25 C
Papeete
terça-feira, 23 julho, 2024
25 C
Papeete
terça-feira, 23 julho, 2024

Copa Sails of Change QS 1000 Galápagos tem início adiado

O início da segunda edição da Copa Sails of Change QS 1000 Galápagos foi adiado para a quinta-feira na Ilha San Cristóbal de Galápagos, no Equador. A quarta-feira amanheceu com muita chuva, mas a previsão segue indicando boas ondas para os próximos dias e a etapa que abre a temporada 2023/2024 da World Surf League (WSL) South America, deve acontecer em condições desafiadoras na Praia Lobería, com transmissão ao vivo pelo WorldSurfLeague.com.

A primeira chamada da quinta-feira foi marcada para as 8h00 em Galápagos, 11h00 no fuso horário de Brasília. Infelizmente, o temporal que desabou na Ilha San Cristóbal na quarta-feira, impediu a instalação da internet para que a competição fosse iniciada. A comissão técnica da Copa Sails of Change QS 1000 Galápagos, ainda aguardou por toda a manhã e fez várias chamadas, até o adiamento ser oficializado no início da tarde.

Esta é a segunda vez que o paradisíaco arquipélago de Galápagos recebe uma etapa do World Surf League (WSL) Qualifying Series (QS). A estreia no ano passado aconteceu em Tongo Reef, um pointbreak de esquerdas excelentes na Ilha San Cristóbal. O campeão sul-americano de 2022/2023 da WSL South America, Miguel Tudela, venceu o evento junto com a também peruana Sol Aguirre. Neste ano, a batalha pelos títulos será em outra praia.

+ Paige Alms vence prêmio pela melhor temporada no Havaí

O palco da segunda edição do Copa Sails of Change QS 1000 Galápagos foi montado na Praia Lobería, que é conhecida como a Pipeline/Backdoor da Ilha San Cristóbal, pela semelhança com os tubos perfeitos do templo sagrado do esporte no Havaí. Miguel Tudela está em tratamento de uma contusão e Sol Aguirre também não vai competir dessa vez, então novos campeões serão conhecidos esse ano em Galápagos.

A maioria dos inscritos é do Equador e a lista é encabeçada pelo maior nome do surfe equatoriano, Dominic Barona. Ela já tem dois títulos de campeã sul-americana da WSL South America, representou o Equador na estreia do surfe nas Olimpíadas do Japão e acaba de conquistar uma das quatro vagas do continente, para disputar o Challenger Series esse ano, a divisão de acesso para a elite do World Surf League Championship Tour.

+ Ondas gigantes em Noronha ganham destaque em premiação de surf 

Mimi Barona está escalada na primeira bateria da Copa Sails of Change Galápagos, junto com a também equatoriana Marina Bortman e a peruana Brianna Barthelmess. Na segunda, tem mais duas surfistas do Equador, Genesis Garcia e Mia Barrera, com a brasileira Julia Duarte e outra peruana, Leilani Aguirre. As duas melhores em cada, avançam para enfrentar as quatro cabeças de chave nas quartas de final da competição feminina.

O resultado da Copa Sails of Change QS 1000 Galápagos, vai formar o primeiro ranking da temporada 2023/2024 da WSL South America, valendo classificação para o Challenger Series do ano que vem. Na competição masculina, 26 surfistas vão tentar conquistar a primeira vitória do Equador em etapas do Qualifying Series. Até agora, apenas Dominic Barona conseguiu títulos em eventos da World Surf League.

A organização suíça “Sails of Change” vai promover várias ativações educativas de preservação ambiental durante o campeonato na Ilha San Cristóbal. A segunda edição da Copa Sails of Change QS 1000 Galápagos acontece graças ao apoio da Sails of Change, El Club Formativo San Cristóbal, CNT, GAD San Cristóbal, do Ministerio de Deporte, do Consejo de Governo de Régimen Especial, da Universidad San Francisco, Narturagua e GEA. A competição será transmitida ao vivo de Galápagos pelo WorldSurfLeague.com.

BATERIAS DA COPA SAILS OF CHANGE QS 1000 GALÁPAGOS

PRIMEIRA FASE FEMININA – 1.a e 2.a=Quartas de Final / 3.a=9.o lugar (350 pts):
1.a: Dominic Barona (ECU), Brianna Barthelmess (PER), Marina Bortman (ECU)
2.a: Genesis Garcia (ECU), Julia Duarte (BRA), Mia Barrera (ECU)

QUARTAS DE FINAL – entrada das 4 cabeças de chave:
——–derrota=5.o lugar com US$ 250 e 500 pontos
1.a: Sophia Medina (BRA) x 2.a da 1.a bateria da 1.a fase
2.a: Kalea Gervasi (PER) x 1.a da 1.a bateria
3.a: Arena Rodriguez Vargas (PER) x 1.a da 2.a bateria
4.a: Melanie Giunta (PER) x 2.a da 2.a bateria

PRIMEIRA FASE – 3.o=33.o lugar (66 pts) e 4.o=35.o lugar (66 pts):
1.a: Pablo Ceballos (ECU), Preston Obrien (EUA)
2.a: Roberto Rodriguez Moreira (ECU), Santiago Abascal (ECU)

SEGUNDA FASE – 3.o=17.o lugar (200 pts) e 4.o=25.o lugar (150 pts):
1.a: Alonso Correa (PER), Tomas Vergara (ECU), José Herrera (ECU), 1.o da 1.a bateria da 1.a fase
2.a: Israel Barona (ECU), Andy Rivera (ECU), Joe Scott Parra (ECU), Joshua Marcillo (ECU)
3.a: Maximiliano Saenz (ECU), Anthony Cornejo (ECU), Cristhian Hernandez (ECU), Noah Barrera (ECU)
4.a: Alex Suarez (ECU), José Maclas (ECU), Calixto Choez (ECU), 2.o da 1.a bateria
5.a: Daniel Adisaka (BRA), Angel Gil (ECU), Sean Goldszmidt (PER), 1.o da 2.a bateria
6.a: Mariano Maugere (PER), Shadi Bayoumi (ECU), Jesus Mendonza (ECU), Juliano Auad Klaere (ECU)
7.a: Esnaider Parrales (ECU), Daniel Panchana (ECU), Diego Silva (ECU), Mario Coronel (ECU)
8.a: Samuel Joquinha (BRA), Jonathan Zambrano (ECU), Diego Garcia Coello (ECU), 2.o da 2.a

Receba nossas Notícias no seu Email

Últimas Notícias