28 C
Papeete
domingo, 19 maio, 2024
28 C
Papeete
domingo, 19 maio, 2024

João Chianca surfa mar pesado em Teahupo’o e mostra que está pronto

Após competir a primeira etapa do WSL Challenger Series em Snapper Rocks, Austrália, João Chianca viajou para o Taiti com o objetivo de treinar na onda de Teahupo’o, onde serão realizadas as disputas de surf dos Jogos Olímpicos de Paris 2024.

Desde que sofreu o acidente em Pipeline, em dezembro do ano passado, Chianca ficou sem vestir a lycra de competição e treinando em segredo, algo que alimentou especulações sobre a gravidade da lesão e se o brasileiro, de fato, estaria recuperado a tempo de representar o Brasil em uma onda tão difícil e perigosa como Teahupo’o.

Portanto, vê-lo competindo bem em Snapper Rocks, foi um alívio. Mas ainda restava a dúvida sobre como ele se sairia surfando a temida onda taitiana. Estaria Chumbinho pronto? Será que, após o acidente no Havaí ele continuaria a surfar com o mesmo “go for it” que tinha antes?

Bem, a julgar pelas imagens que estão circulando no Instagram do cinegrafista Alexandre Anestides e pelo próprio João Chianca, sim, o brasileiro está pronto para representar o Brasil nos Jogos Olímpicos.

Em uma das postagens, que mostra Chumbinho surfando um tubo enorme em Teahupoo durante um grande swell que atingiu o pico na última segunda-feira (13). Havia vários tops na água treinando para a próxima etapa do CT, que será realizada na bancada a partir do próximo dia 22 de maio, e o brasileiro foi um dos destaques.

O surfista também deve participar de um acampamento especial organizado pela Confederação Brasileira de Surf e pelo Comitê Olímpico Brasileiro, programado para ocorrer entre os dias 15 e 21 de maio no Taiti. Vale lembrar que João Chianca teria recebido um convite da WSL para competir a etapa, mas seu nome não aprece na lista de surfistas confirmados no evento.

Receba nossas Notícias no seu Email

Últimas Notícias