Publicidade:

EUA: maré mata adulto e criança; homem tenta resgate e desaparece

Um homem e uma criança de três anos morreram após serem arrastados por uma corrente marítima na praia de Apollo Beach, em Tampa, na Flórida. Um terceiro homem, que tentava salvá-los, também foi levado e está desaparecido até o momento.

Autoridades confirmaram que eles estavam entrando na água quando foram surpreendidos e levados “pela forte corrente”, disse o xerife do condado de Hillsborough, Chad Chronister, em uma entrevista coletiva na sexta-feira (11).

Os policiais receberam um telefonema desesperado, via 911, de uma mulher cujo namorado, Kristoff Murray, 27, viu que o adulto e a criança estavam sendo levados e correu para tentar salvá-los. Murray também acabou sendo arrastado pelas águas e está desaparecido.

“Mais do que um bom samaritano, Murray está sendo chamado agora de nosso herói de Apollo Beach”, disse o xerife Chronister ao se referir à tentativa de salvamento do homem e da criança que morreram ao ser arrastados pela corrente na Flórida.

Somente neste ano aconteceram pelo menos 14 mortes causadas pot correntes marítimas nos Estados Unidos, de acordo com o Serviço Nacional de Meteorologia, entidade responsável por monitorar as atividades oceânicas no país. Já a U.S. Lifesaving Association, que representa profissionais e serviços de salvamento, estima que mais de 100 pessoas são mortas por correntes marítimas em território norte-americano todos os anos, e os salva-vidas resgatam pelo menos 30 mil banhistas por ano em correntes desse tipo.

O xerife Chronister pediu a todos que se lembrem de se manterem seguros na água, principalmente no período de alta temporada, a todo vapor principalmente nas praias do estado, localizado no sul dos Estados Unidos.

“É verão na Flórida. Está quente. Todos nós queremos estar na água, queremos nos refrescar. Mas, por favor, quando você tem áreas que estão claramente marcadas para não nadar, existe um motivo para isso, e ele precisa ser respeitado”, disse Chronister durante a entrevista coletiva.

Receba nossas Notícias no seu Email

+Notícias