28 C
Papeete
sexta-feira, 19 julho, 2024
28 C
Papeete
sexta-feira, 19 julho, 2024

Mundial de Longboard: Sophia Culhane e Kaniela Stewart vencem em El Savador

Por Redação

Duas finais havaianas fecharam a etapa de El Salvador do Mundial de Longboard nesta sexta-feira (22) em La Libertad. Na primeira, o número 1 no ranking do World Surf League (WSL) Longboard Tour 2023, Kaniela Stewart, derrotou o jovem John Michael Van Hohenstein. Depois, a líder Kelis Kaleopaa perdeu para Sophia Culhane, que começou o dia derrotando a brasileira Chloé Calmon nas quartas de final do Surf City El Salvador Longboard Classic.

+ Bill Sharp explica como funcionará o New Big Wave Challenge
+ Com Rayssa Leal, STU reúne grandes nomes do skate na capital paulista

Chloé está entre as top-8 do ranking, que vão disputar o título mundial no Original Sprout Malibu Longboard Championships, no melhor dia de ondas na janela de 3 a 13 de outubro em Malibu Beach, na Califórnia.

A carioca é a esperança de um primeiro título mundial feminino do Brasil no Longboard. O masculino, o também carioca Phil Rajzman foi campeão duas vezes. Phil Rajzman é, na verdade, o primeiro brasileiro a conquistar o título mundial na WSL, em 2007.

Chloé já chegou perto de se tornar a primeira brasileira campeã mundial de Longboard três vezes. Ela foi vice-campeã no ano do bicampeonato de Phil Rajzman em 2016 e perdeu também a decisão dos títulos de 2017 e 2019, para a havaiana Honolua Blomfield. A nova chance de Chloé Calmon é agora no formato que está sendo implantado pela World Surf League no Original Sprout Malibu Longboard Championships. Os títulos mundiais serão decididos em um único dia, no sistema mata-mata inspirado no WSL Finals em Lowers Trestles, onde só deu Brasil desde 2021, com Gabriel Medina e Filipe Toledo ganhando as três primeiras edições.

A campeã do Surf City El Salvador Longboard Classic, Sophia Culhane, estava empatada com Chloé Calmon em quinto lugar no ranking. A bateria entre elas pelas quartas de final, valia a quarta posição e a havaiana conseguiu vencer, deixando a carioca em sexto lugar. Com isso, Chloé terá que competir no primeiro confronto da decisão do título mundial em Malibu Beach. As suas primeiras adversárias, são as norte-americanas Rachael Tilly e Mason Schremmer, que terminaram respectivamente na sétima e oitava colocação no ranking das três etapas, realizadas em Huntington Beach na Califórnia e nas direitas de Bells Beach na Austrália e de El Sunzal em El Salvador.

Se Chloé vencer essa primeira bateria em Malibu Beach, terá outro confronto de três competidoras no caminho do título mundial, com a quarta e quinta do ranking, a tricampeã mundial Honolua Blomfield e a francesa Alice Lemoigne. A primeira colocada segue então para o primeiro duelo mulher a mulher, contra a número 3, Sophia Culhane. Quem ganhar esse terceiro confronto, disputa com a vice-líder e bicampeã mundial, Soleil Errico, a chance de decidir o título de 2023 na melhor de 3 baterias do Original Sprout Malibu Longboard Championships, com a número 1, Kelis Kaleopaa. Quem ganhar 2, será consagrada como campeã mundial de 2023.

Final em El Salvador

A havaiana confirmou a primeira posição no ranking, no confronto direto com Honolua Blomfield nas semifinais do Surf City El Salvador Longboard Classic. Isso porque a ex-líder, Soleil Errico, perdeu o duelo de campeãs mundiais das quartas de final, com a também norte-americana Rachael Tilly. As havaianas Kelis e Honolua já tinham vencido as baterias que abriram a sexta-feira, que formaram a primeira semifinal. Rachael Tilly foi a segunda vítima de Sophia Culhane, que tinha derrotado Chloé Calmon numa bateria mais fraca de ondas.

“Não tenho palavras para descrever o que estou sentindo agora, mas estou muito feliz”, disse Sophia Culhane. “As ondas estavam bem divertidas hoje e a Kelis (Kaleopaa) é uma competidora muito forte. Ela tem um estilo incrível, é uma pessoa incrível e eu a admiro e a amo muito”.

Masculino

Na categoria masculina, a sexta-feira já começou pelas semifinais e Kaniela Stewart sacramentou o primeiro lugar no ranking, com a vitória sobre o inglês Ben Skinner. Depois dessa bateria entre dois garantidos nos top-8, rolou a dos dois únicos que ainda tentavam entrar no grupo que vai disputar o título mundial em Malibu Beach. Se passasse para a final, o sul-africano Steven Sawyer já confirmava seu nome nos top-8. Mas, perdeu para John Michael Van Hohenstein, que chegou em sua primeira decisão de título em etapas do WSL Longboard Tour.

Para tirar a última vaga nos top-8 do norte-americano Tony Silvagni, o havaiano precisava vencer o campeonato. Só que Kaniela Stewart não deu qualquer chance para o jovem havaiano e já arrancou nota 8,33 na terceira onda que surfou. O máximo que John Michael Van Hohenstein conseguiu foram 5,93 e 5,87, com Kaniela somando 6,50 para vencer o Surf City El Salvador Longboard Classic, por 14,83 a 11,80 pontos. Kaniela Stewart foi o único a ganhar duas das três etapas do WSL Longboard Tour 2023. A primeira foi Huntington Beach Longboard Classic na Califórnia.

