23 C
Papeete
terça-feira, 23 julho, 2024
23 C
Papeete
terça-feira, 23 julho, 2024

Jason Momoa será Duke Kahanamoku no cinema

Famoso pelo papel de “Aquaman”, o ator havaiano Jason Momoa será Duke Kahanamoku no cinema em cinebiografia produzida por Peter Safran (“Esquadrão Sucicida” e “Pacificador”).

A produção, que contará a vida do lendário nadador olímpico havaiano e “pai do surfe moderno”, terá roteiro assinado por Chris Kekaniokalani Bright, conhecido por escrever “Conviction”, série policial de grande sucesso nos EUA, lançada em 2016.

Este será o segundo trabalho de Jason Momoa ligado à Duke Kahanamoku. Ele foi o narrador do documentário “Waterman”, lançado em 2021, baseado na biografia homônima do lendário havaiano.

Cinco vezes medalhista olímpico, Kahanamoku quebrou recordes mundiais e estereótipos raciais por ser um havaiano nativo competindo em quatro Jogos Olímpicos em 1912, 1920, 1924 e 1932.

Ele aproveitou sua fama para divulgar a cultura havaiana e o surf pelo mundo, recebendo o apelido de “Embaixador Aloha”.

Veja também:

Da Praia à Lagoa, Aloha Spirit consagra campeões em Saquarema

Miguel Tudela vence final com Ian Gouveia no QS 5000 Arica Pro Tour do Chile

Após o título de Miguel Pupo no Tahiti, entenda como vai funcionar o WSL Finals

Duke morreu em janeiro de 1968, aos 77 anos, após um ataque cardíaco em Honolulu. A ele é atribuída grande importância pela popularização do surf mundialmente.

duke kahanamoku documentário
Cinco vezes medalhista olímpico, Kahanamoku quebrou recordes mundiais e estereótipos raciais. Foto: Domínio Público

A história de Duke me fascina há anos e ter a oportunidade de contá-la, com o respeito que merece, é realmente um presente”, declarou Don Love, proprietário da Malama Pono Ltd., empresa que administra os direitos de propriedade intelectual do legado de Kahanamoku desde 1999.

O filme, ainda em fase de pré-produção, contará a histódia de um dos “heróis mais esquecidos da América”, e irá explorar as diversas faces de Duke, o lendário nadador, pioneiro e pai do surf moderno.

“Duke viveu uma vida de compaixão e inclusão ao abraçar o verdadeiro significado de ‘Aloha’”, conclui o produtor.

Fonte: variety.com

Receba nossas Notícias no seu Email

Últimas Notícias