Publicidade:

Nancy Meherne, a inspiradora surfista de 92 anos

A neozaelandeza Nancy Meherne tem 92 anos, 3 filhos e 7 netos e vive uma vida simples perto do mar, onde pratica as duas atividades que mais gosta: jardinagem e surf.

A prancha usada por Nancy para surfar as suaves ondas que quebram praia de Scarborough, a apenas alguns quarteirões de sua casa, foi feita na década de 1970 e é semelhante às “pranchas de isopor”, que foram muito populares no litoral brasileiro, nas décadas de 1970 e 1980.

Muitas vezes vestindo apenas um maiô, apesar das temperaturas da água no verão variando de cerca de 14 °C a 18 °C, a nonagenária caminha até a profundidade de sua cintura, espera a onda perfeita e pula.

“Outros [surfistas] me respeitam”, diz Meherne, suspeitando que ela chama a atenção deles “Porque eu sou velha”.

Nancy Meherne surfista 92 anos
Surf e jardinagem são a receita de longevidade de Meherne. Foto: Candelabro Julie

“Eles ficam assistindo e dizendo: ‘Sim, você se saiu bem hoje’. Eu adoro acelerar na água. Você está se movendo tão rápido, é muito bom”, revela, em entrevista ao The Guardian.

Nascida em Wellington em 1929, no início da Grande Depressão, Meherne diz que sua vida tem sido cheia, com “Nenhum momento de tédio”.

Veja também:

+ É tempo de Pipeline: vídeo mostra sessão clássica em dezembro

ABRASP 2021: Krystian Kymerson é bicampeão brasileiro

Mil maneiras de curtir o verão, a estação mais relax do ano

Aos 20 anos, depois de treinar e trabalhar como professora, ela deixou a Nova Zelândia a bordo de um navio para estudar e trabalhar na Inglaterra e em outros países da Europa, passando seus fins de semana e férias explorando a região, pegando carona, dormindo em plataformas de trem e hospedando-se em albergues da juventude.

Suas viagens também a levaram à Índia, Afeganistão, Síria, Líbano e Paquistão, onde lecionou em uma escola por três meses.

Nancy Meherne surfista 92 anos
Nancy adora pegar ondas deitada sobre sua prancha de poliestireno comprada nos anos 1970. Foto: Candelabro Julie

De volta à Nova Zelândia, criou os seus três filhos e continuou a ensinar. A sua regra na educação e na vida é que “Tem que te divertir”.

Nancy mantem-se saudável com uma boa alimentação, vegetariana e sem açúcar, anda de bicicleta, faz exercício regularmente e dança enquanto ouve música clássica na rádio.

Só perto dos quarenta anos é que ela começou a surfar, usando a prancha emprestada do filho quando morava em Sumner. Simon Brown, que tem 63 anos, considera-a uma inspiração, e diz que ela “Elevou a expectativas por aqui. Envelheceu mas não ficou velha”.

Nancy vai fazer 93 anos no ano que vem, mas só vai parar de surfar quando já não conseguir “dar um pequeno salto” para apanhar as ondas.

Com informações de theguardian.com

Receba nossas Notícias no seu Email

+Notícias