27 C
Papeete
domingo, 21 julho, 2024
27 C
Papeete
domingo, 21 julho, 2024

Filipe Toledo anuncia pausa nas competições da WSL

Filipe Toledo anunciou neste domingo, 11 de fevereiro, a sua retirada do WSL Championship Tour (CT) de 2024. Ele decidiu se afastar das competições para tratar da sua saúde mental e retornará em 2025 com um convite (wildcard) da WSL para a primeira metade da temporada. O bicampeão nem vai defender o título no Hurley Pro Sunset Beach, que ele venceu no ano passado.

“É com tristeza no coração que anuncio hoje que estou me retirando do restante da temporada 2024 do Championship Tour. Esta decisão tem sido muito difícil para mim e foi tomada depois de dias de discussão com as pessoas mais próximas de mim. A WSL tem me apoiado bastante e fico muito grato por terem me concedido o wildcard para o início da temporada de 2025. Eu estou comprometido em voltar melhor do que nunca.”

Filipe Toledo foi o primeiro brasileiro a conquistar dois títulos mundiais consecutivos, em 2022 e 2023. Ele entrou na divisão de elite do esporte em 2013 com apenas 17 anos de idade e venceu 17 das 100 etapas disputadas até o Lexus Pipe Pro, encerrado no sábado no Havaí. No total, competiu em 378 baterias e ganhou 231, ou 61%, decidindo os três títulos mundiais desde a implantação do novo formato do WSL Finals. Foi vice-campeão contra Gabriel Medina em 2021, mas derrotou Italo Ferreira na decisão de 2022 e o australiano Ethan Ewing em 2023.

Apesar de não abordar sua participação olímpica em seu comunicado oficial, Filipe Toledo afirmou nos stories do Instagram, que seguirá com o compromisso em representar a bandeira verde e amarela nos Jogos Olímpicos de Paris 2024.

Após um desempenho aquém do esperado em sua primeira bateria no Lexus Pipe Pro, o bicampeão enfrentou uma onda de críticas. Logo na sequência, Filipinho revelou que não participaria da disputa da repescagem devido a uma intoxicação alimentar.

Conhecido por enfrentar dificuldades em ondas tubulares sobre rasas bancadas de coral, Filipe enfatizou que deve treinar especificamente para as Olimpíadas durante a sua pausa no Championship Tour, além de dedicar tempo à família.

A sua retirada abre as portas para o marroquino Ramzi Boukhiam participar das próximas etapas do CT. Ramzi era o substituto da temporada e é o primeiro surfista do norte da África a fazer parte da divisão de elite do surf mundial. Ele lutou por mais de uma década para conseguir uma vaga e conseguiu em 2022, mas teve uma lesão no tornozelo antes do início da temporada 2023 e só voltou a competir esse ano.

No Lexus Pipe Pro, Ramzi Boukhiam substituiu outro brasileiro, João Chianca. Ele chegou nas oitavas de final vencendo o defensor do título da etapa de Pipeline e número 5 do mundo no ano passado, Jack Robinson, da Austrália. Depois, foi barrado pelo sul-africano Jordy Smith na primeira bateria entre surfistas de dois países da África na história do Circuito Mundial. Ele agora chega no Hurley Pro Sunset Beach em nono lugar no primeiro ranking do CT de 2024.

O prazo desta segunda etapa do Circuito Mundial começa nesta segunda-feira e vai até o dia 22 de fevereiro em Sunset Beach. A primeira chamada para iniciar a competição será às 14h45 no fuso horário de Brasília.

Abaixo, a declaração do bicampeão Filipe Toledo:

“É com pesar que anuncio hoje que estou me retirando para o restante da temporada do Championship Tour de 2024. Esta decisão tem sido muito difícil para mim e surge depois de dias de discussão com as pessoas mais próximas de mim. A WSL tem me apoiado muito e estou muito grato por terem me concedido o wildcard para o início da temporada de 2025. Estou empenhado em voltar melhor do que nunca.

No passado, sempre fui honesto sobre alguns dos meus desafios, não apenas com lesões, mas também com saúde mental. Competir ao mais alto nível na última década teve um impacto negativo sobre mim e preciso de uma pausa para me recuperar para o próximo capítulo da minha carreira.

A plataforma do CT deu-me tudo – é uma vida de sonho que me permitiu sustentar a minha família de formas que nunca poderia imaginar e ter experiências incríveis. Eu amo isto. Eu vivo para isso. Tenho muito respeito pelos meus colegas competidores, tanto os homens quanto as mulheres no tour. Vocês são incríveis.

Tenho muita paixão pelo esporte, mas preciso de um tempo para me recuperar totalmente e poder voltar mais forte do que nunca. Agradeço o apoio e a lealdade da minha família, amigos, patrocinadores e da WSL. Espero que meus fãs ao redor do mundo entendam essa decisão e estejam comigo quando eu retornar ao tour no próximo ano. Desejo aos meus colegas competidores uma ótima temporada de CT pela frente. Eu estarei assistindo!”

Receba nossas Notícias no seu Email

Últimas Notícias