26 C
Papeete
quinta-feira, 23 maio, 2024
26 C
Papeete
quinta-feira, 23 maio, 2024

Disputas masculinas marcam o 2º do Circuito Banco do Brasil de Surfe em Torres

O Circuito Banco do Brasil de Surfe teve mais um dia só de competição masculina em Torres e novos recordes foram registrados nas ondas da Praia dos Molhes do Rio Mampituba, que divide os estados do Rio Grande do Sul e Santa Catarina. Dos 96 participantes desta etapa que abre a temporada 2024/2025 da WSL South America, apenas 20 seguem na disputa do primeiro título. O carioca Lucas Silveira fez as marcas a serem batidas no campeonato, mas foi eliminado no fim do dia. O peruano Alonso Correa, que vai disputar os Jogos Olímpicos de Paris 2024, chegou perto dos recordes na bateria que fechou a sexta-feira de boas ondas na Praia dos Molhes.

Alonso Correa foi um dos 12 surfistas que já avançaram para a rodada classificatória para as quartas de final, da primeira das cinco etapas do circuito. Restaram duas baterias da terceira fase, que ficaram para abrir o sábado em Torres e depois será iniciada a competição feminina. A surfista olímpica, Tainá Hinckel, campeã sul-americana da World Surf League na temporada 2023/2024, vai estrear na terceira bateria na Praia dos Molhes. A primeira chamada do dia será as 7h30, para um possível início as 8h00, com transmissão ao vivo pelo WorldSurfLeague.com.

Na sexta-feira, foram realizadas 18 baterias, as 12 que faltavam para completar a segunda fase e 6 das 8 da terceira fase. Entre os 20 surfistas que continuam na busca pela primeira vitória na competição, para largar na frente da corrida pelo título sul-americano e pelas 7 vagas para o Challenger Series, estão três surfistas de outros países, o peruano Alonso Correa, o argentino Nacho Gundesen e o equatoriano Alex Suarez. O dia já começou com uma dobradinha estrangeira do Nacho e do Alex, sobre os brasileiros Lucas Haag e Niccolas Padaratz.

Circuito Banco do Brasil de Surfe em Torres
Vitor Ferreira venceu uma das baterias mais difíceis da sexta-feira. Foto: @WSL / Daniel Smorigo

Os dois eliminaram mais quatro brasileiros na terceira fase, ambos avançando em segundo lugar nas suas baterias. Nacho Gundesen barrou Peterson Crisanto e Phillipe Neves no confronto vencido por Samuel Joca. E o Alex Suarez passou junto com o carioca Vitor Ferreira, superando dois surfistas que tinham se destacado nas ondas da Praia dos Molhes. Um deles o Lucas Silveira, que estreou fazendo novos recordes no Circuito Banco do Brasil de Surfe, nota 8,50 e 15,67 pontos. O outro foi o Wesley Leite, que ganhou a maior nota – 7,50 – da primeira fase na quinta-feira.

RECORDISTA ABSOLUTO – O carioca Lucas Silveira, que no último domingo venceu a etapa que fechou a temporada 2023/2024 da WSL South America em Florianópolis e conseguiu uma das 7 vagas para o Challenger Series 2024, não conseguiu achar as ondas que pegou em sua primeira bateria. Pela manhã, ele detonou as direitas da Praia dos Molhes, botando muita força nas manobras de frontside, que abriam grandes leques de água. Lucas Silveira foi o primeiro a conseguir uma nota excelente no critério dos juízes, 8,50, que somou com 7,17 de outra boa onda, para atingir 15,67 pontos, o maior placar da competição em Torres.

+ Pepê Lopes, ícone do surf e do voo livre, ganha filme biográfico

O depois não foi bom para o Lucas Silveira, mas para o peruano Alonso Correa sim. O primeiro surfista olímpico a estrear no Circuito Banco do Brasil de Surfe, começou vencendo a segunda dobradinha estrangeira sobre dois brasileiros, completada pelo equatoriano Maximiliano Saenz. E na última bateria do dia, Alonso Correa foi quem chegou mais perto dos recordes do Lucas Silveira. O peruano igualou a nota 8,33 que o paulista Fernando Junior já havia conseguido, que somou com 6,50 para totalizar 14,83 pontos, o segundo maior somatório do campeonato.

Dos 72 surfistas que competiram na sexta-feira, 16 tiveram que entrar no mar duas vezes, pela manhã e no final da tarde, então tiveram que ficar o dia todo na Praia dos Molhes. Uma das inovações do circuito esse ano, é oferecer um vale alimentação para os surfistas que estão competindo naquele dia. Todos os atletas gostaram bastante da iniciativa e Lucas Silveira até destacou isso na sua entrevista. Além do Lucas, o outro participante da etapa de Torres que se classificou para disputar o Challenger Series esse ano, é o cearense Cauã Costa, que segue na briga pelo título na Praia dos Molhes.

