25 C
Papeete
terça-feira, 21 maio, 2024
25 C
Papeete
terça-feira, 21 maio, 2024

Documentarista mergulha com tubarões para denunciar pesca predatória

A documentarista Fernanda Ligabue, de 34 anos, registrou o seu mergulho com tubarões no Oceano Índico no dia 16 de abril. Ela mergulhou com outras pessoas da equipe a bordo do Arctic Sunrise, um dos três navios do Greenpeace que cruzam o mundo fazendo campanhas da ONG.

Fernanda, que trabalha com o Greenpeace desde 2013, mergulhou na região do Saya de Malha, o maior banco oceânico do mundo, topo de uma montanha submersa rica em biodiversidade.

A documentarista contou ao UOL que pulou na água quando a equipe encontrou armadilhas de pesca depois de quatro dias de vigília. Isso porque o navio está na região para denunciar os pesqueiros industriais e as armadilhas usadas por eles.

+ 28 baleias-piloto são salvas de encalhe na Nova Zelândia

O Arctic Sunrise também está nessa região do Oceano Índico para trazer atenção para o Saya de Malha, barco que o Greenpeace garante ser capaz de armazenar o dobro de carbono do que a mesma área de floresta tropical.

A embarcação usada pela ONG é um quebra-gelo holândes de 1975, de 949 toneladas e quase 50 metros de comprimento. Ele foi comprado pelo Greenpeace 20 anos depois de ser construído. A embarcação carrega 27 tripulantes de 22 países.

+ Drone registra baleia surfando em Lennox Head

Esse é o mesmo navio que, em 2013, foi atacado por um helicóptero russo quando a ONG protestava contra a exploração do petróleo no Ártico.

O mergulho com tubarões

A equipe mergulhou e foi atrás do fad, aparelho que serve como armadilha para os peixes. Ele é um equipamento simples que atrai pequenos animais e vegetais e depois, por consequência, atrai peixes mais valorizados pelo mercado, como o atum. A equipe da ONG recolheu e destruiu o aparelho.

Durante a missão, Fernanda filmou um tubarão a 20 metros de profundidade e uma diversidade enorme de peixes nas águas cristalinas do Índico. A documentarista disse ao UOL que o mergulho parecia “magia mesmo”.

Receba nossas Notícias no seu Email

Últimas Notícias