21.7 C
Hale‘iwa
sexta-feira, 1 dezembro, 2023
21.7 C
Hale‘iwa
sexta-feira, 1 dezembro, 2023

Locais protestam em Teahupoo contra estrutura olímpica

Conforme noticiado em Hardcore setembro passado, a comunidade de Teahupoo está preocupada com a realização das disputas olímpicas de surf e os impactos que um evento dessa magnitude no local.

Entre as obras de infraestrutura planejadas para as olimpíadas uma, em particular, tem sido alvo de muitos protestos: a nova torre dos juízes, feita em alumínio, sobre a torre de madeira já instalada, utilizada nos eventos WSL.

A torre para dar apoio aos juízes e staff é necessária pois a onda de Teahupoo quebra bastante longe da costa. Contudo, a nova estrutura de alumínio terá uma grande dimensão e segundo os locais, será potencialmente prejudicial à vida do recife de coral sobre o qual será erguida, prejudicando assim pesca local, que é a subsistência de muitas famílias daquela comunidade.

Além disso, este equipamento custará caro – 547 milhões de francos polinésios (cerca de 22 milhões de reais) – e deixará vestígios. Um poste de 20 centímetros de espessura permanecerá fixado na bancada de coral após a desmontagem da torre.

No último domingo (16) o surfista profissional taitiano e local de Teahupoo, Matahi Drollet organizou um protesto pacífico em frente à área onde será montada a infraestrutura dos Jogos. Matahi Drollet a utilizou suas redes sociais para compartilhar imagens do protesto. A manifestação contou com a participação em peso da comunidade local e também foi apoiada por surfista em todo mundo.

A Mana de Teahupoo estava forte hoje!!!! Obrigado a todos por virem e protestarem contra esta nova torre de alumínio que eles querem construir no recife de nossa onda”, postou Matahi Drollet após a manifestação.

PETIÇÃO – Em conjunto às manifestações, uma petição online foi criada para impedir esta construção que pode ser assinada aqui. O comitê olímpico não se manifestou sobre o caso até o momento.

Receba nossas Notícias no seu Email

Últimas Notícias