27 C
Papeete
domingo, 21 julho, 2024
27 C
Papeete
domingo, 21 julho, 2024

Laura Raupp e Matheus Navarro vencem o Circuito Banco do Brasil de Surfe em Torres

Os catarinenses Matheus Navarro e Laura Raupp venceram a primeira etapa do Circuito Banco do Brasil de Surfe 2024 no domingo na Praia dos Molhes, em Torres, Rio Grande do Sul. As finais foram contra a também catarinense Tainá Hinckel e o potiguar Mateus Sena. As vitórias valeram a liderança nos primeiros rankings da temporada 2024/2025 da WSL South America, que decide os títulos sul-americanos e classifica 7 homens e 3 mulheres para o Challenger Series, divisão de acesso para a elite do World Surf League (WSL) Championship Tour (CT). A segunda etapa do Circuito Banco do Brasil de Surfe é o Saquarema Surf Festival, nos dias 15 a 21 de abril no Maracanã do surfe brasileiro.

Esta foi a segunda final consecutiva da surfista olímpica, Tainá Hinckel, com Laura Raupp e a terceira entre elas em etapas do QS. As outras duas foram no Layback Pro, com Laura vencendo a primeira na Prainha do Rio de Janeiro em 2023 e Tainá ganhando a segunda, domingo passado na Praia Mole de Florianópolis. Essa vitória da Tainá, coroou a conquista do título sul-americano da temporada 2023/2024 encerrada em Santa Catarina. E a Laura já havia festejado a classificação para o Challenger Series nas semifinais. No tira-teima agora em Torres, Laura Raupp passou a frente no confronto em finais de QS

+ 1ª etapa do Brasileiros de Longboard e SUP Surf define campeões em Paracuru

Eu e a Tainá estamos sempre se pegando nas baterias, uma hora dá ela, outra hora sou eu e estou superfeliz de estar podendo dividir o pódio com ela, que se classificou para as Olimpíadas e é uma das melhores do Brasil. A gente vai estar juntas no Challenger Series, então vai ter muito mais por vir”, disse Laura Raupp. “Nossa, estou muito feliz em abrir a temporada na primeira colocação, em um QS do Circuito Banco do Brasil aqui em Torres, que é um lugar superespecial pra mim. Minha família está quase toda presente, então está todo mundo feliz por mim e embora com tudo para esse ano, que está só começando”.

Laura Raupp conseguiu a vitória nas esquerdas da Praia dos Molhes. Foto: @WSL / Daniel Smorigo

Laura Raupp atingiu seis vitórias em etapas do QS na sua carreira. A primeira ganhou com apenas 15 anos de idade, em 2021 em casa, na Praia Mole de Florianópolis. Já o catarinense da Praia Brava de Itajaí, Matheus Navarro, conseguiu seu terceiro título. Foi o primeiro no circuito, na decisão inédita com o potiguar Mateus Sena, que pela primeira vez chegou numa final de QS. A do catarinense foi a quinta e as outras duas vitórias aconteceram em 2019, na Flórida e na Argentina.

“Essa foi minha quinta final, a terceira vitória e a última tinha sido em 2019, então mostra como a vida de surfista competidor é muito louca. A gente trabalha tanto pra demorar 5 anos pra fazer uma final. Mas Graças a Deus, deu tudo certo e estou muito feliz de ter vencido aqui em Torres”, disse Matheus Navarro, no pódio da competição na Praia dos Molhes. “Eu já vinha falando desde a primeira entrevista, que este campeonato poderia ser um divisor de águas na minha carreira. Eu estava realmente pensando em parar de competir no QS, mas agora não tem como não ir pra Saquarema no próximo mês”.

Tainá Hinckel iniciou a temporada em segundo lugar em Torres. Foto: @WSL / Daniel Smorigo

Apesar de sempre querer a vitória, Tainá Hinckel e Mateus Sena também ficaram satisfeitos com o vice-campeonato na etapa que abriu o Circuito Banco do Brasil de Surfe 2024 e a temporada 2024/25 da WSL South America em Torres. A cidade gaúcha não sediava uma etapa do QS desde 2004 e um bom público compareceu na Praia dos Molhes, que apresentou boas ondas nos quatro dias da competição. Nos primeiros dias, o show foi mais próximo dos Molhes do Rio Mampituba, mas no domingo a ondulação mudou e os duelos decisivos rolaram mais no meio da praia, em frente a arena do evento.

Tainá Hinckel vive uma grande fase na sua carreira. Ela detém todos os recordes femininos da história do Circuito Banco do Brasil de Surfe desde 2022. No ano passado, venceu o ranking das 5 etapas e liderou a temporada 2023/2024 da WSL South America desde o início, com a vitória na etapa de Saquarema.  Esse ano, se classificou para os Jogos Olímpicos de Paris 2024 duas semanas atrás em Porto Rico e coroou a conquista do título sul-americano da World Surf League com vitória na última etapa, derrotando Laura Raupp na final do domingo passado em Florianópolis. Agora, foi a Laura que venceu a terceira decisão entre elas em etapas do QS.

Segundo pódio seguido de Laura Raupp e Tainá Hinckel em etapas do QS. Foto: @WSL / Daniel Smorigo

A gente é da nova geração, então tem acontecido finais seguidas entre nós. A semana passada foi uma delas e é bem legal poder estar vendo as meninas vindo com tudo, elevando o nível cada vez mais. Isso é muito irado”, disse Tainá Hinckel.  “Estou bem feliz com minha performance e pena que na final não veio bastante ondas. Eu fiquei um bom tempo jogando ali com a prioridade (de escolher a próxima onda) e não tinha muita opção. Só fiquei esperando da forma que dava, mas acontece, fiquei em segundo lugar e estou feliz com minha performance, então vamos pra próxima”.

