26 C
Papeete
domingo, 19 maio, 2024
26 C
Papeete
domingo, 19 maio, 2024

Mundial de Longboard: Chloé Calmon está na semifinal

Chloé Calmon é a única representante da América do Sul nas semifinais do Mundial de Longboard, o WSL Longboard Tour, cuja primeira etapa, Sydney Surf Pro, está sendo realizada nas ondas de Manly Beach, Austrália.

Apesar das condições difíceis do mar na quarta-feira, Chloé Calmon conseguiu achar as ondas para mostrar toda a sua arte no pranchão. Ela já começou bem o confronto com a japonesa Natsumi Taoka, com nota 7,50 na primeira que surfou. Depois, achou uma que abriu uma parede mais longa, para fazer as manobras mais clássicas do longboard e arrancar a maior nota do dia na categoria feminina, 8,17. Com ela, também totalizou o maior placar das quartas de final, 15,67 pontos.

Veja também:

+ Maresias 9 pés plus! As fotos de um dia mágico

+ Júlia Santos e Marcos Corrêa vencem Red Bull Pool Clash

+ Silvana Lima e Heitor Mueller vencem etapa baiana do Circuito Banco do Brasil

Sua próxima adversária também surfou bem contra a norte-americana Mason Schremmer. A australiana Tully White venceu o duelo por 14,90 a 11,57 pontos, com notas 7,83 e 7,07. Firme no na abertura do Mundial de Longaborad, Chloé Calmon já foi vice-campeã mundial três vezes e nas duas últimas perdeu o título para Honolua Blomfield, em 2017 e 2019. A havaiana também se classificou na quarta-feira e vai enfrentar a norte-americana Soleil Errico na segunda semifinal.

Mundial de Longboard
Jefson Silva foi o único sul-americano a passar pelas oitavas de final. Foto: Cait Miers / World Surf League

ÚNICA CLASSIFICAÇÃO – Na categoria masculina, o único sul-americano que passou pelas oitavas de final foi o paulista Jefson Silva. Ele conseguiu achar ondas abrindo mais parede para mostrar uma boa combinação de manobras contra o tricampeão mundial Taylor Jensen. Ele despachou o californiano por 15,27 a 13,27 pontos, com as notas 7,77 e 7,50 das duas melhores apresentações.

Mas, nas quartas de final só surfou uma onda boa e foi derrotado pelo inglês Ben Skinner por 13,50 a 9,77. Jefson Silva começa a temporada 2022 em quinto lugar no ranking mundial da World Surf League. Os outros sul-americanos perderam nas oitavas de final e ficaram em nono lugar no Sydney Surf Pro.

O bicampeão mundial Phil Rajzman competiu na primeira bateria com o próprio Ben Skinner, que levou a melhor por um ponto de diferença no placar encerrado em 13,97 a 12,97 pontos. Jefson Silva ganhou a segunda oitava de final do norte-americano Taylor Jensen, mas outro bicampeão mundial perdeu por décimos o duelo seguinte. Por 12,47 a 12,20, o havaiano Kai Sallas superou o peruano Piccolo Clemente.

Mundial de Longboard
Piccolo Clemente eliminado por menos de meio ponto de diferença. Foto: Cait Miers / World Surf League

Já na quarta bateria, o brasileiro Augusto Olinto não teve o que fazer contra um inspirado Kaniela Stewart. O havaiano já começou muito forte, com nota 8,00 em sua primeira onda, contra 6,33 do brasileiro. Depois, o máximo que Augusto conseguiu foi 6,67, enquanto Kaniela somou um 7,33 e depois fez a melhor apresentação de todo o campeonato. Os juízes deram nota 9,20 para o havaiano se tornar o recordista absoluto nas ondas de Manly Beach, com a vitória por 17,20 a 13,00 pontos.

O peruano Lucas Garrido Lecca era a última esperança de uma segunda classificação sul-americana para as quartas de final do GWM Sydney Surf Pro. No entanto, também foi eliminado por menos de um ponto, como os bicampeões mundiais Phil Rajzman e Piccolo Clemente. O norte-americano Cole Robbins avançou somando notas 6,93 e 6,50, contra 6,87 e 5,87 do Lucas Garrido. A vitória foi por 13,43 a 12,74 pontos.

Mundial de Longboard
O havaiano Kaniela Stewart fazendo os recordes da temporada 2022 do Longbard Foto:: Cait Miers / World Surf League

Para os brasileiros e peruanos, agora é tentar um melhor resultado na segunda das três etapas do World Surf League Longboard Tour 2022, o Vans Duct Tape Invitational nos dias 3 a 7 de agosto em Huntington Beach, na Califórnia, Estados Unidos. Estas duas primeiras etapas valem 5.000 pontos, enquanto a última em Malibu Beach terá pontuação dobrada, com as vitórias valendo 10.000 pontos. Para definir os títulos mundiais da temporada, os rankings masculino e feminino computarão os dois melhores resultados de cada atleta.

A competição está em espera e terá nova chamada às 18h dessa quinta-feira (horário de Brasília).

EMIFINAIS DO LONGBOARD NO GWM SYDNEY SURF PRO:

CATEGORIA FEMININA – Derrota=3.o lugar:
1.a: Chloe Calmon (BRA) x Tully White (AUS)
2.a: Honolua Blomfield (HAV) x Soleil Errico (EUA)

CATEGORIA MASCULINA – Derrota=3.o lugar:
1.a: Ben Skinner (ING) x Kaniela Stewart (HAV)
2.a: Harrison Roach (AUS) x Declan Wyton (AUS)

RESULTADOS DA QUARTA-FEIRA NA AUSTRÁLIA:

QUARTAS DE FINAL – Derrota=5.o lugar:
1.a: Chloe Calmon (BRA) 15,67 x 9,23 Natsumi Taoka (JPN)
2.a: Tully White (AUS) 14,90 x 11,57 Mason Schremmer (EUA)
3.a: Honolua Blomfield (HAV) 12,17 x 12,14 Sophia Culhane (HAV)
4.a: Soleil Errico (EUA) 11,77 x 11,73 Rachael Tilly (EUA)

OITAVAS DE FINAL – Derrota=9.o lugar:
1.a: Ben Skinner (ING) 13,97 x 12,97 Phil Rajzman (BRA)
2.a: Jefson Silva (BRA) 15,27 x 13,27 Taylor Jensen (EUA)
3.a: Kai Sallas (HAV) 12,47 x 12,20 Piccolo Clemente (PER)
4.a: Kaniela Stewart (HAV) 17,20 x 13,00 Augusto Olinto (BRA)
5.a: Harrison Roach (AUS) 13,17 x 13,17 Jack Entwistle (AUS)
6.a: Cole Robbins (EUA) 13,43 x 12,74 Lucas Garrido Lecca (PER)
7.a: Declan Wyton (AUS) 16,96 x 11,90 Edouard Delpero (FRA)
8.a: Taka Inoue (JPN) 16,27 x 13,70 Tony Silvagni (EUA)

QUARTAS DE FINAL – Derrota=5.o lugar:
1.a: Ben Skinner (ING) 13,50 x 9,77 Jefson Silva (BRA)
2.a: Kaniela Stewart (HAV) 16,56 x 12,70 Kai Sallas (HAV)
3.a: Harrison Roach (AUS) 15,60 x 10,80 Cole Robbins (EUA)
4.a: Declan Wyton (AUS) 15,36 x 11,17 Taka Inoue (JPN)

Receba nossas Notícias no seu Email

Últimas Notícias