A chegada de um ciclone extratropical, batizado de “ciclone bomba”, causou mudanças climáticas nas regiões Sul e Sudeste do Brasil na semana passada e também trouxe ondas pesadas para as cidades litorâneas.

Na quinta-feira (2/7), alguns surfistas do Rio de Janeiro aproveitaram as bombas na laje do Vidigal (também conhecida como laje do Sheraton).

LEIA TAMBÉM: Munir El Hage conta os bastidores desta foto de momento mágico no Litoral Norte de SP

HC conversou com o carioca Gabriel Sodré, que segundo ele conta, protagonizou a sua melhor performance no pico.

“Esse é um lugar que a gente sempre vai quando dá swell grande aqui no Rio. Esse swell foi grande, mas não dos maiores que pegamos lá, mas vinham algumas ondas muito boas. E algumas séries muito grandes na manhã de ontem, que quase conectavam no mirante do Leblon. Estávamos entre amigos na água, então foi uma sessão inesquecível.”

 

“Tive sorte porque peguei essa onda que conectou até na frente do mirante e foi uma onda especial, um drop difícil, o foam ball me pegou mas eu consegui passar e conectar a onda toda. Essa foi a melhor onda que peguei nesse pico que gosto tanto.”

Sodré surfou com uma 9’8 do shaper Gustavo Kronig.