PRIMEIRO PÓDIO – Mateus Sena subiu no pódio de uma etapa do QS pela primeira vez no Circuito Banco do Brasil de Surfe. As condições do mar na Praia dos Molhes, ficaram parecidas com as de Ponta Negra, em Natal, onde Mateus surgiu junto com o Samuel Joca, o mais jovem entre os 8 classificados para o domingo. Mateus Sena usou os aéreos para ganhar o duelo potiguar e a nota 8,50 contra Leo Casal nas semifinais. Na final, não entraram muitas ondas boas para voar e Matheus Navarro venceu nas duas únicas que surfou.

Mateus Sena fazendo sua primeira final em etapas do QS na WSL. Foto: @WSL / Daniel Smorigo

Eu comecei o ano perdendo de cara, na primeira fase lá em Floripa e eu tava disputando o acesso pro Challenger Series. Pra gente que corre o QS, é o maior objetivo, então comecei o ano com um baque gigante e uma semana depois já tinha outro evento”, contou Mateus Sena, no seu primeiro pódio no Circuito Banco do Brasil de Surfe. “A gente não tem tempo nem de chorar, já começa outro evento e foi com emoção nas primeiras baterias. Só quem está perto de mim, sabe o quanto eu precisava disso aqui, de subir nesse pódio pela primeira vez no QS. Torres é um lugar animal, adorei conhecer, quero muito voltar aqui, fui superbem recebido pela galera local e o pico de vocês é irado!”.

DECISÃO FEMININA – A primeira decisão da terceira edição do circuito a entrar no mar no domingo de bom público na Praia dos Molhes, foi entre Tainá Hinckel e Laura Raupp. Era a terceira vez que elas se enfrentavam em finais do QS e o placar estava empatado em 1 a 1.  A igualdade também marcou o início da decisão em Torres, com Tainá e a Laura começando com nota 4,17 na primeira onda. Laura pega outra esquerda que forma a junção para mandar um batidão de backside, que valeu 6,33. Tainá responde com 5,50 com dois ataques de frontside numa direita.

As condições do mar já haviam mudado com a força do vento na Praia dos Molhes, entrando poucas ondas boas durante a final. Laura achou outra esquerda de uma manobra só e soma 6,03, abrindo 6,86 de vantagem sobre a Tainá. Só que não entrou mais nada de ondas com potencial para conseguir essa pontuação e Laura Raupp igualou as duas vitórias da Tainá Hinckel em etapas do cricuito. A recordista é Silvana Lima com três, as duas da Bahia e uma em Ubatuba.

RECORDE DE NOTA – Nas semifinais, Tainá venceu o duelo catarinense com Kiany Hyakutake e Laura Raupp derrotou a equatoriana Dominic Barona. Kiany e Dominic dividem o terceiro lugar no primeiro ranking da temporada 2024/2025, assim como o catarinense Leo Casal e o cearense Cauã Costa, que completou o aéreo mais espetacular do campeonato nas ondas da Praia dos Molhes. Ele ganhou nota 9,00, a maior desta primeira etapa e os seus 15,30 pontos só ficaram abaixo dos 15,67 do carioca Lucas Silveira na sexta-feira. Depois, Matheus Navarro e Mateus Sena ganharam nas semifinais por iguais 15,17 pontos.

A decisão do título foi outro confronto dos aéreos do Mateus Sena com o surfe de borda do Matheus Navarro, que começou na frente com notas 6,00 e 4,50, contra 4,17 da melhor do potiguar voador. Não entraram muitas ondas e a vitória foi conquistada só nestas duas que o Matheus Navarro surfou na bateria. Mateus Sena foi em dez buscando os 6,33 que precisava para vencer, mas não conseguiu completar os aéreos. Matheus Navarro então festejou seu primeiro título no circuito por 10,50 a 7,07 pontos. Ele tinha duas vitórias em etapas do QS, ambas em 2019 em Cocoa Beach na Florida, Estados Unidos, e em Mar del Plata na Argentina.

Matheus Navarro começa a temporada com vitória no Circuito Banco do Brasil. Foto: @WSL / Daniel Smorigo

Estou feliz de estar dando uma dura na molecada ainda”, disse Matheus Navarro. “Ali na final, até brinquei com o Mateus (Sena), quando o locutor falou que ele tinha 21 anos. Eu estou chegando nos 30 e, talvez, eu seja o surfista mais velho nesses dois últimos dias do evento, mas me sinto novo ainda. Mas, é isso, estou aí de volta, amarradão com essa vitória e quero agradecer primeiramente a Deus, minha família, meus patrocinadores, a Fico que fechei um patrocínio de bico esse ano, então estou feliz de estar conquistando esse troféu junto com uma marca tão grande, tão importante pro surfe nacional”.

CIRCUITO 2024 – Assim como no ano passado, estão programadas cinco etapas do Qualifying Series no Circuito Banco do Brasil de Surfe em 2024. A primeira no Rio Grande do Sul, contou com o apoio institucional da Prefeitura Municipal de Torres e parceria de mídia da Rádio Maristela FM. A segunda etapa é o Saquarema Surf Festival nos 15 a 21 de abril. As outras três estão agendadas e os locais ainda serão anunciados. A terceira é nos dias 2 a 5 de maio, a quarta de 21 a 25 de agosto e a última de 26 a 29 de setembro. Todas as etapas são transmitidas ao vivo pelo WorldSurfLeague.com e o campeão e a campeã no ranking das 5 etapas, recebem convite para competir no Corona Saquarema Pro, que vai fechar o Challenger Series 2024 nos dias 12 a 20 de outubro na Praia de Itaúna.

Receba nossas Notícias no seu Email

Últimas Notícias