Publicidade:

Julian perde, Medina vence e fica a duas baterias do bi mundial

Gabriel Medina está a duas baterias de conquistar seu segundo título mundial. Isso porque Julian Wilson acaba de ser derrotado pelo francês Joan Duru nas quartas de final do MEO Rip Curl Pro Portugal na praia de Supertubos, em Peniche.

Uma beteria antes de Julian, Medina venceu o australiano Matt Wilkinson com uma apresentação excelente. Abusando dos aéreos com rotação para a esquerda, Medina somou 7,83 e 8,33 em suas duas melhores ondas.

veja também: a guerra fria julian x medina e o explosivo final de 2018

Matt Wilkinson se concentrou nas direitas, onde conseguiu todos seus bons resultados nesta etapa. Apesar de tentar radicalizar nas últimas manobras, não conseguiu superar a casa dos cinco pontos em cada onda, e ficou com 11,03 no total.

A soma de 16,16 é apenas 0,06 pontos maior que a de Italo Ferreira no primeiro duelo das quartas. A semi entre os dois promete ser uma das melhores baterias do ano.

Julian Wilson não encontrou as ondas que procurava apesar de arriscar alguns picos diferentes durante sua bateria. Joan Duru, em vez disso, ficou boiando quase a bateria inteira, mas se concentrou no mesmo pico, as direitas um pouco menores.

Na sua primeira, quase na metade do duelo, arrancou sete pontos dos juízes com uma série de cinco manobras. A nota pareceu um pouco exagerada. Para compensar, os juízes aparentemente achataram suas duas últimas. Ainda assim. Julian passou a buscar notas na casa dos sete pontos a partir desse momento e nunca chegou perto de fazê-lo.

Caso o título mundial não seja decidido hoje, Medina irá para Pipe com uma distância confortável sobre seus dois concorrentes, Wilson e o brasileiro Filipe Toledo.

Acompanhe a cobertura por aqui e assista ao vivo em www.worldsurfleague.com.

Texto: Redação HC
Imagem: reprodução/Instagram

Receba nossas Notícias no seu Email

+Notícias