Kauli Vaast vence Tyler Newton na final e os dois ganham as últimas vagas para o Tahiti Pro Teahupo’o. Campeonato pode começar na quarta (21)

Por Redação HC

O local Kauli Vaast (foto de capa, à dir.) e o havaiano Tyler Newton (à esq.) foram os dois surfistas que chegaram à final da triagem e conquistaram as últimas vagas para o Tahiti Pro Teahupo’o, sétima etapa do Circuito Mundial da WSL de 2019. Na decisão, melhor para Vaast, que representa a bandeira francesa mas foi igualmente festejado pelos locais.

Confira no vídeo abaixo, da WSL, um pouco da performance do campeão da triagem:

Único brasileiro a participar do campeonato, Lucas Chumbo terminou a triagem na quinta posição. Ele foi eliminado nas quartas de final pelo taitiano Mihimana Braye. O duelo foi disputado e Lucas tinha uma nota boa, acima dos oito pontos. Mas precisava de um back-up próximo dos sete pontos, e em sua melhor tentativa, um tubo grande mas não muito profundo, recebeu menos de seus pontos.

Enquanto volta pro outside, Chumbo pega umas dicas com seu técnico nas traigens – um certo Gabriel Medina (reprodução/WSL)

De qualquer forma, Lucas teve uma grande atuação nos últimos dias em Teahupo’o. Na triagem, teve direito a um técnico de luxo e arrancou boas notas em todas as baterias. Já no free surf, pegou algumas das melhores ondas da ondulação gigante do sábado. Vale lembrar que essa foi sua primeira visita ao pico.

Outros destaques das triagens foram o australiano Jack Freestone, eliminado na semi por Vaast, e Mihimana Braye. O local de West Oz foi punido com uma interferência logo nos primeiros minutos e pouco pode fazer para superar o adversário. Braye, por sua vez, caiu em uma semi de poucas ondas contra Tyler Newton.

Os três wildcards já foram alocados na primeira rodada do Tahiti Pro.

Convidado direto para o evento principal, Matahi Drollet tem o seeding mais baixo e fica na bateria do atual líder do circuito, o californiano Kolohe Andino.

Vice na triagem, Tyler Newton encara Filipe Toledo e o francês Joan Duru. Para quem não conhece o talento do havaiano, vale lembrar seu desempenho no último Backdoor Shootout, quando foi o campeão individual e coletivo, com a equipe Weedmaps.

Kauli Vaast surfa na quarta bateria, contra Italo Ferreira e o havaiano Sebastian Zietz.

Tahiti Pro Teahupo’o – primeira rodada

1. Gabriel Medina, Peterson Crisanto, Soli Bailey
2. Jordy Smith, Adrian Buchan, Jadson André
3. Kanoa Igarashi, Caio Ibelli, Adriano de Souza
4. Italo Ferreira, Sebastian Zietz, Kauli Vaast
5. Filipe Toledo, Joan Duru, Tyler Newton
6. Kolohe Andino, Yago Dora, Matahi Drollet
7. Kelly Slater, Deivid Silva, Frederico Morais
8. Ryan Callinan, Willian Cardoso, Ricardo Christie
9. Julian Wilson, Michael Rodrigues, Ezekiel Lau
10. Michel Bourez, Jeremy Flores, Griffin Colapinto
11. Owen Wright, Wade Carmichael, Jesse Mendes
12. Conner Coffin, Seth Moniz, Jack Freestone

Veja também:
Teahupo’o selvagem força adiamento da triagem – VÍDEO
Todas as ondas de Gabriel Medina no Paúba Super Tubos