Publicidade:

Imbituba pode voltar a receber uma etapa do Mundial de surf

Palco de competições que entraram para a história do surf brasileiro e mundial, a cidade de Imbituba (SC) poderá voltar ao circuito da WSL em 2022.

Em reunião realizada na última terça-feira (03), entre o Prefeito de Imbituba, Rosenvaldo da Silva Júnior, na presença do vereador, Michell Nunes, e de representantes da Associação de Surf de Imbituba (ASI), com o diretor regional da World Surf League (WSL), Roberto Perdigão, o Chefe do Poder Executivo Municipal oficializou a intenção do município em realizar o evento “Imbituba Surf Pró 2022”.

Pelo bom histórico da cidade na recepção de grandes eventos do esporte e pelas condições das ondas da Praia da Vila, o Diretor Regional da WSL viu com bons olhos a possibilidade de colocar Imbituba, novamente, no cenário das maiores competições internacionais.

Imbituba mundial de surf
Roberto Perdigão, diretor regional da WSL, participou de reunião com o prefeito de Imbituba, Rosenvaldo da Silva Júnior, que oficializou o pedido da cidade para realizar uma etapa do QS em 2022. Foto: Portal a Hora/ Reprodução

Imbituba tem uma vocação natural para sediar campeonatos desse nível internacional. São poucos os lugares no Brasil que têm a qualidade de surfe que Imbituba tem. O próprio histórico da cidade, por ter sediado etapas do WCT, que a divisão principal, credibiliza Imbituba a voltar ao cenário do surfe mundial”, salientou Roberto Perdigão.

Caso seja aprovada a realização do QS, a competição, que classifica os melhores surfistas para o mundial da categoria, já teria data e local marcados: na Praia da Vila, entre os dias 30 de março e 03 de abril de 2022. Mas, para a realização do evento, serão necessários R$ 500 mil de investimento.

Veja também:

+ Surfista de 60 anos quebra o recorde mundial da sessão de surf mais longa do mundo

+ Jaws desperta no primeiro swell da temporada

+ 176 surfistas confirmados no QS 3000 da Praia Mole

Nós estamos trabalhando, desde o começo do ano, para buscar parcerias, principalmente, da iniciativa privada. Já tivemos algumas reuniões com empresários. Eles ficaram interessados e sinalizaram a possiblidade de fazer um investimento bacana para a realização da etapa em Imbituba”, disse o presidente da ASI, Henrique Bittencourt de Bona Neto.

Para o prefeito Rosenvaldo Júnior, trazer o campeonato para a cidade será uma forma de movimentar o turismo e a economia local. “Imbituba já fez parte do cenário mundial do surfe, por isso, é importante ratificar o nome da cidade como um destino turístico esportivo. Esse tipo de evento traz investimentos para o município e expõe a cidade de forma positiva na mídia”, reiterou o prefeito.

Com informações de portalahora.com.br.

Receba nossas Notícias no seu Email

+Notícias