Publicidade:

Histórico! WSL anuncia duas lideranças femininas no Longboard Tour

A World Surf League (WSL) anunciou na última quarta-feira (27) que, pela primeira vez, o Longboard Tour será realizado por duas mulheres. Kirra Seale será a nova responsável pelo circuito, enquanto a ex-campeã mundial Tory Gilkerson assume como head judge.

Veja mais:

Joel Tudor acusa WSL de não promover igualdade entre modalidades de surf

Surfista transgênero vence campeonato de longboard na Austrália

Nazaré: Vídeo inédito mostra Lucas Chumbo em um dos maiores dias do inverno

“Estou orgulhoso de receber duas grandes líderes na vanguarda do longboard com Kirra Seale como Gerente Sênior do Longboard Tour e Tory Gilkerson como head judge de Longboard”, disse Jessi Miley-Dyer, vice-presidente sênior de turismo da WSL e chefe de competição, em um comunicado de imprensa. “Este é um capítulo emocionante para o longboard, e estou confiante nessas duas mulheres no comando. Estou ansioso para trabalhar com Tory e Kirra para continuar a desenvolver e aumentar o Longboard Tour da WSL com oportunidades competitivas para os surfistas.”

A novidade veio uma semana antes do segundo e penúltimo evento do circuito, o Vans Duct Invitational and Festival, que acontece entre os dias 3 e 7 de agosto. Tanto Kirra Seale, quanto Tory Gilkerson têm laços profundos e bases sólidas no universo do longboard.

Saele é a atual número 9 do ranking e disputou o circuito mundial nas últimas seis temporadas. Agora, entretanto, ela deixa a lycra de competição para assumir as rédeas do Tour. “Percebo a visão dos atletas como competidora que fui, mas também tenho uma visão em termos de negócio para este circuito. Estou entusiasmada para desenvolver esta plataforma competitiva. Isto não é um trabalho, é aquilo que amo”, frisou Seale.

Já Gilkerson foi campeã da modalidade em 2016 e nos últimos anos passou a integrar a equipe de juízes da ISA (Associação Internacional de Surf). Entre sua experiência como juíza, está a participação na banca de jurados dos Jogos Olímpicos de Tóquio. Agora, a californiana assume o papel de head judge do circuito de longboard. “A minha prioridade é assumir o papel de apresentar um julgamento claro e justo aos competidores”, revelou ela.

Receba nossas Notícias no seu Email

+Notícias