23.8 C
Hale‘iwa
quinta-feira, 29 fevereiro, 2024
23.8 C
Hale‘iwa
quinta-feira, 29 fevereiro, 2024

Olimpíadas 2024: Impacto das obras preocupa moradores de Teahupoo

Desde que Teahupoo foi anunciada como sede dos eventos olímpicos de surf de 2024, a famosa e temida bancada taitiana tornou-se mundialmente conhecida. O local receberá milhares de visitantes.

A realização de uma prova olímpica no Taiti, a mais populosa ilha da Polinésia Francesa, localizada a mais de 15 mil quilômetros de Paris, será um acontecimento sem precedentes.

Toda essa exposição, contudo, vem trazendo grande apreensão aos moradores da vila de Teahupoo.  Muitos se preocupam com os impactos que um evento desse porte poderá trazer ao local. O projeto olímpico propõe uma série de obras de infraestrutura que, no discurso, trarão melhorias à região.

+ Em entrevista a Kai Lenny, Kelly Slater sonha com Olimpíadas e elogia Toledo e Medina

Algumas obras já estão em andamento e uma delas, em particular, tem sido alvo de muitos protestos: a nova torre dos juízes, feita em alumínio, sobre a torre de madeira já instalada, utilizada nos eventos WSL. Este equipamento custará caro – 547 milhões de francos polinésios (cerca de 22 milhões de reais)– e deixará vestígios. Um poste de 20 centímetros de espessura permanecerá fixado na bancada de coral após a desmontagem da torre. É precisamente este ponto, e mais especificamente o impacto ambiental, que preocupa a comunidade.

Quando a torre é erguida, a gente não vê. Mas quando ela for desmontada, sobraria um poste. Agradeço aos moradores que nos alertaram porque, na verdade, esse poste não tinha sido objeto de discussões e nós vamos pedir soluções ao comitê olímpico”, declarou o ministro dos esportes da Polinésia Francesa, Nahema Temarii, em depoimento ao canal de TV Polynésie La1ere.

Os moradores de Teahupoo pedem a retirada do poste juntamente com a estrutura, ao fim dos Jogos. Esta opção, contudo, representa um custo adicional de 8 milhões de francos, segundo o ministro.

Outra reclamação da comunidade taitiana é em relação às hospedagens dos atletas. Os prestadores de serviços turísticos manifestaram seu desapontamento com a opção de alojar os surfistas num navio de cruzeiro em vez de na ilha.

Além disso, serão construídos na vila de Teahupoo um deck para receber embarcações e uma estrutura com arquibancada e telão gigante, batizada de “Fan Zone”, com capacidade para acomodar 500 pessoas. É compreensível, portanto, que o anúncio da construção de tantos projetos ambiciosos simultaneamente em uma vila bastante rural e ainda preservada traga muita apreensão à comunidade local.

As provas olímpicas de surf acontecerão durante quatro dias, de sábado, 27 de julho, a terça-feira, 30 de julho de 2024.

Fonte: Polynésie La1ere

Receba nossas Notícias no seu Email

Últimas Notícias