26 C
Papeete
sexta-feira, 19 julho, 2024
26 C
Papeete
sexta-feira, 19 julho, 2024

Critério de julgamento para o Rip Curl Finals valorizará o surf aéreo

Um comunicado recente da WSL anunciou como serão os critérios de julgamento em Trestles para o Rip Curl Finals, algo que pode ser uma boa notícia para os fãs do surf progressivo, marca registrada dos brasileiros no Tour.

O comunicado começa com uma introdução importante: “Como sempre, todos os elementos dos critérios serão levados em consideração“, ressaltando que a avaliação das ondas ainda será feita de forma abrangente. Em seguida, descreve o palco das finais, Lowers Trestles, como uma onda de alto desempenho que oferece múltiplas seções e rampas em ambas as direções, permitindo que os surfistas realizem uma ampla variedade de manobras. A inovação, progressão, uso de velocidade, potência e fluidez são enfatizados como fatores-chave para pontuações mais altas.

+ Ethan Ewing ressurge surfando com força total em Trestles

O comunicado detalha as manobras e fatores que os juízes estarão analisando de perto durante as competições:

Manobras Aéreas Inovadoras: Manobras aéreas de alto nível de dificuldade e técnica serão as mais recompensadas, especialmente quando executadas em seções críticas ou em combinação com outras manobras.

Grandes Aéreos e Manobras Progressivas: Realizar grandes aéreos e manobras progressivas na primeira seção, em seções críticas e dentro de uma combinação será altamente recompensado.

Dificuldade e Técnica: Manobras aéreas únicas ou progressivas devem apresentar um alto grau de dificuldade e técnica para pontuar na faixa excelente.

Combinação de Manobras Explosivas: Combinação de manobras importantes, explosivas e precisas no pocket ou na linha do lip, com velocidade e potência extra. A variedade dentro dessas combinações também é valorizada.

Análise de Aéreos: Juízes avaliarão fatores como altura, distância percorrida, velocidade/ângulo de rotação, dificuldade, o pouso e a área crítica das seções em que as manobras são realizadas.

Controle e Conclusão de Manobras: Perder o controle ou demorar muito para sair das manobras pode afetar a pontuação de um surfista. Apenas manobras que os juízes considerarem completas serão pontuadas. Para manobras em seções fechadas serem consideradas completas, o surfista deve continuar surfando à frente da espuma branca com ímpeto para frente e o corpo centralizado sobre a prancha.

Os critérios definidos para o Finals sugerem uma valorização crescente das manobras aéreas inovadoras e progressivas, com um foco especial nas seções críticas e combinações. Filipe Toledo e Griffin Colapinto, serão os maiores beneficiados pelo critério, pois possuem um repertório de manobras alinhado com o que os juízes esperam ver em Trestles. Entre as mulheres, Molly Picklum e Caity Simmers são apontadas como as surfistas mais alinhadas com as regras. Isso não significa que o surf de borda não será valorizado, mas a WSL dá um sinal claro de que entende que o surf competitivo de lata performance caminha em direção à progressividade.

O prazo para o Rip Curl WSL Finals decidir os títulos mundiais de 2023, começa nesta sexta-feira (08) e vai até 16 de setembro nos Estados Unidos. O campeão e a campeã da temporada serão definidos em um único dia, no que tiver as melhores ondas em Lower Trestles, dentro deste período em San Clemente, na Califórnia. O atual campeão mundial, Filipe Toledo, vai tentar o bicampeonato consecutivo e João Chianca é o outro brasileiro que se classificou entre os top-5 do ranking do World Surf League (WSL) Championship Tour (CT) 2023.

Receba nossas Notícias no seu Email

Últimas Notícias