26 C
Papeete
sábado, 18 maio, 2024
26 C
Papeete
sábado, 18 maio, 2024

Lisa Andersen deixa a Roxy após três décadas

A indústria surfwear enfrenta mudanças significativas que têm levado marcas renomadas a dispensarem nomes icônicos do surf. A mais recente “vítima” dessa situação é a veterana Lisa Andersen, quatro vezes campeã mundial e ícone do surf feminino. A notícia de sua demissão da marca Roxy foi feita por Lisa em sua conta de Instagram algumas semanas após outro importante nome do surf feminino, Kelia Moniz gravar um vídeo para dizer que havia deixado a marca após anos de parceria.

Por três décadas, Lisa Andersen foi o rosto da marca Roxy, sendo a surfista feminina mais conhecida nos Estados Unidos e, talvez, no mundo. Ela quebrou barreiras na percepção do surf feminino e ajudou a profissionalizar a categoria.

A influência de Lisa foi crucial para impulsionar o lado feminino da indústria surfwear, inclusive na criação de boardshorts de alto desempenho pensados na silhueta feminina, em vez de biquíni comuns, permitindo às mulheres surfarem sem se preocupar com a parte de baixo saindo ou expondo mais do que deveria de seus corpos.

Na época, Randy Hild, diretor de marketing e amigo de Lisa na Quiksilver, comprou a ideia e testemunhou a reação positiva imediata de outras surfistas. Pouco depois, convenceu a Quiksilver a lançar uma marca feminina, e assim nasceu a Roxy. Juntos, Hild e Lisa construíram uma linha de produtos que explodiu as vendas da marca e formou a base de um novo segmento da indústria surfwear.

Durante o período em que Lisa foi a figura principal da Roxy, as vendas saltaram de 20 milhões para 650 milhões de dólares. No entanto, no ano passado, a Authentic Brands Group, que comprou as marcas Billabong, RVCA e a marca-mãe da Roxy, Quiksilver inciou um processo de “enxugamento” de despesas, reduzindo quadro de funcionários, não renovando contratos de patrocínio e dispensando figuras icônicas que atuavam como uma espécie de embaixadores das marcas, como é o caso de Lisa, ainda que os motivos de sua saída da marca não ficaram inteiramente claros.

Sua postagem, no entanto, recebeu mais de 300 mensagens de apoio, como de Marin Potter, ex-campeão mundial contemporâneo de Lisa, que escreveu: “Eu vi isso chegando há anos, por isso desapareci de algo que ajudamos a construir? O surf, ou melhor, o surf profissional, está morto. Tão triste.”

Keila Moniz escreveu: “Minha rainha”; “Você foi uma parte enorme da construção dessa marca”, comentou outr ex Top do surf mundial, Corry Lopez.

E a lista segue com diversos nomes de peso mandando suas mensagens de apoio, como Carissa Moore, Ross Clarke-Jones, Stephanie Gilmore, Taylor Knox, Barton Lynch, Kelly Slater e outros.

Receba nossas Notícias no seu Email

Últimas Notícias