“Estou muito feliz e não tem ninguém mais a quem agradecer, do que o Homem lá em cima. Foi Ele que fez isso acontecer. Sem Ele eu não estaria aqui, então obrigado Deus”, disse Kaniela Stewart. “Obrigado também a todos em casa por me assistirem e me apoiarem através de mensagens. Espero que tenhamos boas ondas em Malibu, porque todos estão surfando muito bem. Eu mal posso esperar para competir lá e esperamos trazer esse título mundial de volta para o Havaí”.

Título mundial

Com o primeiro lugar no ranking final das três etapas, Kaniela Stewart vai ficar assistindo de camarote a definição do seu adversário na melhor de três baterias, que decidirá o campeão mundial de 2023 no Original Sprout Malibu Longboard Championships. A primeira bateria será entre o 6.o, 7.o e 8.o colocados, respectivamente o francês Edouard Delpero, o filipino Rogelio Jr Esquievel e o norte-americano Tony Silvagni. Quem vencer, enfrentará o 4.o e 5.o, o australiano Declan Wyton e o inglês Ben Skinner.

Depois, começam os confrontos homem a homem. O ganhador da segunda bateria com três surfistas, terá um duro desafio com o tricampeão mundial Taylor Jensen, que ficou em terceiro no ranking e conhece muito bem as ondas de Malibu Beach, um dos berços do esporte das ondas na Califórnia. O vencedor então disputará com o vice-líder, Kai Sallas, quem vai decidir o título mundial na melhor de três baterias com Kaniela Stewart. Os dois havaianos que ficaram nas primeiras posições do ranking, buscam o seu primeiro título mundial.

ÚLTIMO DIA DO SURF CITY EL SALVADOR LONGBOARD CLASSIC:

DECISÃO DO TÍTULO FEMININO:
Campeã: Sophia Culhane (HAV) por 13,50 pts (7,50+6,00) – US$ 5.000 e 10.000 pts
2.o lugar: Kelis Kaleopaa (HAV) com 12,23 pts (6,40+5,83) – US$ 2.500 e 7.800 pts

SEMIFINAIS – 3.o lugar com US$ 1.300 e 6.085 pontos:
1.a: Kelis Kaleopaa (HAV) 12,77 x 12,07 Honolua Blomfield (HAV)
2.a: Sophia Culhane (HAV) 13,07 x 11,40 Rachael Tilly (EUA)

QUARTAS DE FINAL – 5.o lugar com US$ 1.000 e 4.745 pontos:
1.a: Kelis Kaleopaa (HAV) 14,34 x 10,94 Mason Schremmer (EUA)
2.a: Honolua Blomfield (HAV) 13,23 x 13,10 Zoe Grospiron (FRA)
3.a: Rachael Tilly (EUA) 16,86 x 14,83 Soleil Errico (EUA)
4.a: Sophia Culhane (HAV) 13,30 x 12,64 Chloé Calmon (BRA)

DECISÃO DO TÍTULO MASCULINO:
Campeão: Kaniela Stewart (HAV) por 14,83 pts (8,33+6,50) – US$ 5.000 e 10.000 pts
2.o: John Michael Van Hohenstein (HAV) com 11,80 (5,93+5,87) – US$ 2.500 e 7.800 pts

SEMIFINAIS – 3.o lugar com US$ 1.300 e 6.085 pontos:
1.a: Kaniela Stewart (HAV) 14,34 x 12,16 Ben Skinner (ING)
2.a: John Michael Van Hohenstein (HAV) 12,80 x 12,20 Steven Sawyer (AFR)

RANKINGS DO WSL LONGBOARD TOUR 2023 – 3 etapas:

TOP-8 DA CATEGORIA FEMININA:
1.a: Kelis Kaleopaa (HAV) – 21.120 pontos
2.a: Soleil Errico (EUA) – 20.830
3.a: Sophia Culhane (HAV) – 20.830
4.a: Honolua Blomfield (HAV) – 19.970
5.a: Alice Lemoigne (FRA) – 15.865
6.a: Chloé Calmon (BRA) – 15.575
7.a: Rachael Tilly (EUA) – 14.150
8.a: Mason Schremmer (EUA) – 12.810
—–outras sul-americanas no ranking:
13.a: Maria Fernanda Reyes (PER) – 7.970 pontos
17.a: Luana Soares (BRA) – 5.980

TOP-8 DA CATEGORIA MASCULINA:
1.o: Kaniela Stewart (HAV) – 23.320 pontos
2.o: Kai Sallas (HAV) – 18.065
3.o: Taylor Jensen (EUA) – 17.205
4.o: Declan Wyton (AUS) – 14.440
5.o: Ben Skinner (ING) – 14.150
6.o: Edouard Delpero (FRA) – 14.150
7.o: Rogelio Jr Esquievel (PHL) – 14.150
8.o: Tony Silvagni (EUA) – 14.150
—–sul-americanos no ranking:
21.o: Matias Maturano (PER) – 2.660 pontos

Receba nossas Notícias no seu Email

Últimas Notícias