23.1 C
Hale‘iwa
sábado, 13 abril, 2024
23.1 C
Hale‘iwa
sábado, 13 abril, 2024

ISA responde às controvérsias sobre a torre de julgamento em Teahupo’o

A Associação Internacional de Surfe (ISA) emitiu uma nota oficial diante da recente polêmica envolvendo a construção da torre de julgamento para as competições de surfe olímpico em Teahupo’o, no Taiti. A controvérsia eclodiu após um vídeo circular nas redes sociais, evidenciando danos à preciosa bancada de coral durante um teste realizado pelo governo da Polinésia Francesa.

+ Cordinha salvou Chumbinho, afirma salva-vidas brasileiro que participou do resgate

Como entidade responsável pelas competições de surfe nos Jogos Olímpicos, a ISA alegou estar “surpresa” diante dos acontecimentos, destacando que decisões sobre a infraestrutura e as instalações do local onde serão realizadas as competições de surf são de responsabilidade do Comitê Organizador de Paris 2024 e do governo da Polinésia Francesa.

Veja abaixo o que diz a nota oficial encaminhada pela ISA:

“A ISA ficou triste e surpreendida ao ver que um teste realizado pelo governo da Polinésia Francesa resultou em danos ao recife de coral de Teahupo’o por uma barcaça.

Como Federação Olímpica Internacional, a ISA é responsável pelas competições olímpicas de surfe. As instalações e infraestrutura do local são responsabilidade do Comitê Organizador de Paris 2024 em coordenação com o governo da Polinésia Francesa.

A determinação de que a antiga torre de juízes não estava em conformidade com a lei foi feita pelo governo da Polinésia Francesa. Como resultado, o governo da Polinésia Francesa e Paris 2024 decidiram construir uma nova torre.

Desde o início da proposta de realizar o surfe olímpico na Polinésia Francesa, a ISA sempre insistiu que a proteção do ambiente natural em Teahupo’o é uma prioridade. Esta visão foi acordada e compartilhada por todas as partes.

O governo da Polinésia Francesa decidiu suspender todos os testes após o incidente no recife. A ISA concorda com essa decisão e insistiu na intensificação das consultas para considerar todas as opções disponíveis.

Como surfistas ao longo da vida, estamos apaixonados pela necessidade de proteger os oceanos, para nós e para as gerações futuras. Portanto, comprometemo-nos a trabalhar com todas as partes para chegar a um acordo comum sobre a realização da competição e, ao mesmo tempo, proteger o ambiente natural local.”

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por ISA (@isasurfing)

Receba nossas Notícias no seu Email

Últimas Notícias