Papeete
sábado, 13 julho, 2024
27 C
Papeete
sábado, 13 julho, 2024

VÍDEO: Por dentro da bancada de Teahupo’o

Sem dúvidas, Teahupo’o é uma das ondas mais pesadas da Terra. Traduzida como “parede de caveiras”, essa onda leva os surfistas para um passeio abaixo do nível do mar sobre uma plataforma de recife rasa antes de serem cuspidos no canal.

LEIA: Teahupo’o guarda uma chance de ouro para Filipe Toledo

No vídeo a seguir, Joe Turpel, da WSL, explica a mecânica dessa onda icônica.

ASSISTA: Morgan Maassen filma “Deusas” no lugar mais lindo do mundo. Assista

“A onda mais crítica do mundo está agora de alguma forma mais extrema do que nunca. Tubos mutantes, quedas comprometidas e recife afiado… É fato de que Teahupo’o serve como a última batalha para eleger os Top 5 da final da WSL que acontece em Trestles. As mulheres têm sua primeira chance no famoso tubo em 16 anos,” escreveu a WSL na descrição do vídeo que você confere abaixo:

Etapa no Tahiti define os finalistas

O Tahiti Pro definirá as seis últimas vagas para a decisão dos títulos mundiais de 2022 no WSL Finals em Trestles, em setembro na Califórnia. Filipe Toledo, Jack Robinson, Carissa Moore e Johanne Defay, já garantiram seus nomes entre os top-5 e as top-5 nos rankings das dez etapas do World Surf League (WSL) Championship Tour.

A primeira chamada para começar o desafio nos tubos de Teahupo’o, será às 7h15 desta quinta-feira no Taiti, 14h15 no Brasil, e o evento será transmitido ao vivo pelo site WorldSurfLeague.com.

Surfistas da “seleção brasileira” que disputaram os títulos mundiais de 2021 na estreia do formato mata-mata do Rip Curl WSL Finals, estão entre os top-5 do ranking que vão defender suas classificações no Outerknown Tahiti Pro. O campeão olímpico Italo Ferreira ocupa a quarta posição e vai competir na primeira bateria, com o sul-africano Matthew McGillivray e outro brasileiro, Yago Dora. Quem vencer, avança direto para as oitavas de final, mas os perdedores têm uma segunda chance nos duelos homem-a-homem da repescagem.

A vice-campeã mundial de 2021, Tatiana Weston-Webb, está em terceiro no ranking e é a única que ganhou duas etapas este ano, em Portugal e na África do Sul. Ela foi escalada na quarta e última bateria da primeira fase, com as norte-americanas Lakey Peterson que está em sexto lugar e Courtney Conlogue, já fora da briga por vagas nas top-5. Tanto Tatiana, como Italo, confirmam seus nomes no Rip Curl WSL Finals nas semifinais do Outerknown Tahiti Pro.

Receba nossas Notícias no seu Email

Últimas Notícias