Publicidade:

Laje da Besta desperta com fúria na Baía de Guanabara

A Laje da Besta, uma das ondas mais impressionantes do Rio de Janeiro, despertou na última quarta-feira.

A onda é bastante rara e quebra em condições bem específicas, sobre uma bancada de pedras na entrada da Baía de Guanabara.

Chegar no pico é bastante complicado e exige um jet-ski, uma vez que a correnteza ali é muito forte e as águas profundas, no entorno da laje, são bastante traiçoeiras.

De olho na previsão, Alemão de Maresias, Lucas Chumbo, Michelle des Bouillons Pedro Scooby, Lucas Fink, Eric de Souza, Lucas Medeiros e Pedro Velasco marcaram presença no pico.

Eles estavam acompanhados do fotógrafo Renan Vignoli que fez registros impressionantes, como esses de Alemão de Maresias (fotos do topo e Instagram abaixo)

+ Avassalador, Gabriel Medina é campeão em Narrabeen

+ Treino na Jaguaruna em véspera de Ciclone

+ Praia da Silveira quebra “do jeito” (Vídeo)

Michelle, primeira mulher a surfar a onda da Laje da Besta, ficou impressionada com o power da onda:

Achei uma das ondas mais difíceis que já surfei”, declarou à reportagem do jornal O Globo.

Alemão de Maresias, que já conhecia o potencial da Besta, postou em seu perfil no Instagram:

Hoje a Baía de Guanabara mostrou a sua força. Exigindo muito da equipe em vários fatores, desde a navegação para chegar até a onda, estrutura e logística e muito condicionamento físico para poder desafiar uma das maiores ondas do brasil, A Besta. Mas a energia e a força do oceano unida à energia e a força de todos nós, conjuminaram para que tudo desse certo”, escreveu.

Receba nossas Notícias no seu Email

+Notícias