Publicidade:

Confira o Malibu Classic ao vivo

Enfim, o tour de longboard da WSL chega à Malibu, a parada mais icônica, relevante e reverenciada em todo o surf de longboard. Hoje, 11/10, a partir das 11h30 de Brasília, você acompanha a transmissão ao vivo do Malibu Classic, que irá definir os campeões mundiais de longboard da Liga Mundial de Surf.

Assista aqui ao Malibu Classic ao vivo.

+ Os melhores momentos do Surf Ranch Classic
+ US Open: Lucas Silveira termina em 5º em Huntington Beach

A bicampeã mundial de longboard da WSL, Honolua Blomfield, e o veterano do Tour, Edouard Delpero, lideram o ranking rumo ao evento, mas uma infinidade de talentos está em seus calcanhares.

Algumas das melhores mulheres do longboard do mundo terão de lidar com nomes como a campeão de longboard da WSL de 2018, Soleil Errico. A jovem de 20 anos põe seus pés no line up de Malibu quase todos os dias e agora tem oportunidade de conquistar seu segundo título mundial em casa com a família e amigos prontos para apoiá-la até o final.

“É super emocionante porque Malibu é minha cidade natal e é onde passo a maior parte dos meus dias surfando”, disse Errico. “Ganhar aqui seria muito mais incrível. Quero deixar meus amigos e família orgulhosos, porque eles me apoiaram tanto ao longo da minha carreira de surfista. Vou abordar este evento com confiança porque tive a sorte para praticar muito em Malibu, já que moro a cerca de dois minutos daqui. Vou confiar nos meus instintos e no meu trabalho duro e surfar o melhor que puder.”

 

 

View this post on Instagram

 

A post shared by World Surf League (@wsl)

Kelis Kaleopaa entra em First Point classificada em segundo lugar e 2.500 pontos atrás da líder do ranking, também de Oahu, Havaí, Honolua Blomfield. A jovem de 16 anos tem a oportunidade de reivindicar a história como a mais jovem detentora do título mundial feminino. Rachael Tilly detém o recorde de campeã mundial mais jovem aos 17 anos, mas Kaleopa’a entende a tarefa e não vai colocar pressão sobre si mesma.

“Ainda não caiu realmente”, expressou Kaleopa’a à WSL. “Eu simplesmente vou sair e surfar como faria em qualquer outra competição. Eu me dei conta pela primeira vez na noite passada quando recebemos uma mensagem dizendo como o título mundial poderia cair com surf-offs e coisas assim. É uma coisa nova para mim e eu realmente não tenho expectativas. Eu adoraria ganhar um título mundial, mas, para uma estreante como eu, só quero experimentar tudo o que vai acontecer e assistir todos as possibilidades diferentes, e eu realmente não tenho expectativas.”

Depois de se enfrentarem no Surf Ranch, Justin Quintal, Honolua Blomfield, Rodrigo Sphaier, Chloe Calmon e mais alguns dos melhores longboarders do mundo encerram o ano nesse evento icônico.

Os pontos para os dois eventos desta temporada serão combinados com os ganhos no Noosa Longboard Open de 2020.

Para mais informações, clique aqui e acesse o site da WSL.

Receba nossas Notícias no seu Email

+Notícias