22 C
Hale‘iwa
quinta-feira, 18 abril, 2024
22 C
Hale‘iwa
quinta-feira, 18 abril, 2024

Exposição Storm Riders inaugura galeria Mango House em São Sebastião

Nomes bem conhecidos da região, como Gabriel Medina, Carlos Bahia, Marcio Grilo, Caio Costa e Alemão de Maresias, podem ser vistos em momentos muito especiais

 

Exposição “Storm Riders” inaugura galeria Mango House nesse sábado, dia 30 de março, no bairro São Francisco, em São Sebastião, litoral norte de São Paulo. A iniciativa é fruto das parcerias iniciadas com a publicação do trabalho de fotógrafos locais na página @mangohouse_br do Instagram , com a curadoria de Eduardo Teiman, o Dudu. As imagens expostas são de Ivy Ardanuy, Marcio Rovai, Neto Ilhabela, Rafael Baltazar, Raphaela Kamyla, e do próprio Dudu.

O evento, aberto ao público, terá início às 15hs com a presença dos seis fotógrafos que estão expondo. A intenção de Dudu é que “a galeria se torne um ponto de encontro da comunidade local de amantes do oceano”. Poucos lugares no planeta podem ser considerados tão abençoados quanto São Sebastião para a prática de esportes no mar. São 100 km de litoral, 36 praias e várias ilhas. Quem mora à beira dessas águas abençoadas, não quer se mudar. Quem está de passagem, quer ficar.

Frequentador de longa data dessas paragens paradisíacas, Eduardo Teiman, o Dudu, é arquiteto, cineasta, fotógrafo, surfista, velejador e remador, mas acima de tudo, um agregador. Por isso, quando decidiu que iria fazer do simpático município sua casa permanente, a primeira ação que ele tomou foi criar um espaço no Instagram com o objetivo de dar algo em retorno à comunidade que o acolheu de braços abertos. Esse espaço assume agora outra dimensão, na forma de uma galeria onde “as imagens digitais tomarão vida em impressões de alta qualidade”.

As fotos retratam atletas profissionais e amadores no surf, kite surf, windsurf, foil surf, vela e canoa havaiana, mas não só. Como explica Dudu, “além das fotos de ação, a intenção da mostra é valorizar também o olhar apurado dos fotógrafos para todo o entorno, com o registro de paisagens, mar, barcos, fauna e flora local”.

Particularmente no surf, nomes bem conhecidos da região, como Gabriel Medina, Carlos Bahia, Marcio Grilo, Caio Costa e Alemão de Maresias, podem ser vistos em momentos muito especiais. Quem se encantar e quiser ter uma ou mais imagens em casa, ou no local de trabalho, talvez presentear um amigo, vai poder comprar os quadros, que estão emoldurados com muito cuidado e bom gosto.

+Vídeos final de temporada: Pipeline de verdade só para os locais

A exposição Storm Riders conta com o apoio da Hardcore e das pranchas Aerofish,  e estará aberta ao público de quinta a sábado, das 15 às 20hs, na rua São Francisco, 70, bairro São Francisco da Praia, em São Sebastião. “Essa é a primeira de muitas exposições”, garante o entusiasmado organizador do evento, Dudu Teiman.

FOTÓGRAFOS PARTICIPANTES

Marcio Rovai  Tem 39 anos, surfa há mais de 20 anos. O mar sempre o encantou, e decidiu cursar biologia marinha, mas não seguiu carreira. Após fazer o curso do fotógrafo Sebastian Rojas, mudou de vida e foi atrás de seu verdadeiro sonho. Começou em 2013 e com ajuda de amigos deslanchou como um dos mais renomados fotógrafos aquáticos do litoral norte de São Paulo. Desde 2020 reside em Maresias, seu studio particular, onde vive com sua esposa e filhinha.

 

 

Neto Ilhabela – Batizado Luis Molina, ficou conhecido pelo apelido durante sua carreira como skatista, trazendo vários títulos inéditos para o litoral, como os de campeão estadual e brasileiro de downhill longboard. Durante a pandemia contraiu toxoplasmose e perdeu a visão do olho esquerdo, tendo que abandonar a carreira nas rodinhas, o que o levou a comprar uma câmera fotográfica e deslanchar numa surpreendente trajetória de fotógrafo: “Com dois olhos eu olhava o mundo ao meu redor, e hoje, com um olho, eu enxergo o mundo ao meu redor”. 

 

 

Ivy Ardanuy Começou na fotografia há nove anos, registrando os melhores momentos de seu parceiro Patrick do Prado. Dai surgiu uma outra paixão, a fotografia. “Estou me profissionalizando e há 3 anos decidi tornar a fotografia uma carreira, tendo oportunidades também no kite e hydrofoil, estou expandindo meus horizontes e iniciando na fotografia aquática”. Suas lentes cobrem tudo que se relaciona com o universo do mar e da praia.

 

 

 

Rafael Baltazar – Caiçara raiz, navegava de canoa com o avô desde pequeno. Hoje passa boa parte de seus dias embarcado, trabalhando como marítimo. Mas sua maior paixão é a fotografia, principalmente a de surf. A primeira câmera foi para fotografar o aniversário de um ano do filho, o Baltinha, e depois nunca mais largou do brinquedo que virou profissão. Aprendeu muito fotografando vela, mas hoje, aos 40 anos de idade, sempre que pode está na praia clicando surfistas: “Quero viver disso nesse litoral maravilhoso”.

 

 

Raphaela Kamyla – O interesse inicial pela fotografia aconteceu durante a adolescência, influenciada pelo padrasto, que era fotógrafo, e pelo irmão, que já estava envolvido nesse mundo. Juntos, faziam ensaios fotográficos, cobriam eventos e trabalhavam com marcas de produtos. Em 2014, quando conheceu o marido, surfista fissurado, foi quando entrou para o mundo do surf. Pouco tempo depois descobriu que havia sido lançado o site Surfmappers, onde poderia colocar suas fotos a venda: “A partir disso eu comecei a fotografar em várias praias e acabou virando uma profissão”.

 

 

Eduardo Teiman – Dudu é arquiteto, o que tem um paralelo estético com a composição fotográfica. Também estudou para ser videomaker, atividade que exerceu profissionalmente com sucesso. Ao mudar definitivamente para o litoral, vindo de São Paulo, decidiu que iria se dedicar a cobrir no Instagram @mangohouse_br o que de mais legal estivesse acontecendo nas águas de São Sebastião. Não se satisfazendo com o digital, apostou numa galeria onde a imagem impressa valorizasse a arte de fotografar da maneira que ela realmente merece.

 

 

 

Receba nossas Notícias no seu Email

Últimas Notícias