O argentino Nacho Gundesen ganhou a primeira bateria da sexta-feira em Torres. Foto: @WSL / Daniel Smorigo

Na próxima, Cauã Costa está junto com Alonso Correa na terceira batalha por vagas nas quartas de final do Circuito Banco do Brasil de Surfe. Eles aguardam os outros dois adversários que serão definidos nas duas baterias da terceira fase, que ficaram para abrir o sábado na Praia dos Molhes. Os dois primeiros classificados para as quartas de final, sairão do confronto dos brasileiros Mateus Sena e Krystian Kymerson, com o argentino Nacho Gundesen e o equatoriano Alex Suarez. E na segunda bateria, entram quatro brasileiros, Leo Casal, Caio Costa, Vitor Ferreira e o mais jovem deles, Samuel Joca.

INICIATIVAS SOCIOAMBIENTAIS – As atividades extras do evento prosseguiram na sexta-feira em Torres. A mais emocionante foi a visita dos alunos da APAE pela manhã. Eles participaram de ativações promovidas especialmente para eles, como dança, pinturas, brincadeiras e vibraram mesmo nas aulas de surfe, com a oportunidade viver a sensação de pegar ondas e interagir com surfistas que estavam competindo. Assim como no primeiro dia, estudantes das escolas locais fizeram uma visita guiada na arena do evento e assistiram a palestra do “Programa de Educação Ambiental Oceanos: A Corrente da Vida”, promovida pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Urbanismo (SMAURB). Na tarde da sexta-feira, aconteceu uma ativação do “Projeto Praia Limpa”, com um mutirão de limpeza na Praia dos Molhes.

A “Pesquisa de Diversidade” criada pela WSL Latin America, continuou na sexta-feira, com uma série de perguntas pensadas para ouvir o público do surfe, tanto quem trabalha como quem assiste e vibra com o universo do surfe. O objetivo do Censo de Diversidade 2024 é entender a diversidade de cada região por onde o Circuito Banco do Brasil de Surfe passa e entender como buscar mais pluralidade através de metas e compromissos públicos nessa agenda. A pesquisa é acessada via QRCode ou clicando no link – https://wsldiversidade.fansurvey.com.br/#/home – e é totalmente confidencial, nos padrões da LGPD. A “Pesquisa da Diversidade” seguirá sendo realizada em todas as etapas do circuito em 2024.

CIRCUITO 2024 – Assim como no ano passado, estão programadas cinco etapas do Qualifying Series no Circuito Banco do Brasil de Surfe em 2024. A primeira no Rio Grande do Sul, conta com o apoio institucional da Prefeitura Municipal de Torres e parceria de mídia da Rádio Maristela FM. A segunda etapa é o Saquarema Surf Festival nos 15 a 21 de abril. As três últimas estão agendadas, porém ainda serão anunciados os locais. A terceira será nos dias 2 a 5 de maio, a quarta de 21 a 25 de agosto e a última de 26 a 29 de setembro. Todas as etapas são transmitidas ao vivo pelo WorldSurfLeague.com e o campeão e a campeã no ranking das 5 etapas, recebem convite para competir no Corona Saquarema Pro apresentado por Banco do Brasil, que vai fechar o Challenger Series 2024 nos dias 12 a 20 de outubro na Praia de Itaúna.

RESULTADOS DA SEXTA-FEIRA NA PRAIA DOS MOLHES:

