Publicidade:

Costa Rica quer taxar pranchas de turistas

A Federação de Surf da Costa Rica solicitou aos deputados um projeto de lei que prevê taxar pranchas dos turistas que adentram no país.

O objetivo é que esses recursos se dirijam tanto ao financiamento de atletas, como à Cruz Roja Costarricense para capacitação de guardas-vidas, assim como ao Instituto Costarricense de Turismo (ICT) para fomentar o turismo do surf.

Leia: 
+ Adriano de Souza é coach surf no método AprimoreSurf

Os representantes do surf na Costa Rica solicitaram à Comissão Permanente Especial de Turismo que os apoiem e redigiram um projeto de lei por meio do qual é cobrado um dólar por cada prancha de surf que entre em todo o país.

A proposta pretende que os recursos gerados por esta nova arrecadação, que será paga pelos turistas, seja distribuído entre o Instituto Costarricense de Turismo, ICT, Cruz Roja Costarricense e a Federação de Surf, para incentivar a prática do esporte e ajudar seus praticantes.

Os dirigentes do surf na Costa Rica estimam que 16% dos turistas que vivem no país centro-americano o fazem com o propósito de praticar esportes e carregam até três pranchas, cada uma delas.

Além disso, o surfista Carlos Muñoz garantiu que há muitos talentos no país, mas infelizmente não existem tantos recursos para que mais crianças e jovens possam ser atletas de alto rendimento.

Receba nossas Notícias no seu Email

+Notícias