27 C
Papeete
sábado, 13 julho, 2024
27 C
Papeete
sábado, 13 julho, 2024

“No começo foi difícil pra mim”, diz Slater sobre a dominância brasileira no surf

Recentemente Kelly Slater gravou um vídeo exaltando o momento grandioso que vive o surf brasileiro. Nesse vídeo, ele elencou os quatro melhores surfistas da atualidade, sendo três deles brasileiros: Gabriel Medina, Italo Ferreira e Filipe Toledo. O único gringo que aparece na lista, é John John Florence.

+ “Cresci vendo gringo se dando bem. Hoje somos esses caras”, diz Medina ao The NY Times

O 11x campeão mundial aborda a lealdade e camaradagem entre os surfistas brasileiros, algo que ele não vê entre os norte-americanos e australianos, por exemplo.

Ele então cita a garra intrínseca do brasileiro: “Naturalmente no Brasil, tanta gente tem de lutar por suas vidas, sabe? Lutar por sua família para ganhar dinheiro. É uma vida mais difícil, e há mais desafios do que uma criança na Califórnia ou Flórida, por exemplo; esses últimos, são lugares com mais oportunidades. Então os brasileiros precisaram lutar muito bravamente pelo respeito, sabe, e acho que eles também sentiram que tinham algo a provar, porque acho que eles não estavam sendo respeitados pelos surfistas do topo ou do topo da indústria”.

Slater prossegue falando sobre o domínio do surf pelos brasileiros, “algo que já estava para acontecer e aconteceu”, e conta que “no começo foi difícil pra mim, porque era uma nova fase, com uma vibe meio ‘toma essa’ dos fãs”, ele diz.

E prossegue falando: “Os brasileiros lutaram pelo seu espaço, eles aprenderam, observaram, e descobriram onde vai o futuro do surf, com aéreos, manobras e habilidades técnicas e agora eles estão liderando. Eu acho que é muito difícil deixar passar… Gabriel, Filipe e Italo são a força e a energia dominante do circuito. Obviamente John John está lá com eles, mas ele está sempre se machucando, quando ele não está machucado, ele parece encontrar uma maneira de vencer todos mesmo sem dar aéreos, ele se tornou extraordinário em todos os sentidos. Mas são esses quatro caras que estão liderando no mundo.”

Assista abaixo ao vídeo na íntegra:

Percorrendo uma linha do tempo desde o primeiro título mundial de surf conquistado por um brasileiro, em 2014 por Gabriel Medina, constatamos que estamos para completar quase uma década de dominância brasileira no Tour.

Depois, em 2015, Adriano de Souza conquistou seu título mundial; na sequência, nos anos de 2016 e 2017, John John Florence garfa seus dois títulos. Em 2018, Medina conquista o bi; em 2019, Italo Ferreira conquista seu primeiro título; em 2020 não tem campeão por conta da pandemia do coronavírus, e em 2021, Medina celebra seu tri-mundial.

2022 guarda grande expectativa de hegemonia brasileira, já que Filipe Toledo lidera o ranking e a disputa dos Top 5 também terá o potiguar Italo Ferreira.

A final dos 5 melhores do ano, que acontece em setembro, na onda de Trestles, na Califórnia, começará com uma reedição da final olímpica dos Jogos de Tóquio 2020 (pela medalha de ouro), com Italo Ferreira enfrentando o japonês Kanoa Igarashi.

Quem vencer, pega o terceiro colocado do ranking, o aussie Ethan Ewing. Quem passar desse segundo duelo, terá de desafiar o vice-líder, o também australiano Jack Robinson. E o ganhador desta terceira bateria, vai decidir o título mundial de 2022 numa melhor de três confrontos com Filipe Toledo. O campeão será quem vencer duas vezes.

E aí, qual a sua aposta?

Receba nossas Notícias no seu Email

Últimas Notícias