23.1 C
Hale‘iwa
sábado, 13 abril, 2024
23.1 C
Hale‘iwa
sábado, 13 abril, 2024

Local de Teahupoo convida presidente do Taiti para mergulhar na bancada ameaçada por torre olímpica

O surfista taitiano Matahi Drollet voltou a pressionar a organização dos Jogos Olímpicos de 2024. Seu protesto, que conta com o apoio da comunidade local, denuncia a construção de uma torre de alumínio milionária para os juízes e organização em Teahupoo, pico que irá sediar as disputas de surf durante os jogos de Paris 2024. Segundo Drollet, erguer a estrutura apresentará grandes riscos para o ecossistema marinho.

No seu mais recente post no Instagram, ele inclusive faz um convite inusitado, buscando o apoio da autoridade máxima do Taiti: “Quero convidar nosso presidente @moetaibrotherson para vir visitar este lugar com a gente, moradores locais, pegue sua máscara e vamos dar um mergulho e mostrar o quão rasa é toda essa área e o quanto é uma benção para nós termos um recife e um ecossistema marinho tão saudáveis”.

No vídeo postado acompanhando o convite, Drollet acusa a organização de ter falsificado uma avaliação ambiental para construir a torre para os juízes, orçada em 4,6 milhões de euros (cerca de R$ 25 milhões de reais).

“Eles falsificaram a avaliação ambiental para construir sua torre de alumínio de 4,6 milhões de euros para os juízes”, diz Drollet. “Eles afirmam se importar com o meio ambiente em seu site. A WSL usou uma torre de impacto mínimo por mais de 20 anos que funcionou perfeitamente. Mas as Olimpíadas querem uma torre com ar condicionado e banheiros com descarga para 3 dias de competição. Esta é a barcaça que eles usarão para perfurar o recife nesta semana. Uma grande área de recife precisará ser limpa para criar um caminho para levar a barcaça até a área de perfuração. Nós colocamos um ‘Unu’ no local onde eles querem construir a torre. ‘Unu’ são usados para declarar um local como sagrado e necessitado de proteção.”

Até o momento, a organização dos Jogos Olímpicos de 2024 não se manifestou sobre as acusações de falsificação. Nem o presidente respondeu se irá aceitar o convite para a inspeção da bancada in loco.

Uma petição online contra a construção da torre já conta com mais de 80 mil assinaturas. Assine aqui.

Receba nossas Notícias no seu Email

Últimas Notícias