Italo Ferreira vai do aeroporto direto para a praia, chega a 9min do final da bateria, surfa com prancha de Filipe Toledo e consegue vencer em sua estreia no Japão

Por Redação HC

Os ISA Games 2019 apenas começaram para a disputa masculina, mas já tiveram, na madrugada desta terça (10), aquela que deve ser a melhor história de todo o campeonato.

Lembra do passaporte de Italo Ferreira, que foi roubado na Califórnia? Ele tinha parado o carro em uma rua tranquila em Santa Monica, foi tomar um café, e quando voltou as janelas estavam quebradas e tudo que estava dentro tinha sido levado: pranchas, equipamentos e o documento que permitiria sua viagem ao Japão.

O potiguar perdeu alguns dias resolvendo as burocracias necessárias para chegar a tempo aos ISA Games e fez um esforço maluco para conseguir se apresentar em sua bateria no round 1. E quase deu tudo errado. Quase.

Italo Ferreira garantiu sua vitória no ISA Games com um aéreo no minuto final, após muitas adversidades externa (Foto: Pablo Jimenez)

Italo chegou em Miyazaki no limite e sua primeira “bateria” começou logo no aeroporto. Os desafios eram conseguir pegar as pranchas e chegar a tempo de competir. O aeroporto ficava a 10 minutos da praia onde acontece o ISA.

Correndo contra o relógio, Italo percebeu que faltava muito pouco para sua bateria começar e teve que deixar suas pranchas no aeroporto. Seu amigo e manager Luiz Campos “Pinga” então tratou de cuidar das questões burocráticas do aeroporto e ficou lá esperando para pegar as boias, enquanto Italo foi “voando”, sem pranchas e roupas, no carro de seu outro amigo Bezinho Otero, que aguardava o atleta ali.

Sem prancha e ainda com a roupa que havia embarcado no avião nos Estados Unidos — calça, casaco e tudo mais — , Italo pensou rápido: na mochila que levava, trocou a calça pelo shorts jeans. O foguete foi disponibilizado pelo amigo Filipe Toledo, que em um grupo de Whatsapp já estava em contato e ciente de toda a tensão de seu conterrâneo.

Italo então chegou na praia de Kisakihama, Miyazaki, faltando exatos nove minutos para o encerramento de sua bateria. Pegou a prancha de Filipe, realizou os devidos pré-procedimentos, vestiu sua lycra amarela e caiu na água. Era a quarta prioridade em sua bateria contra o argentino Leandro Usuna, o mexicano Dylan Southworth e o norueguês Frode Goa.

Sem problemas. Já havia vencido mais adversidades do que aquilo até ali e quando tudo parecia perdido para o brasileiro, restando um minuto para o fim, veio o climáx: um aéreo bem encaixado e uma nota 8,33. Somou 13.46 pontos no total e ultrapassou todos seus competidores. “Foi uma das coisas mais loucas que já fiz”, declarou após a vitória.

Filipinho também venceu sua bateria de estreia em Miyazaki, mas a história do dia acabou ficando por conta de Italo. Gabriel Medina, terceiro representante brasileiro entres os homens nos ISA Games, surfa apenas nesta madrugada. Você pode conferir aqui os resultados detalhados.

VEJA TAMBÉM:

• NOVIDADES NO QS: WSL ANUNCIA O CHALLENGER SERIES
• A VOLTA POR CIMA: O INCRÍVEL TÍTULO DE MIGUEL PUPO NA ESPANHA
• HEITOR MUELLER E ISABELA SALDANHA VENCEM OI PRO JUNIOR SERIES EM FLORIPA