SEGUNDA FASE – 3.o=33.o lugar (66 pts) e 4.o=49.o lugar (60 pts):
——–as 4 primeiras baterias fecharam a quinta-feira
5.a: 1-Nacho Gundesen (ARG), 2-Alex Suarez (ECU), 3-Lucas Haag (BRA), 4-Niccolas Padaratz (BRA)
6.a: 1-Peterson Crisanto (BRA), 2-Wesley Leite (BRA), 3-Robson Gobbato (BRA), 4-Takeshi Oyama (BRA)
7.a: 1-Vitor Ferreira (BRA), 2-Samuel Joca (BRA), 3-Renan Borba (BRA), 4-José de Mello (BRA)
8.a: 1-Lucas Silveira (BRA), 2-Philippe Neves (BRA), 3-Ricardo João (BRA), 4-Luy Arman (BRA)
9.a: 1-Cauã Costa (BRA), 2-João Victor Scharnovski (BRA), 3-Luiz Henrique (BRA), 4-Tiago Braga (BRA)
10: 1-Matheus Navarro (BRA), 2-Gustavo Henrique (BRA), 3-Walley Guimarães (BRA), 4-Caetano Vargas (BRA)
11: 1-Alonso Correa (PER), 2-Maximiliano Saenz (ECU), 3-Lucas Catapam (BRA), 4-Vanderlei Costa (BRA)
12: 1-João Carlos Ely (BRA), 2-Gabriel André (BRA), 3-Paulo Pereira (BRA), 4-Enrico Malhado (BRA)
13: 1-Luan Ferreyra (BRA), 2-Lukas Camargo (BRA), 3-Daniel Pedreira (BRA), 4-Theodoro Fabris (BRA)
14: 1-Ryan Kainalo (BRA), 2-Igor Moraes (BRA),3- Bruno Carneiro (BRA), 4-Wallace Vasco (BRA)
15: 1-Fernando Junior (BRA), 2-Luã da Silveira (BRA), 3-Patrick Plachi (BRA), 4-Stefano Dornelles (BRA)
16: 1-Lucas Rosario (BRA), 2-Gabriel Klaussner (BRA), 3-Daison Pereira (BRA), 4-Bruno Moraes (BRA)

TERCEIRA FASE – 3.o=17.o lugar (200 pts) e 4.o=25.o lugar (150 pts):
1.a: 1-Mateus Sena (BRA), 2-Leo Casal (BRA), 3-Eric Bahia (BRA), 4-Murilo Brandt (BRA)
2.a: 1-Krystian Kymerson (BRA), 2-Caio Costa (BRA), 3-Adriano de Souza (BRA), 4-André Luiz (BRA)
3.a: 1-Samuel Joca (BRA), 2-Nacho Gundesen (ARG), 3-Philippe Neves (BRA), 4-Peterson Crisanto (BRA)
4.a: 1-Vitor Ferreira (BRA), 2-Alex Suarez (ECU), 3-Wesley Leite (BRA), 4-Lucas Silveira (BRA)
5.a: 1-Cauã Costa (BRA), 2-Matheus Navarro (BRA), 3-Gabriel André (BRA), 4-Maximiliano Saenz (ECU)
6.a: 1-Alonso Correa (PER), 2-João Carlos Ely (BRA), 3-João Victor Scharnovski (BRA), 4-Gustavo Henrique (BRA)

PRÓXIMAS BATERIAS DO CIRCUITO BANCO DO BRASIL DE SURFE:

TERCEIRA FASE – 3.o=17.o lugar (200 pts) e 4.o=25.o lugar (150 pts):
——–as 6 primeiras baterias fecharam a sexta-feira
7.a: Ryan Kainalo (BRA), Gabriel Klaussner (BRA), Luan Ferreyra (BRA), Luã da Silveira (BRA)
8.a: Lukas Camargo (BRA), Igor Moraes (BRA), Fernando Junior (BRA), Lucas Rosario (BRA)

PRIMEIRA FASE FEMININA – 3.a=17.o lugar (200 pts) e 4.a=19.o lugar (186 pts):
1.a: Kiany Hyakutake (BRA), Nicole Brait (POL), Maria Allebring (SUE)
2.a: Maria Heinzen (BRA), Clarissa Tasca (BRA), Natalie Plachi (BRA), Alma Corgiolu (ARG)

SEGUNDA FASE – entrada das 12 cabeças de chave:
——–3.a=9.o lugar (350 pts) e 4.o=13.a lugar (295 pts)
1.a: Tainá Hinckel (BRA), Juliana dos Santos (BRA), Alexia Monteiro (BRA), 1.1
2.a: Kalea Gervasi (PER), Silvana Lima (BRA), Maya Larripa (ARG), 2.1
3.a: Daniella Rosas (PER), Julia Duarte (BRA), Genesis Garcia (ECU), 1.2
4.a: Laura Raupp (BRA), Brianna Barthelmess (PER), Dominic Barona (ECU), 2.2

QUARTA FASE MASCULINA – 1.o e 2.o passam para as quartas de final:
——–3.o=17.o lugar (200 pts) e 4.o=25.o lugar (150 pts)
1.a: Mateus Sena (BRA), Nacho Gundesen (ARG), Krystian Kymerson (BRA), Alex Suarez (ECU)
2.a: Leo Casal (BRA), Caio Costa (BRA), Vitor Ferreira (BRA), Samuel Joca (BRA)
3.a: Cauã Costa (BRA), Alonso Correa (PER), 2.o da 7.a bateria da 3.a fase e 2.o da 8.a
4.a: Matheus Navarro (BRA), João Carlos Ely (BRA), 1.o da 7.a bateria e 1.o da 8.a

Receba nossas Notícias no seu Email

Últimas Notícias