28 C
Papeete
domingo, 19 maio, 2024
28 C
Papeete
domingo, 19 maio, 2024

Chumbo em novo doc: “Tudo o que sonhei”

O brasileiro Lucas Chumbo, definitivamente, tem deixado sua marca na história do surf de ondas gigantes. Recentemente, um documentário lançado pela Red Bull, intitulado “Chumbo: Feito para as Grandes Ondas”, mergulhou na vida do big rider, revelando o delicado equilíbrio entre sua paixão pelo surf e seu compromisso com a família.

Aos 28 anos, Chumbo acumulou uma série de conquistas notáveis, incluindo cinco vitórias no Nazaré Big Wave Challenge. Sua habilidade excepcional tanto nas ondas gigantes quanto em freesurfs o destacam como uma das principais figuras do esporte na atualidade. No entanto, apesar da fama e do reconhecimento, ele se mostra modesto em relação às suas conquistas.

“Eu não sei se sou o melhor surfista de ondas gigantes do mundo, mas estou feliz e muito orgulhoso de mim mesmo”, compartilha em seu documentário. “Eu mal posso esperar para ver o futuro, porque o presente é incrível, e estou realizando tudo o que sonhei com todo o coração.”

O documentário oferece um vislumbre da transformação de Chumbo ao se tornar pai em 2022. Ele descreve o momento em que conheceu sua filha pela primeira vez como “insano” e “o melhor sentimento da vida”. Desde então, sua prioridade mudou, colocando sua família acima de tudo e, consequentemente, o surf em segundo plano.

“Percebi que havia mudado quando fui para o Taiti depois que a Maitê nasceu. Essa foi minha primeira viagem como pai e meu primeiro swell como surfista de ondas grandes e pai. Como pai agora, quero dar 200%, ir [para competições] e voltar para casa”, revelou ele.

Mas mesmo com suas responsabilidades familiares, Chumbo não abandonou sua paixão pelas ondas gigantes. Recentemente, em fevereiro, ele surfou uma onda em Nazaré que gerou especulações sobre ser uma onda de mais de 100 pés, um possível recorde mundial.

“Talvez essa onda pudesse ter 100 pés, mas quem sabe? Eu sei que uma onda que peguei em outubro de 2020, que foi a maior da minha vida, tinha quase 80 pés. Essa parecia maior, mas nunca tive uma onda medida na minha vida, então não faço ideia”, compartilhou ele em entrevista ao site australiano The Inertia. “Foi ótimo fazer parte da intensidade. São nesses dias que percebemos o quanto ainda temos para aprender em Nazaré – e quando aprendemos tanto.”

+ Italo Ferreira comentará o surf olímpico na Globo

O documentário promete trazer de forma emocionante a jornada pessoal e profissional do big rider, além de oferecer um olhar profundo sobre suas proezas nas ondas, revelando a dualidade de um homem que se divide entre duas paixões: a família e o mar.

Clique aqui para assistir ao filme completo da Red Bull.

Receba nossas Notícias no seu Email

Últimas Notícias