Publicidade:

Publicidade:

Publicidade:

Desastre ecológico na Rússia destrói vida marinha e intoxica surfistas


Um desastre ecológico está em curso na Rússia.

Os surfistas da região de Kamchatka, no extremo leste da Rússia, relatam que a poluição da água do oceano está tão forte que está envenenando-os.

Nos últimos dias, circulam fotos e vídeos nas redes sociais com milhares de animais mortos arrastados pelas praias da região, como polvos, estrelas do mar, peixes e crustáceos.

De acordo com o The Moscow Times, cerca de 95% da vida marinha ao longo do fundo do mar na Baía de Avacha foi morta.

Foi o que disseram cientistas a Solodov na terça-feira após uma expedição à área para coletar amostras de água, procurar animais selvagens mortos e realizar um mergulho de pesquisa.

https://www.instagram.com/tv/CF6R5Y0nm9L/?utm_source=ig_embed&utm_campaign=loading

 

A fonte da contaminação da água ainda é obscura. Centenas de animais marinhos arrastaram-se para a costa, e a água mudou de cor.

Após uma verificação preliminar, as autoridades locais informaram que as amostras de água foram 4 vezes maiores para derivados de petróleo e 2,5 vezes para fenol e outras substâncias.

O governador de Kamchatka, Vladimir Solodov, disse que as autoridades estão considerando a poluição causada pelo homem, fenômenos naturais ou um terremoto relacionado ao vulcão como possíveis das mortes em massa.

Kamchatka é uma região extremamente remota, porém famosa por suas reservas naturais intocadas e vulcões.

LEIA + Brasileiro irá quebrar o recorde mundial surfando por 25 horas seguidas

Um desastre ecológico

Yekaterina Dyba, geógrafa que dirige a escola de surfe Snowave Kamchatka, deu o alarme nas redes sociais há cerca de uma semana, dizendo que os surfistas estavam reclamando de sintomas semelhantes aos de envenenamento após exposição à água.

https://www.instagram.com/p/CF3vnVYj4CY/

“Por várias semanas, todos os surfistas tiveram problemas com os olhos depois de voltar da água. Manto branco, visão turva, secura. Dor de garganta. Muitos tiveram náusea, fraqueza, febre alta”, escreveu Dyba em um post no Facebook. Os surfistas locais também notaram uma mudança na cor da água.

O Greenpeace Rússia chamou a situação em Kamchatka de “desastre ecológico” e pediu uma investigação.

Os promotores regionais abriram uma investigação sobre a suposta poluição nas águas de Kamchatka, mas ainda não está claro qual poderia ser a origem dos produtos químicos.

O governador de Kamchatka, Vladimir Solodov, disse a repórteres em entrevista coletiva que as autoridades estavam esperando por resultados de testes estendidos, mas que “não havia motivos para falar sobre qualquer versão específica” do que poderia ter matado tanto, e uma grande variedade de mar vida.

As autoridades minimizaram os relatórios iniciais na semana passada, sugerindo que todos os animais mortos eram provavelmente resultado de uma tempestade.

Um relatório da agência de notícias estatal Tass sugeriu que um vazamento de um petroleiro comercial pode ter causado a poluição.

Outras explicações possíveis discutidas na mídia russa incluem a contaminação de uma das instalações militares ao longo da costa, ou um local onde produtos químicos ou pesticidas foram secretamente enterrados ao longo da costa.

O Ministério da Defesa da Rússia negou que qualquer navio de sua frota da Marinha do Pacífico tenha sido responsável pela contaminação, dizendo que “nenhum treinamento de combate envolvendo navios e embarcações da Frota do Pacífico foi realizado” na área desde junho.

+Notícias

5 alternativas de frutas ricas...

A vitamina C, encontrada nas frutas, é uma de nossas maiores aliadas para o...

Makualoha: Makua Rothman mostra nestes...

Desafiar é uma escolha de vida. E o havaiano Makua Rothman é um exemplo...

Jamie O’Brien: “Surfei a maior...

O swell histórico que atingiu o Havaí na última semana ainda segue rendendo muitas...

Gabriel Medina vira personagem do...

Mais um fato que demonstra o tamanho que a imagem de Gabriel Medina tem...