27 C
Papeete
sábado, 13 julho, 2024
27 C
Papeete
sábado, 13 julho, 2024

Ethan Ewing vence em Bells 40 anos após vitória de sua mãe

A vitória do australiano Ethan Ewing no Pro Bells Beach na madrugada desta terça-feira, 11, foi emocionante para ele vários motivos. Além de ser sua primeira no clássico evento, ele aconteceu 40 anos depois que sua mãe, Helen, tocou seu primeiro e único sino na praia de Bells Beach, em 1983.

“Muito longe”, disse um emocionado Ewing na água logo após o final.

+ João Chianca é o novo líder no ranking do CT 2023

“Este evento é provavelmente o que eu mais queria vencer – é tão, tão bom. É uma coisa tão especial, tenho pensado nisso [juntar-me à minha mãe na lista de vencedores] desde que entre para o circuito mundial, tem sido um grande objetivo meu. Eu queria deixá-la orgulhosa.

De volta à terra com Laura Enever, Ethan Ewing se recompôs e continuou:

“Apenas uma semana louca. Muitas emoções. Eu estou feliz da vida. Todos os meus heróis ganharam isso: Joel, Mick, Kelly, Steph, Carissa e minha mãe em 83. É uma honra competir aqui e colocar meu nome junto com o dela é muito especial.”

E Tyler Wright, que venceu o feminino pelo segundo ano consecutivo, o fez logo após seu irmão, Owen, se aposentar definitivamente do surf competitivo no início do evento.

Para Tyler Wright, seu segundo sino em tantos anos veio com menos emoção crua, depois de uma semana estável com a família e amigos enquanto comemorava a aposentadoria de seu irmão.

“Você sabe o quê? Eu realmente não pensei muito nesta semana, não foi como no ano passado, onde havia tanta emoção ”, disse Wright a Kaipo Guerrero, da WSL.

“Foram 12 anos tentando conseguir o primeiro, e este parece diferente, mas ainda é um privilégio e uma honra. São momentos como esses que significam o mundo para mim. Grande semana, irmão aposentado, é muito especial. Ele [Owen] teve uma carreira incrível e alguns pontos traumáticos ao longo dela, então foi uma daquelas coisas em que é legal vê-lo terminar aqui”.

De volta à terra com Laura Enever, Wright continuou:

“Ter minha equipe completa aqui, ter uma família extra aqui com meus tios e tias, realmente significa muito. Não conseguimos isso em nenhum outro lugar. Além de grata pela oportunidade e pela experiência, e também por ter Molly [Picklum] em uma final. Aprendi muito no ano passado sobre como gerenciar Bells. É uma maratona. É uma coisa completa em si. E é muito especial vencer.”

Confira mais detalhes sobre a etapa no site da WSL aqui.

Receba nossas Notícias no seu Email

Últimas Notícias